Defesa & Geopolítica

Rússia Determinada a Defender Seus Direitos sobre Plataforma Continental do Ártico

Posted by

“Acadêmico Fiódorov”. © da foto: RIA “Novosti”

A Rússia, os Estados Unidos e o Canadá estão buscando uma argumentação em apoio às suas aspirações a uns gigantescos territórios da plataforma continental do Ártico. Na semana passada, uma expedição científica russa partiu para o oceano Glacial Ártico a bordo do navio científico “Acadêmico Fiódorov”. A seguir ao “Acadêmico Fiódorov”, zarparam para a mesma zona o quebra-gelos da Guarda Costeira estadunidense “Healy” e o navio quebra-gelos da Guarda Costeira canadense “Louis Saint Laurent”.

O “Acadêmico Fiódorov” foi enviado para realizar trabalhos de prospeção geológica e sísmica no oceano Glacial Ártico durante sem dias. Os resultados das sondagens haverão de proporcionar argumentos científicos para a justificação do pedido apresentado pela Rússia às Nações Unidas.

Os quebra-gelos estadunidense e canadense planejam levantar um mapa do fundo do oceano Glacial Ártico para que fique claro quais as zonas oceânicas e as respetivas riquezas a que os respetivos Estados podem aspirar.

Como se supõe, a região em volta do Polo Norte encerra um quarto das reservas mundiais de petróleo e gás. O aquecimento global e o concomitante derretimento dos gelos árticos poderiam colocar na ordem do dia internacional a possibilidade de exploração dessas jazidas em termos práticos.

Cada um desses países pôs-se a elaborar seu próprio programa de desbravamentio dos territórios se livrando de gelo. Mas, como se verificou de repente, o componente militar ocupa um lugar de destaque nesses planos.

Em julho de 2009, o Canadá apresentou oficialmente um relatório governamental sobre a estratégia nórdica nacional. O documento aponta abertamente a necessidade de instalação de um centro de treinamento do Exército na cidade de Resolute Bay. Nos Estados Unidos, entretanto, já se fala da necessidade de proceder o mais rapidamente possível à construção de uma frota nacional de quebra-gelos. Em 2009, o Conselho de Segurança da Rússia analisou um projeto de “Doutrina do Ártico”, o qual pressupõe, entre outras coisas, a criação, num futuro previsível, de uma”tropa ártica”.

Como se compreenderá, ninguém deseja conflitos sérios de qualquer espécie nessa região. Todavia, muitos políticos estimam que as negociações serão tanto mais eficientes e os argumentos diplomáticos e científicos serão tanto mais convincentes quanto mais claramente se divisarão quepes militares por trás das costas dos diplomatas e cientistas.

Leia também

Projeto KRIOS e a Guerra fria– uma simulação do Plano Brasil

Fonte: Voz da Rússia

5 Comments

shared on wplocker.com