O PRÊMIO NEM SEMPRE SE ATRIBUI A QUEM MAIS O MERECE…

http://heroworkshop.files.wordpress.com/2008/05/421586433_ea4bef5230.jpg

Sugestão: Ricardo Carvalho

Uma senhora de 98 anos chamada Irena acabou de falecer.

Durante a 2ª Guerra Mundial, Irena conseguiu uma autorização para trabalhar no Gueto de Varsóvia, como enfermeira.  Mas os seus planos iam mais além… Sabia quais eram os planos dos nazistas relativamente aos judeus .

Irena trazia meninos escondidos no fundo da sua caixa de ferramentas e levava um saco de estopa, na parte de trás da sua camionete (para crianças de maior tamanho). Também levava na parte de trás da camionete, um cão a quem ensinara a ladrar aos soldados nazistas quando entrava e saia do Gueto.

Claro que os soldados não queriam nada com o cão e o ladrar deste encobriria qualquer ruido que os meninos pudessem fazer. Enquanto conseguiu manter este trabalho, conseguiu retirar e salvar cerca de 2 500 crianças.

Por fim os nazistas apanharam-na e quebraram-lhe ambas as pernas e os braços e prenderam-na brutalmente.

Irena mantinha um registro com os nomes de todas as crianças que conseguiu retirar do Gueto, que guardava num frasco de vidro enterrado debaixo de uma arvore no seu jardim.

Depois de terminada a guerra tentou localizar os pais que tivessem sobrevivido e reunir as familias. A maioria tinha sido levada para as camaras de gás. Para aqueles que tinham perdido os pais ajudou a encontrar casas de acolhimento ou pais adotivos.

No ano passado foi proposta para receber o Prémio Nobel da Paz… mas não foi seleccionada. quem o recebeu foi Al Gore por uns diapositivos sobre o Aquecimento Global

Não permitamos que alguma vez, esta Senhora seja esquecida!!



I
n  MEMORIAM  – 63 YEARS LATER
In Memoriam – 63 anos depois


Leia a sua biografia

6 Comentários

  1. Linda essa história hein!!!! Mas não tem nsda não, Gandi também foi preterido assim como vários anonimos, mas a recompensa deles foi entregue pelo justo Juíz.

  2. Quando uma personagem sinistra como Henry Kissinger ganha o Prémio Nobel da Paz, isso diz muito desse “prémio”.

    Bonita história de bondade, que não terminou com a guerra.

  3. Que Deus a tenha em mais que merecido lugar junto aos justos…
    Pena que o prêmio Nobel virou ‘festa’ política.
    Um ganhador, se tivesse realmente consciência, recusaria em favor de alguém assim…

  4. Acho que nem era tanto o cachorro que afastava os naziztas,
    a bondade está estampada no rosto desta mulher, os nazistas
    deviam ficar mais relaxados ao olhar para ela e aí não implicavam, não examinavam muito…

Comentários não permitidos.