Defesa & Geopolítica

AC-130U GUNSHIP “U-Boat”

Posted by

http://www.defenseindustrydaily.com/images/AIR_AC-130H_Specter_Firing_lg.jpg

Autor: Konner

Plano Brasil

O AC-130U é uma variante da aeronave C-130 Hércules, especialmente produzidos para as Operações Especiais da Força Aérea americana como um Gunship atualizado para o século 21.

Comummente conhecido  como “U-Boat”, são nomeados de “Spectre” e “Spooky II em homenagem ao primeiro modelo, o AC-47D.  É o mais complexo sistema de armas em aeronaves no mundo hoje. Tem mais de 609.000 linhas de código de software em seus computadores  e  sistemas de aviónica.

O protótipo AC-130U ( 87-0128) fez seu primeiro voo em 20 de Dezembro de 1990. O período de teste inicial durou até 21 de dezembro de 1991 e consistiu de 48 voos de teste, em um total de 165 horas de voou.

O AC-130U é pressurizado, podendo assim voar a altitudes mais elevadas e também com capacidade de reabastecimento em voo o que lhe permiti um maior alcance do que o seu antecessor o AC-130H.

A missão primária do AC-130H Spectre e AC-130U Spooky II são de apoio aéreo aproximado, interdição aérea e proteção das forças terrestres, em escolta de comboio e operações urbanas. Missões de proteção da Força em geral, bem como a defesa de Bases Aéreas e instalações.

http://www.tankopoly.com/his/pic/ac130c.jpg

Estas aeronaves são fortemente armadas com sensores de armas sofisticados, e sistemas de navegação e controle para ataques cirurgicos durante períodos de saturação de área prolongados, à noite e em condições climáticas adversas. O AC130U emprega radar de abertura sintética de longo alcance para detecção e identificação de alvos.

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/b/bb/Ac130_gunship.jpg

Os dispositivos de navegação incluem os sistemas de navegação inercial e sistema de posicionamento global. O AC130U emprega as mais recentes tecnologias e pode atacar dois alvos simultaneamente. Ele também tem o dobro da capacidade de munições do AC130H.

Os AC-130 tem uma história de combate no Vietnã, onde foi ironicamente conhecido como “Puff the Magic Dragon”. Destruíram mais de 10.000 caminhões, a tática contra comboios era atingir o primeiro e o último veículo do comboio para parar todo o comboio. Depois atacava os outros veículos que não conseguiam mais fugir, foram cruciais para missões de apoio aéreo.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=DpyFMEKQyrk&feature=player_embedded]

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=IsaRHf7zHQI&feature=related]

O AC-130 foi testado em combate em setembro de 1967. O objetivo do projeto era criar uma aeronave para interditar a trilha Ho-Chi-Mim. Na primeira missão logo detectaram seis caminhões que foram destruídos em 15 minutos. Apenas um disparo de 20mm podia parar um caminhão. Os canhões sempre disparavam na cadência mínima de 3.000 tiros por minuto. O FLIR mostrou ser extremamente eficiente para detectar o calor de um veículo na floresta densa. Era uma ótima medida defensiva, pois podia detectar os canhões antiaéreos em terra antes de dispararem.

Durante a invasão do Iraque em 2003 os AC-130 fizeram reconhecimento armado, interdição e apoio aéreo junto com os AV-8B do USCM e A-10 da USAF. Ajudaram a tomar uma plataforma de petróleo apoiando forças especiais britânicas e americanas no dia 20 de março. Em outra ocasião um P-3C chamou um AC-130 para atacar embarcações de patrulha no rio Tigre. Como ocorreu no Vietnã, os AC-130 foram chamados para ajudar postos avançados sob ataque. Uma lição dos USMC após o conflito era ter uma frota de AC-130 de tão bom que foi considerado seu desempenho para apoio aéreo. Os AC-130 continuaram a usar as táticas de receber vídeos dos UAV Predator já usadas no Afeganistão.

A precisão dos ataques do AC130U tem sido importante para reduzir mortes acidentais devido sua capacidade de bombardeio de alto nível.

http://mentalblog.com/depot/gunship_graphic1.gif

As armas  consistem em uma metralhadora Gatling GAU-12 de 25 milímetros  com 1.800 tiros por minuto, um canhão de 40 milímetros L60 Bofors com uma taxa de disparo de tiro simples de 120 tiros por minuto, e um canhão de 105 milímetros M-102 Howitzer com 6 a 10 tiros por minuto, sistemas de contramedidas defensivas que incluem um sistema de distribuição que libera chaff e flares para combater mísseis antiaéreos guiados por radar infravermelho. Além disso, possuem dispersadores de calor montado sob os motores para proteger contra  mísseis antiaéreos guiados por infravermelho.

O conceito de armas de disparo lateral é antigo. A manobra “pylon turn”, com uma aeronave em giro para esquerda ao redor de um ponto de referencia permite atacar um alvo no solo com grande precisão. A primeira vez que as aeronaves canhoneiras foram usadas foi para realizar interdição, ou o uso de força para diminuir ou retardar o fluxo de suprimentos e tropas para continuar suas operações. Pode ser tática com aeronaves de ataque ou estratégica com bombardeio pesado e bloqueio naval.

Estas operações farão parte constante das histórias dos gunships.

Texto: konner


Comments are closed.

shared on wplocker.com