Defesa & Geopolítica

Custo do programa JSF excede em US$ 771 milhões para os 28 primeiros modelos

Posted by

O programa F-35 Joint Strike Fighter – já é o programa de aquisição de defesa mais caro da história dos EUA – ficou ainda mais caro, na ordem de 771 milhões dólares. O Pentágono informou o Comitê dos Serviços Armados no Senado na segunda-feira que os primeiros 28 modelos de produção do F-35, um dos caças mais avançados tecnologicamente do mundo, desenvolvido pela Lockheed Martin, estava tendo um custo adicional de três quartos de 1 bilhão de dólares, e o governo estará pagando por parte desse montante.

A notícia provocou uma breve disputa no Twitter entre o senador John McCain, o republicano sênior do Comitê de Serviços Armados do Senado e crítico de longa data dos aumentos nos custos do F-35, e a fabricante Lockheed Martin.
“O Congresso notificou que os primeiros caças F-35 excedeu os custos em mais de US$ 771 bilhões. Ultrajante!” twittou McCain na terça-feira. “O Pentágono agora está pedindo mais US$ 264 milhões de pagamento”.
No dia seguinte, um tweet da Lockheed Martin disse:
“A equipe F-35 está focada na redução de custos dos jatos e está mostrando uma melhora significativa em áreas chaves”, mensagem essa ligada ao recente depoimento no Senado de Tom Burbage, VP executivo da Lockheed Martin e gerente geral do programa F-35.
McCain respondeu apenas horas mais tarde, dirigindo seu tweet seguinte a Lockheed Martin:
“Para a maioria dos observadores, um custo adicional de US$ 771 milhões por 28 caças F-35s não se qualifica como” melhoria significativa “. Contribuintes merecem melhor. ”
Um membro do pessoal de McCain disse à ABC News que, embora o Pentágono deu a entender que este é um novo e significativo aumento dos custos excessivos para o F-35, segunda-feira foi a primeira vez que um membro da defesa deu uma posição da visão geral do problema. No final de junho, o Pentágono apresentou um pedido para transferir 264 milhões de dólares de outros programas para ajudar a pagar por isso, disse o agente.

A Lockheed Martin disse que o custo adicional foi devido a “ineficiência” relacionado a um redesign de 2004, que era para remover milhares de quilos de excesso de peso do avião e disse que nesta fase da produção a Lockheed dividia is custos de desenvolvimento com o governo.
Ao longo de sua produção, o F-35 tem sido sacudido com excessivos custos inesperados e atrasos na produção a tal ponto que um recente relatório do Escritório de Aquisição do Governo disse que o custo de aquisição e manutenção de cada avião se aproximava do dobro das projeções originais da Lockheed Martin. O GAO estima que os contribuintes dos EUA vão investir um total de US$ 385 bilhões para desenvolver e manter 2.457 aviões até 2035. O programa está também sob o fogo cerrado para a inclusão inicial de um programa de desenvolvimento de um segundo motor que o Pentágono disse que era desnecessário.

Não é a primeira vez que McCain condena publicamente o que chamou de “excessos de custos fora de controle” do programa F-35. Em junho, ele propôs uma emenda que definia a Lockheed Martin com o ônus de qualquer excesso de custos sobre o último grupo de F-35s ainda em desenvolvimento.
“Se não agirmos agora, continuando excedendo os custos no programa F-35, como temos feito nos últimos 10 anos, vamos ter que desviar recursos preciosos e colocar em risco cada programa de aquisição de outras grandes áreas de Defesa”, disse McCain, em seguida.
A Lockheed disse que aprenderam enquanto o programa crescia e mais lotes dos aviões eram fabricados, de forma mais eficiente e acessível.
“Nossas métricas de desempenho na fábrica estão agora mostrando uma melhora significativa em todas as áreas chaves, e estamos vivenciando uma excelente curva de aprendizagem com reduções nas horas de montagem, e temos essencialmente eliminado todo o trabalho desperdiçado”,
disse a empresa.
Representantes do Departamento de Defesa para o programa do F-35 não responderam aos pedidos de comentários sobre este relatório.


Fonte: ABC News – Tradução: Cavok

20 Comments

shared on wplocker.com