Defesa & Geopolítica

USS New Orleans chega à Colômbia para dar apoio à A-SPS 2010

Posted by

http://www.marinebuzz.com/marinebuzzuploads/USSHartfordSSN768andUSSNewOrleansLPD18Co_1341B/uss_new_orleans_lpd18_2.jpg

Pelo Chefe Sênior Especialista em Comunicação de Massa Robert Winkler, Relações Públicas da Estação Anfíbia Parceria do Sul

O USS New Orleans, juntamente com o Esquadrão Anfíbio (PHIBRON) 5 e outras unidades embarcadas, chegaram à Base Naval Bahia Malaga, na Colômbia, para a terceira parada em apoio à Estação Anfíbia Parceria do Sul (Anphibious-Southern Partnership Station – A-SPS) 2010, deste ano.

A A-SPS é a porção anfíbia da Estação Parceria do Sul anual, que é um posicionamento de várias plataformas especializadas da área de responsabilidade do Comando Sul dos EUA na América Latina e no Caribe. O principal objetivo da missão é a troca de informações voltadas para a missão com as marinhas, guardas-costeiras e serviços civis da região para aumentar as capacitações marítimas regionais e a segurança.

A visita apoia os objetivos do Comando Sul dos EUA de assegurar o teatro de segurança, aumentando a estabilidade regional e fortalecendo os relacionamentos entre os parceiros regionais. O New Orleans conduziu exercícios e intercâmbios multinacionais com México, Peru e Colômbia para dar continuidade aos relacionamentos que haviam sido construídos em deslocamentos anteriores da SPS. Além dos intercâmbios de disciplinas, a A-SPS 10 conduziu assistências humanitárias e civis através dos projetos de relações comunitárias e das entregas do Projeto Aperto de Mão na área local de Bahia Malaga.
O navio e as unidades embarcadas planejaram intercâmbios de várias disciplinas, incluindo o controle de danos, combate ao fogo, engenharia e assuntos médicos. Esses intercâmbios aconteceram a bordo do New Orleans, assim como em um navio da marinha colombiana.

Além dos intercâmbios profissionais, membros de serviço dos EUA e das nações parceiras participaram de um dia desportivo, de alguns eventos sociais e da pintura de uma escola local.
“Essa é uma ótima oportunidade para sairmos e interagirmos com nossos contrapartes colombianos”, disse o Comodoro do PHIBRON 5, capitão Peter J. Brennan, comandante da missão A-SPS. “Esse intercâmbio profissional de conhecimentos e marinheiraria é uma ótima oportunidade para que todas as nações envolvidas aprendam umas com as outras e melhorem seus próprios processos.Também estou empolgado porque podemos fornecer alguma força de trabalho e suprimentos para uma escola local. Sei que os marinheiros estão realmente esperando por isto. Os formulários de alistamento que recrutavam voluntários foram completamente preenchidos no primeiro dia.”

O New Orleans, juntamente com as nações parceiras e a Força Tarefa 24 para Propósitos Especiais de Mar, Ar e Terra (SPMAGTF 24), participaram mais recentemente das Parcerias das Américas 2010 e Intercâmbio Sul 2010, em apoio à A-SPS, conduzindo operações anfíbias conjuntas em Salinas e Ancon, no Peru.
Peritos nas disciplinas dos EUA, Argentina, Brasil, Colômbia, México, Peru e Uruguai vêm participando de exercícios de treinamento cooperativo e intercâmbio de informações em uma variedade de temas, como reabastecimento no mar, operações de equipes de embarque e controle de avarias.

Os membros de serviço da Argentina, Brasil, Colômbia, México, Peru e Uruguai se posicionaram com o New Orleans para facilitar a interação entre suas marinhas e a Marinha dos EUA através dos intercâmbios de disciplinas e interação. Isso foi possível através de apresentações, interação pessoal e exercícios práticos conjuntos. Eles embarcaram no navio em San Diego, no dia 10 de junho, enquanto o restante dos membros de serviço de parceria da marinha partiram do Peru, e os da Colômbia permaneceram a bordo. O tenente Comandante Luis Pulgarin é um dos oficiais da Colômbia que ainda permanecem no navio.

“A coisa mais importante que levarei de volta ao meu país é a maneira de fazer negócios no navio, por exemplo, como lidar com emergências a bordo, e como conduzir negócios na ponte”, disse Pulgarin. “Se eu comparar a maneira como [a Marinha dos EUA] age com a maneira como a marinha do meu país age, haverá algumas coisas que poderei levar comigo para melhorar o modo como operamos também. Da mesma forma, posso dar sugestões que podem ajudar na maneira como os oficiais [Navais dos EUA] também conduzem seus negócios.”

O USS New Orleans, juntamente com o PHIBRON 5 e outras unidades embarcadas, já visitaram Manzanillo, México, Lima e Peru, e estão programados para visitar Balboa, no Panamá, durante o posicionamento de três meses.


Fonte: DIÁLOGO

10 Comments

shared on wplocker.com