Defesa & Geopolítica

Dilma promete incentivos para o setor naval

Posted by

Presidente diz que Brasil tem de fabricar peças para navios e plataformas. Petrobras anuncia encomenda de 21 sondas no país

Por Ramona Ordoñez

A presidente Dilma Rousseff anunciou ontem que o governo federal vai incentivar o desenvolvimento no país da indústria de navipeças, ou seja, de peças e equipamentos para o setor naval. A promessa foi feita na solenidade de batismo da plataforma da Petrobras P-56, no Estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis. A P-56 foi totalmente construída no país e tem um índice de conteúdo local de 73%, o maior já atingido por uma plataforma no Brasil.

– Eu assumo o compromisso de sempre querer melhorar o conteúdo nacional. Agora temos de estabelecer no Brasil uma indústria de navipeças, assim como tem a indústria de autopeças para automóveis. Queremos que no Brasil se produzam todas as peças dessa plataforma – afirmou Dilma.

Federação de petroleiros critica Eike Batista

Por sua vez, o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, presente à solenidade, anunciou que a companhia vai encomendar no país a construção de mais 21 sondas de perfuração para os campos do pré-sal. Outras sete foram contratadas no ano passado, junto ao Estaleiro Atlântico Sul, em Pernambuco. A licitação das novas 21 outras sondas tinha sido suspensa pela estatal há alguns meses, devido aos preços elevados cobrados pelas empresas. Temia-se que as encomendas fossem feitas no exterior.

– Vamos produzir no Brasil as 28 sondas. Algumas delas com certeza serão feitas aqui (no Rio) – garantiu Gabrielli.

Ele prometeu que a companhia vai promover o desenvolvimento da indústria naval brasileira, bem como a criação de novos estaleiros no país, com sua política de encomendas à indústria nacional.

– Há um compromisso claro da diretoria da Petrobras de que essas 28 sondas serão feitas no Brasil. E nós já estamos na rua com a licitação para essas 21 – disse Gabrielli.

– Nós provamos que é possível construir plataformas e sondas no Brasil, assim como equipamentos para a exploração do pré-sal – afirmou Dilma.

O coordenador da Federação Única dos Petroleiros (FUP), João Antônio de Moraes, criticou o empresário Eike Batista por estar construindo no exterior plataformas para seus campos na Bacia de Campos.

No fim da tarde, a EBX informou em nota que está investindo US$15,5 bilhões no Brasil em 2011 e 2012, nos setores de petróleo, logística, energia, mineração e petróleo.

Durante o evento – o primeiro encontro direto com trabalhadores desde sua posse – a presidente Dilma Rousseff evitou demonstrar qualquer preocupação devido à crise política provocada pelas denúncias envolvendo o ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci. Dilma procurou mostrar-se alegre e simpática, apesar dos poucos sorrisos e de não ter arrancado tantos aplausos como costumava ocorrer com o ex-presidente Lula, citado várias vezes por ela e pelas demais autoridades presentes.

Na visita à plataforma, Dilma falou com vários operários e operárias e pediu ao presidente e aos diretores da Petrobras para assinarem nas costas de seu macacão. Ao descer, deu alguns autógrafos e também deixou alguns trabalhadores assinarem sua roupa. Mas não concedeu entrevista aos jornalistas.

P-56 tem capacidade para produzir cem mil barris

Além do governador do Rio, Sérgio Cabral, participaram do evento os ministros de Minas e Energia, Edison Lobão; da Pesca e Aquicultura, Ideli Salvatti; e do Planejamento, Miriam Belchior, e outras autoridades do Rio e políticos. A deputada Luiza Erundina (PSB) foi a madrinha da P-56.

A fim de mostrar descontração, a presidente brincou com relação ao Estado do Rio:

– O Lobão disse que aqui nós estamos numa terra abençoada por Deus. Agora eu acrescento, e bonita por natureza.

A P-56, que custou US$1,5 bilhão, tem capacidade para produzir cem mil barris por dia de petróleo e seis milhões de metros cúbicos por dia de gás natural. A plataforma será instalada no campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos. A Petrobras prevê iniciar a produção em agosto próximo e atingir sua capacidade máxima no primeiro trimestre de 2012.

Fonte: O Globo

20 Comments

shared on wplocker.com