Defesa & Geopolítica

Terroristas causam caos em Moscow

Posted by

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=tTby8OlYXCU]

Duas bombistas suicidas provocaram caos no centro de Moscou esta manhã, segunda-feira dia 29 de Março num ataque coordenado em duas estações do Metro: Lubyanka (07.56 MSK) e Park Kultury (08.38). Dados provisórios indicam que há um total de 37 mortos e 73 feridos.

Ainda não foram reivindicados os ataques mas o Prefeito/Presidente da Câmara de Moscou, Yuri Luzhkov, declarou numa conferência de imprensa fora da estação de Park Kultury que foram perpetrados por “duas bombistas suicidas”.

A primeira explosão às 07.56 MSK (04.56 GMT) ocorreu numa carruagem do metro na estação de Lubyanka, estação de grande movimento (o metro de Moscou leva entre 5,5 e 7 milhões de passageiros por dia) no cruzamento das linhas Sokolnicheskaya e Tagansko-Krasnopresnensyaya. Provocou 14 mortos dentro da carruagem e mais 11 na plataforma e ocorreu na segunda carruagem. Houve cerca de 50 feridos.

PRAVDA.Ru enviou imediatamente repórteres à estação de Lubianka, onde se encontra a sede do FSB, e estes afirmaram que mulheres a chorar foram impedidas de entrar na estação pelos efectivos policiais.

Um testemunho ocular disse à PRAVDA.Ru “Quase estava no Inferno. Entrei na estação Lubyanka e parei para comprar um bilhete e depois ouvi um estrondo. Primeiro nem prestei atenção e comprei um jornal e desci para a plataforma. Mas depois vi pessoas nas escadas rolantes na outra direcção a gritarem e a tirarem pó branco das roupas. Houve fumo. Voltei para cima e fui para a rua e vi pessoas a saírem da estação, muitos cobertos de pó e com as roupas rasgadas. Vi um homem com um pedaço de metal a sair do ombro”.

A segunda explosão aconteceu na estação de Park Kultury, também na linha Sokolnicheskaya às 08.38 (05.38 GMT). 12 pessoas morreram e 23 ficaram feridos na carruagem na parte traseira do metro quando entravam na composição. Um polícia disse que “um engenho explosivo rebentou na carruagem, a potência igualou dois quilogramas de TNT. Explodiu numa altura de 100 a 120 centímetros por cima do chão, o que indica que foi levado no corpo de uma terrorista suicida. Os restos da terrorista foram encontradas na cena e levam-nos a afirmar que se trata de uma bombista suicida”.

O ocorrido provocou pânico em várias estações, com muitas pessoas a correrem para as saídas o que provocou vários ferimentos

O Primeiro Ministro Vladimir Putin, numa visita a Krasnoyarsk, está a acompanhar a situação de perto. Presidente Medvedev foi informado pelo Director do Serviço Federal de Segurança, FSB, Aleksandr Bortnikov. Foi aberto um processo penal sob Artigo 205 do código Penal – 205.

A última vez que esses cães perpetraram um ataque contra cidadãos em Moscou foi em Fevereiro de 2004, assassinando 41 pessoas.

As investigações prosseguem. Parece que se trata de duas shahidis, mulheres bombistas do Cáucaso que fizeram um pacto de sangue, em que estas porcas “honram” a morte de familiares masculinos com esse tipo de cobardia. Porém, há rumores que poderia ter sido perpetrado por elementos hostis ao Islão, para denegrir o seu nome. O mais provável seria a primeira hipótese, pessoas que detestam seres humanos. Terão de ser exterminados.

Konstantin KARPOV

Fonte: PRAVDA.Ru

Mulheres-bomba matam pelo menos 35 em metrô de Moscou

Pelo menos 35 pessoas morreram em duas explosões no sistema de metrô de Moscou, na Rússia, na manhã desta segunda-feira.

Promotores russos afirmam que as explosões foram provocadas por duas mulheres-bomba.

A primeira explosão ocorreu na estação central de Lubyanka, embaixo da sede da principal agência de inteligência russa, a FSB, e matou pelo menos 21 pessoas e deixando dez pessoas feridas. Informações iniciais diziam que parte das vítimas estava em um dos trens, outra parte na plataforma.

Uma porta-voz do ministério de Emergências disse que 14 pessoas morreram em um dos trens e 11 na plataforma.

A segunda explosão ocorreu na estação de Park Kultury, também segundo a agência, às 8h38 (1h38, no horário de Brasília), matando 14 pessoas. Outras 12 pessoas teriam ficado feridas.

“A explosão atingiu o segundo vagão do trem que parou em Lubyanka, às 7h56 (0h56, no horário de Brasília)”, disse a porta-voz Irina Andrianova, segundo a agência Tass.

“Não houve fogo. Equipes de resgate dos serviços russos de emergência e bombeiros estão trabalhando no local.”

A sede do Serviço de Segurança Federal da Rússia fica acima da estação de metrô.

Segundo o correspondente da BBC em Moscou Rupert Wingfield-Hayes, as explosões parecem ter sido planejadas para causar o maior dano possível, em um momento em que muitas pessoas estão indo para o trabalho.

Este foi o pior atentado em Moscou desde 2004, quando uma explosão em um trem, atribuída a separatistas chechenos, matou 40 pessoas.

Fonte: BBC  Brasil

7 Comments

shared on wplocker.com