Defesa & Geopolítica

Estudos de propulsão a laser tem reconhecimento em publicação internacional

Posted by

http://ie.org.br/site/ieadm/fotos/noticia_1612_152362487.jpgAs atividades brasileiras em hipersônica, em andamento no Instituto de Estudos Avançados – IEAv, são citadas na revista internacional Aerospace America do American Institute of Aeronautics and Astronautics – AIAA, na reportagem “Propulsão para altas velocidades com ar atmosférico”.

É a primeira vez que o Brasil é citado na revista a respeito de estudos deste tipo. Juntamente com os projetos brasileiros, são apresentados o X51-A, dos Estados Unidos, o LEA, da França, e os do Japão e Rússia.

“O Brasil é o único país da América Latina que possui capacitação em pesquisas nas áreas de Aerodinâmica e Hipersônica. No hemisfério sul, são o Brasil e a Austrália”, disse o Coronel Engenheiro Antonio Sala Minucci, diretor do IEAv.

Os projetos 14-X e os ensaios hipersônicos com Propulsão a Laser, em colaboração com o Laboratório de Pesquisas da Força Aérea Americana, são destacados entre os esforços internacionais em andamento no campo da propulsão para altas velocidades com ar aspirado. Saiba mais. http://www.baixaki.com.br/imagens/materias//8575/34799.jpg

No futuro, estes sistemas de propulsão serão utilizados em veículos para o transporte de cargas para o espaço, em substituição com vantagem aos foguetes tradicionais. De acordo com o Coronel Sala, no caso particular da propulsão a laser, este é um método limpo, já que a luz do laser propele o veículo, dispensando a utilização de propelentes tóxicos/explosivos. Mesmo no caso do veículo 14X, sendo o combustível hidrogênio, o resultado da combustão será o vapor de água.

A parceria com os Estados Unidos teve início em 2007, com o objetivo de compartilhar conhecimentos entre os países. Os Estados Unidos tinham o conhecimento, mas não os laboratórios. O Brasil é o único país do mundo que faz ensaios de propulsão a laser em túneis de vento hipersônicos, como o T3. Neste período, foram realizados cerca de 25 testes em solo em colaboração com o Departamento de Pesquisa Científica da Força Aérea Americana.

“Os testes no túnel de vento do IEAv são inéditos no mundo. Poucos países detém o domínio da tecnologia”, explicou o Coronel Sala.

O Instituto de Estudos Avançados continua a desenvolver o seu 14-X, um veículo Hipersônico tipo Waverider que voa a Mach 10.

Fonte: IEAv – CECOMSAER

Patriota Diz Crer em Acordo na Área Espacial

Há possibilidade de cooperação
para a construção de satélite
O Globo
15/03/2011
SÃO PAULO – O chanceler Antonio Patriota afirmou ontem que o Itamaraty está apostando fortemente em um acordo de cooperação no setor espacial com os Estados Unidos, que deve ser anunciado na visita do presidente Barack Obama ao país. Essa área já foi motivo de atrito e desentendimentos, especialmente no que concerne à falta de aprovação de um acordo de salvaguardas para o uso da base de lançamento de Alcântara e à tentativa brasileira de obter tecnologia para o lançamento próprio de satélites por foguetes.
Ainda não há detalhes sobre o acordo. Sabe-se que há a possibilidade de cooperação para a construção de um satélite de monitoramento de precipitações, o GPM (sigla em inglês para Medida de Precipitação Global):
– Queremos dar o maior conteúdo possível à visita, construindo sobre uma base que já é muito ampla nas relações comerciais, no diálogo político, em programas de dimensão social, com ênfase especial em áreas estratégicas de ciência e tecnologia – disse Patriota, em entrevista ao lado do presidente do Uruguai, José Alberto Mujica, após encontro empresarial Brasil-Uruguai na Federação das Indústrias de São Paulo (FIESP). – E gostaríamos de enfatizar a cooperação especial na área espacial.

17 Comments

shared on wplocker.com