Defesa & Geopolítica

Força Aérea do Iraque recebe luz verde do Pentágono para o Super Tucano

Posted by

http://www.defesanet.com.br/yy/fab/prata_vi/super_tucano.jpgSegundo informações do Tatical Report a Força Aérea do Iraque – Iraq Air Force (IAF) recebeu autorização do pentágono para adquirir aviões de treinamento Super Tucano da Brasileira EMBRAER. As informações constam do relatório 273 que da conta que a IAF planeja adquirir outros tipos de aeronaves de treinamento.Sete aeronaves de treinamento T-6A foram encomendadas durante uma Venda Militar para Países Estrangeiros (FMS) do Departamento de Defesa dos EUA em agosto de 2009 e oito aeronaves adicionais em setembro, totalizando 15 aeronaves. A previsão é que as sete aeronaves restantes cheguem ao Iraque no mês de dezembro de 2010. O Iraque está reativando sua força aérea a qual foi dizimada em 1991 durante Guerra do Golfo e está treinando os pilotos para um esquadrão de 18 a 24 caças.

Conhecidência ou não sem grande esforço, as exportações do Brasil para o Iraque (incluindo a triangulação por meio de países vizinhos) saltaram dos US$ 6 milhões, em 2001, para US$ 717 milhões, em 2009, praticamente dobrando o resultado de 2008 e também o recorde histórico alcançado em 1989.

Os iraquianos demonstram grande conhecimento dos produtos brasileiros. Quando esteve com o ministro da Defesa, Abdul Qadir al-Obeidi, o embaixador do Brasil no Iraque, Bernardo de Azevedo Brito, não precisou descrever os armamentos exportados pelo Brasil. O ministro começou a elogiar os aviões Tucano da Embraer, os foguetes Astros da Avibrás e os blindados Urutu da Engesa.

O interesse iraquiano tem sido demonstrado com visitas ao Brasil de ministros iraquianos importantes, como o do Planejamento, Ali Baban. Em contraste, nenhuma autoridade brasileira visitou o Iraque depois da guerra de 2003.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vem à região em meados de março, para visitar o Irã, a Jordânia, e até a capital palestina de Ramallah, mas não incluiu Bagdá no seu roteiro. Por outro lado é possível a ida ao país de um ministro brasileiro depois das eleições iraquianas de domingo (hoje!).

O governo brasileiro já alugou uma casa de 2 mil metros quadrados em Bagdá, que passará por reformas para aumentar sua segurança – incluindo muros e vidros especiais -, devendo ficar pronta em setembro. Três jipes foram comprados e blindados nos Estados Unidos para resistir a explosões. O embaixador, outro diplomata e três ou quatro funcionários administrativos viverão confinados na embaixada, saindo apenas de dia, no comboio com guardas armados de metralhadoras, para reuniões de trabalho.

Fonte: Hangar do Vinna

14 Comments

shared on wplocker.com