Defesa & Geopolítica

Israel está brincando com fogo, diz rei da Jordânia

Posted by

http://www2.pictures.gi.zimbio.com/Merkel+Welcomes+King+Abdullah+II+Jordan+2JLqApA7kDWl.jpgSugestão: Gérsio Mutti

O rei da Jordânia, Abdullah 2º, afirmou nesta quinta-feira que Israel “está brincando com fogo” ao insistir em novas construções na Jerusalém Oriental ocupada e que o Estado deve decidir se quer paz ou guerra com oa palestinos.

“Já advertimos em várias oportunidades que Israel está brincando com o fogo e a Jordânia rejeita e condena todas as medidas que buscam mudar a identidade de Jerusalém, desocupando a cidade de seus habitantes árabes cristãos e muçulmanos”, disse o rei à imprensa jordaniana.

“Jerusalém Oriental deve ser a capital de um Estado palestino independente que deve ser estabelecido o quanto antes. Jerusalém faz parte dos territórios palestinos ocupados por Israel em 1967, e tal como acontece com outros territórios enfrenta ações israelenses unilaterais que são ilegítimas e ilegais, e resultarão em novos conflitos”, alertou Abdullah 2º, cujo país assinou um tratado de paz com Israel em 1994.
Os comentários do rei jordaniano mostram sua frustração com os recentes anúncios de novas construções israelenses em territórios ocupados de Jerusalém Oriental, que os palestinos pleiteiam como capital do futuro Estado.

Os planos de Israel foram anunciados em meio aos esforços por negociações indiretas, que deveriam começar sob mediação americana. As novas casas, contudo, enfureceram os palestinos, que suspenderam o diálogo, e levaram a grave condenação de Washington e da comunidade internacional.

Abdullah afirmou que Israel “precisa decidir se quer conflito ou paz” e que, se a escolha for pela paz, precisa “tomar ações tangíveis” pelo fim dos assentamentos e o retorno das negociações com os palestinos.

“As pessoas estão cansadas de um processo que não leva a resultados”, disse.

Abdullah defendeu ainda a criação de um Estado palestino como “única solução” à crise e alertou que se nenhum progresso for feito rumo a paz no curto prazo, um novo ciclo de violência começará e “todo o mundo pagará o preço”.

Apesar da intensa pressão dos EUA e da comunidade internacional, Israel recusou congelar a construção de 1.600 novas casas em Jerusalém Oriental, insistindo que a cidade sagrada é capital de Israel.

Abdullah discursou dias antes da conferência árabe deste fim de semana, na Líbia, onde os líderes árabes vão decidir se dão reconhecimento a Israel em troca da devolução de terras ocupadas.

Ele também reiterou sua rejeição ao que chamou de “opção jordaniana”, uma ideia lançada por alguns israelenses linha-dura para construir o Estado palestino em território jordaniano.

“Ninguém pode aplicar tal solução e quem quer que fale de tais ilusões está falando de um cenário impossível”, disse.

Leia Também

Netanyahu deixa os EUA sem resolver crise com aliados

Fonte: Bol

10 Comments

shared on wplocker.com