Defesa & Geopolítica

Crítica aos atrasos e altos custos do Typhoon

Posted by

http://static.guim.co.uk/sys-images/Guardian/About/General/2010/11/4/1288889441751/A-Eurofighter-Typhoon-006.jpg

Sugestão: Fabrício B.

LONDRES (Reuters) – Um jornalista watchdog (vigia/fiscalizador dos interesses da coletividade) parlamentar criticou nesta Sexta-Feira (15/04) os atrasos e o “inchamento” dos custos na produção do novo jato de caça Typhoon, o que levou o ministério da defesa a defender o projeto.

O Eurofighter Typhoon é construído pela BAE Systems, Grã-Bretanha, Itália e Finmeccanica grupo aeroespacial europeu EADS, e esta semana realizou a sua primeira operação de combate, imposto por uma resolução das Nações Unidas na Líbia.

Em um relatório contundente, a Comissão Parlamentar de Contas Públicas (que examina a forma como departamentos do governo gastam o dinheiro do contribuinte, mas não tem poderes de regulamentação) disse que o projeto Typhoon foi mal gerido, elevando os custos.

“A história dos caças Typhoon representa mais um exemplo de EXCESSO de otimismo, MAU planejamento e uma elevada conta INACEITÁVEL para o contribuinte”, disse o presidente da comissão de contas, Margaret Hodge, em um comunicado.

“O Ministério da Defesa comprou 30% a menos de Typhoons que o previsto inicialmente. O custo do projeto está prevista para ser 3,5 bilhões de libras a mais do que foi inicialmente aprovado. O custo de cada aeronave aumentou 75%”, acrescentou.

A agência disse que o custo global do projeto tinha subido para 20,2 bilhões de libras e que o custo de cada plano tinha subido para 126 milhões de libras cada (U$S 205.36 milhões). O órgão também disse que o Typhoon levou muito tempo – concebido na década de 1980 – para entrar em serviço.

Grã-Bretanha comprará 160 aeronaves, e a comissão de contas sugeriu que os custos de suporte para o plano poderiam ser maiores do que o inicialmente orçado.

A demanda global por uma nova geração de caças subiu, e o mercado de armas está provavelmente assistindo de perto o desempenho do Typhoon na Líbia, ponderando suas vantagens contra os seus custos de aquisição e de funcionamento.

O Ministério da Defesa defendeu o projeto do Typhoon e disse que os problemas em sua produção estão sendo resolvidos.

O Typhoon é um caça ar-ar e rapidamente está desenvolvendo sua capacidade de ataque ao solo como está sendo demonstrado na Líbia, disse em um comunicado o secretário de Defesa, Liam Fox.

Estou determinado para que os projetos futuros sejam devidamente executados desde o início, e eu tenho as reformas anunciadas para reduzir os atrasos dos equipamentos e custos, acrescentou.

Os departamentos governamentais têm estado sob pressão nos últimos meses para reduzir os gastos e o déficit orçamental nacional e do ministério da defesa em particular, pois tem sido fortemente criticado pelo excesso de gastos em anos anteriores.

(Reportagem de Jon Carter Loades)

http://uk.mobile.reuters.com/article/idUKTRE73D8PE20110415?irpc=932

Alguns dados sobre o programa Typhoon no Reino Unido:

1º) O custo de produção e desenvolvimento subiu para £20,2 bilhões para o contribuinte britânico, £ 3,5 bilhões a mais do que era esperado.

2º) O Ministério calcula q custo unitário é de £73 milhões (U$S 118,98 milhões) , com base nos custos de produção unitário.

http://www.publications.parliament.uk/pa/cm201011/cmselect/cmpubacc/860/86004.htm

Obs.: O custo unitário do Rafale segundo Relatório Legislativo de Contas Francês, varia entre 64 e 70 milhões de euros (entre US$ 91 e US$ 100 milhões).

http://www.senat.fr/rap/a08-102-5/a08-102-516.html

ou aqui.

9 Comments

shared on wplocker.com