Defesa & Geopolítica

Brasil, Índia e África do Sul pedem reforma urgente da ONU

Posted by

EFE   —  Brasil, Índia e África do Sul concordaram nesta terça-feira em Délhi sobre a necessidade de dar maior impulso às relações entre eles e reiteraram o compromisso de reformar a estrutura da ONU, durante visita do ministro das Relações Exteriores brasileiro, Antonio Patriota, ao país asiático.

Os chanceleres Patriota, S.M. Krishna (Índia) e Maite Nkoana-Mashabane (África do Sul) participaram da 7ª Reunião Ministerial do Fórum de Diálogo Índia-Brasil-África do Sul (Ibas).

Em comunicado conjunto, os titulares de Exteriores reiteraram seu desejo de conseguir que as Nações Unidas se tornem “mais sensíveis e coerentes com as prioridades dos países em vias de desenvolvimento”.

Os ministros sublinharam a “necessidade de uma reforma urgente do Conselho de Segurança da ONU que inclua a expansão do número de membros permanentes e não-permanentes, com uma maior participação dos países emergentes em ambas as categorias”, diz a nota.

Brasil, Índia e África do Sul ocupam atualmente assentos não-permanentes no Conselho de Segurança, algo que, segundo eles, “oferece uma oportunidade única para fortalecer a voz do sul”.

Patriota, Krishna e Nkoana-Mashabane se reuniram também com o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh.

Segundo outro comunicado oficial, Patriota se reuniu separadamente com Krishna, com quem concordou na necessidade de reforçar o comércio bilateral entre Índia e Brasil, com o objetivo de elevar o intercâmbio comercial bilateral para US$ 10 bilhões anuais – que no ano passado foi de US$ 7,8 bilhões.

Os ministros concordaram em facilitar a expedição de vistos de negócio para atrair investimentos bilaterais, e encorajaram as grandes companhias brasileiras e indianas a explorar novas áreas de cooperação.

Segundo a nota, os chefes das diplomacias indiana e brasileira conversaram sobre uma ampla gama de assuntos, como mudança climática, direitos humanos e não-proliferação nuclear.

Durante sua visita a Délhi, o brasileiro também manteve encontros com o ministro de Aviação Civil indiano, Vayalar Ravi, com quem assinou um acordo bilateral de serviços aéreos, e com o ministro do Comércio indiano, Anand Sharma.

Fonte: Terra

33 Comments

shared on wplocker.com