Defesa & Geopolítica

Se para a FAB tudo é indecisão, para a Marinha os ventos são outros, e segue-se assim o Programa de reaparelhamento…

Posted by

http://www.fincantieri.it/CMS/Data/prodotti/files/000019_foto1_img1.jpgFicantieri

Em mar de almirante

Enquanto a FAB vive a novela da licitação dos 36 caças de combate, a Marinha navega sem amarras no reequipamento de suas frotas.

Depois dos submarinos, a força naval abriu concorrência para a compra de cinco navios-patrulha oceânicos. Estão na disputa oito fabricantes: o francês DCNS, o italiano Fincantieri, o britânico BAe, o chileno Asmar, o coreano Daewoo, o espanhol Navantia e os dois alemães, Thyssen e Fassmer.

Os navios devem ter velocidade superior a 20 nós, canhão de ­­76 mm e e operar com helicópteros Linx, Pantera ou Esquilo. Os preços variam de US$ 30 milhões a US$ 100 milhões.

Segue a lista dos prováveis concorrentes, inclui-se ai o Ficantieri foto acima.

http://navy-matters.beedall.com/imagesbig/opvh-dec04.jpgBAe

http://www.tk-marinesystems.de/bilder/produkte/sentinel_spalterechts2.jpgTyssen Krupp

http://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2008/06/pilotopardo.jpgAsmar

http://www.naval-technology.com/projects/gowind_corvettes/images/1-gowind-corvettes.jpgDCNS

http://www.saorbats.com.ar/Noticias/NoticiasChilenas/OPV2_foto3.jpg

Fassmer

http://www.navantia.es/irj/go/km/docs/documents/Portal%20Navantia/Imagenes/productos/Buques%20Militares/corbetamulti.jpgNavantia

Fonte: NOTIMP

23 Comments

shared on wplocker.com