Defesa & Geopolítica

voamos o "novo" cockpit EMB-312

Posted by

Autor: Ricardo Pereira & E.M.Pinto

Plano Brasil

http://www.vdbbrasil.com.br/MyImages/ael.jpgA AEL Sistemas é uma empresa brasileira que há mais de duas décadas dedica-se ao projeto, desenvolvimento, fabricação, manutenção e suporte logístico de produtos eletrônicos, militares e civis, para aplicações em veículos aéreos, marítimos, terrestres, tripulados ou não.

A empresa é pioneira no fornecimento de sistemas para a aeronave Tucano T-27 e para o caça ítalo-brasileiro A-1, a empresa também participa de diversos programas da indústria espacial, fornecendo ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), projetos e equipamentos para os sistemas de suprimento de energia para satélites.

Na ocasião da LAAD 2011 a empresa apresentou entre outros produtos, um demonstrador de aviônica que pode ser uma alternativa para os “Tucaninhos” da FAB, os EMB 312. O Plano Brasil esteve lá para conferir e embarcou no “cockpit” da aeronave.

O modelo apresentado pela AEL consistia num cockpit de dois grandes MFDs, a AEL aposta na redução da carga de trabalho dos pilotos apresentando uma proposta inovadora e simples. A nova aviônica é moderna e está em concordância com os novos conceitos de comunicação e situação, o cockpit embarca sistemas em estado-de-arte. A primeira impressão é de que  novo cockpit apresenta informações de maneira simplificada e rápida e sem dúvida é uma ótima alternativa para a FAB, caso esta venha a requerer  um MLU.

Porém, esta proposta da AEL não se limita apenas a atender as necessidades da Embraer ou FAB,  a AEL está preparada para atender todas e quaisquer definições, necessidades e requisitos opçeracionais seja de que cliente for. O mercado vislumbrado pela empresa é bastante tentador, muitas outras nações ainda operam o pequeno notável da EMBRAER e seriam clientes potenciais e certamente a AEL está a altura do desafio.


Mais sobre o EMB-312 Tucano

http://www.gaetanmarie.com/images/tucano/France,%20EMB-312F%20312493,%20EPNAA%2005.312,%20BA%20701%20Salon-de-Provence.jpg

O Embraer EMB-312 Tucano é um avião turbohélice de treinamento e ataque leve, desenvolvido e fabricado pela empresa brasileira Embraer. Seu primeiro voo ocorreu em 1980, o Tucano é o treinador leve da Força Aérea Brasileira, que adiquriu 132 unidades, porém a aeronave foi também produzida para inúmeras outras forças aéreas mundo afora, alcançando a marca superior a 600 aeronaves produzidas.

Principais utilizadores do modelo padrão

Brasil: 132 unidades
Egito: 134 mais 10 unidades produzidas sob licença pela Helwan.
Argentina: 30 unidades.
Honduras: 12 unidades.
Irã: 25 unidades.
Paraguai: 5 unidades.
Peru: 30 unidades (8 unidades revendidas a Angola).
Venezuela: 31 unidades.
Colômbia: 14 unidades.
França: 80 unidades vendidas para a França com aviônicos franceses EMB 312F.
Reino Unido: 130 aeronaves para a RAF, mais 12 para o Quênia e 16 para o Kuwait com motor mais potente e aviônicos próprios (Short Tucano).

Especificações

Motor: Pratt & Whitney Canada PT6A-25C de 750 shp
Velocidade Máxima: 448 km/h
Velocidade de Cruzeiro: 319 km/h
Teto de Serviço: 9.144 m
Alcance: 2.055 km
Envergadura: 11,14 m
Altura: 3,40 m
Bitola: 3,76 m
Comprimento: 9,86 m
Peso Vazio: 1.810 kg
Peso Básico: 2520 kg (dois pilotos, óleo, fluido hidráulico e tanques cheios)
Peso Máximo de Decolagem: 3.175 kg
Peso Máximo de Aterragem: 2800 kg
Armamento: 4 pilones sob as asas podendo carregar casulos de metralhadoras 12,7mm, foguetes e bombas.

6 Comments

shared on wplocker.com