Defesa & Geopolítica

IMAGENS: Caça F-15E da USAF voa com novo sistema radar AESA

Posted by

http://cavok.com.br/blog/wp-contents/uploads/2011/01/110118-f-7814k-508.jpg

Membros da 46ª Ala de Teste, da Base Aérea de Eglin, Florida, colocaram em operação pela primeira vez, no dia 18 de janeiro, um caça de quarta-geração F-15E Strike Eagle com um novo e melhorado sistema radar, o APG-82(V)1, que com a tecnologia de antenas de varredura radar eletromagnética ativa (AESA), substituiu o antigo modelo radar APG-70 de varredura manual, localizado no cone do nariz do caça F-15E. Embora os atuais radares dos caças F-15E em operação terem passado por inúmeras melhorias e modernizações, ele ainda é o mesmo sistema que a aeronave tinha no voo inaugural realizado a mais de 24 anos atrás.

“Nós poderíamos conseguir tirar mais do atual radar, mas o modelo novo poderá ser em muito maximizar a operação,” disse o Primeiro Tenente Nathaniel Meier, um gerente de projeto de modernização do radar junto a Força de Teste Combinada do Programa Operacional de Voo.

Um caça F-16 da Base Aérea de Eglin aguarda liberação para taxiar enquanto o caça F-15E equipado como novo radar AESA APG-82 taxia ao fundo após a realização de um voo de testes. (Foto: Samuel King Jr. / U.S. Air Force)

O novo radar aproveira o motor e o sistema hidráulico do antigo sistema e inclui novos aviônicos e um novo sistema de resfriamento. Devido a sua capacidade, o radar do caça F-15E pode operar nos modos ar-ar e ar-terra.

A vantagem do radar AESA sobre um radar não-ativo é a habilidade de redirecionar seu foco de forma instantânea do modo ar-ar para ar-solo. Não existe mais a espera da antena se mover fisicamente para a nova área de interesse, com a tripulação recebendo a avaliação situacional em menos tempo, disse o Tenente Meier.

O projeto de quatro anos emprestou muito de tecnologias existentes para criar um sistema totalmente novo. O sistema de varredura foi retirado de modelos F-15C Eagle e a aviônica foi emprestada de caças F-18 Hornets.

Com o pós-combustão dos motores acionados, o caça F-15E Strike Eagle parte da Base Aérea de Eglin, Florida, equipado com o novo sistema radar APG-82. (Foto: Samuel King Jr. / U.S. Air Force)

A principal razão da mudança foi de melhorar toda confiabilidade, disponibilidade e operacionalidade da aeronave. O novo radar trabalha no conceito de plug-in-play, com novos e fáceis componentes que podem ser trocados rapidamente.

A modificação da aeronave, a qual começou em junho de 2010, fou realizada com o apoio de membros da Boeing, do 46° Grupo de Manutenção, do 46° Esquadrão de Apoio Técnico e da Raytheon.

Os testes de desenvolvimento estão previstos para continuarem até durante 2012. Novos testes estão planejados para serem realizado num caça F-15E da 53ª Ala de Caça, com os primeiros testes operacionais em voo devendo ocorrer no começo de março.

Os próximos estágios dos testes do radar serão conduzidos pelo Centro de Avaliação e Testes Operacionais da USAF, antes de incorporar em todos caças F-15E, começando provavelmente em 2014.

Fonte: Cavok

9 Comments

shared on wplocker.com