Defesa & Geopolítica

Força Aérea Italiana pode adiar planos de compra do F-35B

Posted by

A Itália está estudando atrasar a compra do modelo F-35B devido as preocupações existentes após a desistência do Reino Unido no projeto da aeronave STOVL.

Um alto funcionário do governo italiano declarou que a Força Aérea Italiana pode reconsiderar seus planos de adquirir o F-35B, até que tenha recebidos os F-35A de decolagem e pouso convencionais.

A Força Aérea Italiana prevê a compra de 40 aeronaves do modelo F-35B para substituir os atuais  de caça AMX  e de 69 F-35A (convencional) para substituir as aeronaves Tornados.

Atualmente a Força Aérea Italiana ainda mantém a opção pelos F-35B, mas já trabalha num cenário alternativo onde poderia reduzir o número de aeronaves encomendados, para evitar um corte total das encomendas.

A decisão de adiar a entrega das aeronaves, pode ser tomada em virtude da desistência do Reino Unido de participar do projeto, tornando a Itália única parceira dos EUA e até gerando dúvidas sobre o futuro das aeronaves, foi o que alegou  o Subsecretário de Defesa Italiano Guido Crosetto: “A decisão do Reino Unido e os rumores na América não nos deixam indiferentes. A Itália queria o F-35B tanto para a Força Aérea como para a Marinha, mas a primeira coisa que precisamos fazer é avaliar atentamente o que realmente procuramos para a Força Aérea, principalmente porque o custo desses é 30 por cento maior, e fica difícil ser o único a sustentar o projeto original, tendo em vista que todos os países estão fazendo reduções e até mesmo os EUA tem revisto suas prioridades. Nós ainda temos uma opção de não adquirir os 40 F-35B e só encomendar os 69 F-35A, e estamos discutindo isso neste momento”, disse o Subsecretário.

Já a Marinha Italiana, demonstra interesse em comprar 22 aeronaves F-35B para substituir os atuais AV-8 Harrier e embarcar eles no seu porta-aviões Cavour.

“Para a Marinha Italiana a  utilização do Cavour é extremamente necessária, então acredito que os fuzileiros navais vão precisar do F-35B, sendo sim, provavelmente as aeronaves previstas para a Marinha serão adquiridas”, disse ele.

O Subsecretário fez questão de enfatizar mais uma vez a questão dos custos, dizendo que “nossa preocupação é que, se menos aeronaves forem construídas, os custos vão subir e estamos pedindo aos americanos mais detalhes sobre isso.”

Crosseto disse que, para que o Governo Italiano tenha mais tempo de discutir o assunto do F-35B existe um plano de substituir o pedido das quatro primeiras entregas do F-35B, que estavam previstas para 2014 pelo modelo F-35A.

“Nossa vontade é que as quatro primeiras aeronaves previstas para entrega, sejam substituidas pelos F-35A e depois vamos ver como avança o programa do F-35B, e já estamos tendo conversas informais com os americanos para que os convencionais sejam entregues primeiro”, disse ele.

O plano original da Itália, previa a entrega dos primeiros F-35B para 2014, e do segundos e terceiro lote para 2015 e 2016, e só depois da entrega desses 3 primeiros lotes a entrega do primeiro lote de aviões convencionais. Antecipar essa entrega dos F-35A para 2014 significaria uma antecipação de 3 anos no projeto inicial.

Uma fonte da defesa italiana confirmou que os estudos estão sendo feitos para adiar as primeiras entregas do F-35B. “Mas nós precisamos ver o progresso das discussões sobre o programa nos EUA”, finalizou ele.

Fonte: DefenseNews – Tradução: Wagner Damasio para Cavok

24 Comments

shared on wplocker.com