Defesa & Geopolítica

Bolívia aceita que EUA monitorem plantio de coca em seu território

Posted by

cocaBrasil, Bolívia e EUA devem assinar dentro de um mês um acordo para monitorar em conjunto o plantio da coca em território boliviano, um recuo de La Paz na rejeição à participação americana na vigilância antidrogas.

O Brasil trabalhava para incluir os EUA em um pacto trilateral dessa natureza há anos. A tarefa é polêmica, dada a desconfiança da Bolívia contra Washington.

A agência antidrogas americana (DEA) foi expulsa da Bolívia em 2008, acusada de espionagem e apoio à oposição ao presidente Evo Morales. Washington manteve alguma cooperação por meio de assistência financeira, mas o volume dos aportes vem caindo.

Negociadores brasileiros sabem que o Brasil será usado como espécie de “garantia” aos bolivianos contra os americanos.

Acreditam porém que o risco de conflito vale a pena para contar com suporte político e financeiro americano em um país cuja política antidrogas, vista como leniente, é questionada internacionalmente.

Segundo rascunho do memorando tripartite, ao qual a Folha teve acesso, os EUA fornecerão equipamento de GPS e aparelhos de medição a laser e treinarão seus operadores. Terão acesso a todas as imagens de monitoramento remoto.

O Brasil oferecerá “imagens [de satélite] e capacitação”, além de fundos de valor não revelado.

Morales descartou receber de volta agentes da DEA, no entanto. Segundo envolvidos nas negociações, seu governo continua dividido a respeito do tratado tripartite.

A intenção do Brasil é deixar o esforço cada vez mais regional. Pretende também trazer o Peru para a cooperação no futuro.

ZONA CINZENTA

“Esse tratado tem áreas cinzentas enormes. A forma estranha como o governo da Bolívia está agindo sugere que estão preparando algo maior ou estão desesperados por dinheiro”, afirmou um influente analista boliviano que pediu anonimato.

“Os outros acordos são muito específicos, concretos e transparentes. Esse novo, da forma como está rascunhado, pode facilmente levar a conflito. Não sei se o Brasil entende no que está se metendo.”

A ONU foi convidada a atuar como observadora e consultora. A entidade faz monitoramento do plantio de coca, mas com relatórios realizados apenas uma vez por ano.

Fonte: Folha

16 Comments

shared on wplocker.com