Defesa & Geopolítica

‘Bicos’ de funcionários agravam crise na CIA

Posted by

http://visibility911.com/ford/wp-content/uploads/2009/10/Cia-se.jpg

Para governo, trabalhos feitos por agentes para empresas privadas geram conflito de interesses

Gilberto Scofield Jr.

WASHINGTON. A denúncia de que funcionários da CIA, a agência de inteligência dos EUA, estariam fazendo trabalhos em horas de folga para a iniciativa privada americana (feita pelo jornal eletrônico “Politico” na segunda-feira passada) ajuda a enfraquecer a instituição no momento em que é bombardeada por não ter previsto a mal-sucedida tentativa de explosão do vôo 253 da Northwest no Natal. A nova crise ocorre em meio a uma disputa com Dennis C. Blair, diretor do Departamento Nacional de Inteligência (DNI) da Casa Branca, pela coordenação do setor de inteligência nos EUA.

Disputa pelo controle do setor de inteligência

Segundo a denúncia, que consta no livro “Broker, trader, lawyer, spy: the secret world of corporate espionage”, escrito pelo repórter Eamon Javers, funcionários da CIA foram contratados por empresas que administram recursos de terceiros para investigar práticas de seus executivos, o que, para o Comitê de Inteligência da Câmara dos Representantes dos EUA, configura conflito de interesses. O comitê convocou Blair para uma audiência em Washington.

– Eu considero perturbadoras as notícias que estamos recebendo nos últimos dias – disse Dennis C. Blair, um dos mais próximos assessores do presidente Barack Obama. – Prometemos investigar os fatos e enviar um relatório ao Congresso. Mas às vezes me surpreendo ao ler na imprensa sobre fatos da minha própria organização.

A deputada democrata Anna Eshoo justificou a convocação:

– Eu acho que há um potencial de conflito nas denúncias, mas tudo me pareceu mais ficção do que fato e por isso decidimos convocá-lo.

Com uma comunidade de inteligência dividida entre 16 agências, instituições, escritórios e divisões de departamentos, e diante de um cenário de instabilidade política mundial em que o equilíbrio econômico virou assunto de inteligência internacional, cresce a disputa pela coordenação do setor. Com as novas denúncias, dizem analistas, a CIA fica ainda mais enfraquecida.

– Não é difícil encontrar funcionários dos setores de inteligência dos EUA dando aulas em universidades, mas isso não é considerado conflito de interesses pelo governo. Outra coisa, mais grave, é um funcionário desse setor estratégico fazer bicos na iniciativa privada – disse um diplomata que trabalha no Departamento de Defesa.

Fonte: CCOMSEX

Comments are closed.

shared on wplocker.com