Defesa & Geopolítica

Índia prestes a firmar seu maior contrato de compra de material militar dos Estados Unidos

Posted by

Boeing C-17 Globemaster III

O governo da Índia está prestes a aprovar a aquisição de 10 aviões de transporte militar Boeing C-17 Globemaster III, transação cujo valor alcança a cifra de US$ 4 bilhões, o que a tornará em o maior negócio militar da história fechado entre os Estados Unidos e a Índia.

Fontes do Ministério da Defesa da Índia informaram que o comitê governamental de segurança deverá conceder sua aprovação definitiva para a assinatura do contrato até o final deste mês. Segundo a imprensa local, todos os detalhes envolvendo a compra dos dez C-17 já foram ajustados, incluindo os seus valores e compensações (offsets), sendo que 30% do montante pago pelas aeronaves deverão ser obrigatoriamente reinvestidos no setor de Defesa da Índia. O negócio será feito entre os governos dos dois países, fato que dispensou a convocação de uma concorrência internacional.

A Força Aérea da Índia possui em sua frota mais de uma dezena de jatos de transporte Ilyushin IL-76 de fabricação russa e necessita aumentar sua capacidade de transporte estratégico de longa distância para deslocamento de tropas e equipamentos de combate. Os C-17 são capazes de aterrissar em pequenos aeródromos e carregar carros de combate e efetivos por mais de quatro mil quilômetros de distância sem escalas e reabastecimento ar-ar. Fontes oficiais indianas informaram que há negociações para aquisição de um lote adicional de seis C-17 além desses dez prestes a serem comprados.

Avião de patrulha marítima P-81 Poseidon

Anteriormente, os governos de Nova Delhi e Washington já formalizaram um contrato de US$ 3 bilhões para que a Boeing forneça 12 aviões de patrulha marítima P-81 Poseidon.  A Marinha da Índia receberá as primeiras unidades deste modelo em 2013.

C-130J Super Hercules

Adicionalmente, foram adquiridos dos Estados Unidos para a Força Aérea da Índia seis aviões de transporte Lockhhed Martin C-130J Super Hercules por US$ 1,2 bilhão e há planos para a compra de mais seis em breve.

Turbofan General Electric GE F-414

A estatal indiana Hindustan Aeronautics Limited (HAL) assinou com os Estados Unidos contrato para fornecimento de 99 motores turbofan General Electric GE F-414 para equipar a segunda variante do caça HAL Tejas, aeronave de combate concebida e produzida na Índia. O valor total desse lote de motores está estimado em US$ 822 milhões. Adicionalmente, os indianos receberão mísseis antinavio Harpoon Block-II, negociados por US$ 170 milhões.

Além dos contratos já citados, outro negócio visto como potencialmente promissor  envolve a venda de modelos de helicópteros de ataque e transporte estadunidenses. Caso as negociações cheguem a um acordo favorável, as transações entre os Estados Unidos e Índia poderão superar US$ 11 bilhões.

Uma perda de importância significativa para os Estados Unidos com relação ao mercado de armas indiano aconteceu recentemente com a desclassificação dos avião de combate Boeing Super Hornet  F/A-18E/F da competição MMRCA (Medium Multirole Combat Aircraft), cujo vencedor será contemplado com um contrato de US$ 10,5 bilhões. Passaram pela shortlist o supersônico Rafale, da Dassault, e o Typhoon, do consórcio europeu Eurofighter.

Fonte:  Tecnologia & Defesa

22 Comments

shared on wplocker.com