RAYTHEON ENTREGA RADARES APG-82(V)1

APG-82(V)1

A norte-americana Raytheon começou a entregar os novos radares APG-82(V)1 destinados a modernizar os caças F-15E “Strike Eagle” da USAF. O novo equipamento permite detectar e seguir múltiplos alvos aéreos simultaneamente e tem eficiência pelo menos 20 vezes superior à dos radares tipo NA/APG-70 que hoje equipam essas aeronaves.

NA/APG-70

(Roberto Pereira)

Fonte:   Aerobusiness

7 Comentários

  1. Pode ser que tenha ficado 20x mais eficiente mesmo, pelo conceito do radar com antenas AESA. Talvez 20X mais eficiente para missões Ar-Terra, ou pelo fato do radar AESA poder executar diversos modos ao mesmo tempo.

    []’s

  2. Se estiverem comparando com os primeiros apg-63 e apg-70, de vinte anos atrás pode até ser verdade. A eficiência não se traduz apenas em alcance e número máximo de alvos.

    Também quando se dobra o alcance, a área de cobertura cresce ao quadrado e o volume de espaço aéreo cresce ao cubo! Somando isso com as outras vantagens das AESAS e da capacidade de processamento dos eletrônicos modernos ser vinte vezes mais eficiente não é tão revolucionário quanto parece, embora ainda seja um avanço bastante significativo.

    É claro que uma informação simplificada, discutível e vaga como essa também é uma forma de propaganda.

  3. Como bem comentou acima o João Paulo Caruso a comparação feita na matéria é com um radar de mais de 20 anos atrás, logo ser 20x mais eficiente não é algo que seja lá tão “lucrativo”! Enfim, vejamos o que estas belezinhas vão fazer!

  4. Mas não se esqueçam que o APG-63/70 são radares de “patamares” únicos em suas épocas… assim como é o radar do F-22 hoje, o APG-77… ou alguém duvida que o mesmo é muito superior ao mais novo APG-79 do SH? logo, acredito eu, que o “novo” AESA do Eagle, será substancialmente superior ao APG-79…

    sds!

Comentários não permitidos.