Categories
Defesa Negócios e serviços Sistemas de Armas

Turquia negocia a aquisição de 124 CH47F Chinook

http://www.defpro.com/data/gfx/news/d345dfd1e2665c46babddf2bb21bb143395ba488_big.jpg

O Governo turco está em negociações com o Exército dos Estados Unidos para a compra de 124 helicópteros pesados CH-47F “Chinook”, numa negociação que chegaria aos US$ 12 bilhões, envolvendo as aeronaves, peças de reposição e apoio técnico de operação (Roberto Pereira).

Fonte: Aerobusiness

9 replies on “Turquia negocia a aquisição de 124 CH47F Chinook”

Isso sim que é uma grande nogociação! Mas é carinho este bichano, eim? US$ 96 Milhões por unidade?

Isso sim que é uma grande nogociação! Mas é carinho este bichano, eim? US$ 96 Milhões por unidade?

Andre de POAsays:

Pedido de respeito!! O Brasil podia se mirar nestes paises menores mas que pensam grande. Até nas olimpiadas tinha “paísinho” se dando melhor que o Brasil. Parabens a Turquia, o mais laico dos paises arabes.

Andre de POAsays:

Pedido de respeito!! O Brasil podia se mirar nestes paises menores mas que pensam grande. Até nas olimpiadas tinha “paísinho” se dando melhor que o Brasil. Parabens a Turquia, o mais laico dos paises arabes.

Esta notícia é especulação.
Para já, o custo é astronómico. A Turquia não tem capacidade financeira para dar tanto dinheiro por um só equipamento militar.
Este dinheiro daria para construir duas linhas de TGV que os ligassem ainda mais rápido à Europa, ou daria para construir inumeras auto-estradas, pontes, e outras infraestruturas, ou para preparar a entrada na UE, reformando muita coisa.. se não tem dinheiro para isso…

Por outro lado, 124 unidades??? 124 unidades de um helicóptero pesado???

Uma coisa é dizer que se compra, outra é comprar mesmo… coisa que os seus amigos gregos são experientes, a desistir de negócios…

Cá para mim a encomenda do T-129 vai cair drásticamente…

Salve Afonso e bem vindo ao Plano Brasil.
Eu também diria que a informação seria especulação, mas de fato não o é, a Turquia está mesmo em franco desenvolvimento militar.
Segundo a CIA, este importante país da Eurasia será a 3ª potência militar mediterrânica em menos de 15 anos, ultrapassando a Espanha e posicionando-se logo atrás da França e Itália e em uma situação econômica muito mais confortável que a da Grécia.
As projeções indicam isto, e baseando-se em seus resultados econômicos não é de se duvidar.
Envio nao corpo do Post informações do Banco Mundial sobre as principais economias do mundo no Ano de 2009, devo lembrar que Reino Unido Alemanha, Espanha entre outras potências econômicas tiveram seus crescimentos negativos, e que países como Brasil, China e a Turquia ao contrário, sairam mais fortes da Crise.
Saliento ainda que até mesmo para esta projeção a Turquia já estaria a frente de potências como a Suécia e Suíça entre outros, o que mostra que as previsões podem sim estar corretas.
Como disse os dados são desatualizados pois são uma projeção que de fato ainda é contestável, muitos dos países tiveram resultados ainda piores que estes, porém outros ao contrário saíram-se muito bem e a Turquia foi uma destas.

Nota do Banco mundial

Os EUA continuam soberanos com 14,2 trilhões de dólares. A China superou a Alemanha e está agora em terceiro lugar, a França trocou de posto com o Reino Unido -5° e 6° respectivamente-, o Brasil sai do décimo para o oitavo, seguido pela Rússia, por sua vez Canadá e Espanha tiveram quedas significativas. México e Austrália superam a Coréia do Sul. Novidades no top 20 são a Polônia e Indonésia -18° e 19° respectivamente-, que empurram a Suécia e Suiça para fora da lista.

Dados atuais do World Bank já indicam Brasil e Rússia a frente da França e Itália o que colocaria o Brasil como a quinta economia do mundo já no próximo ano.

1. Estados Unidos – 14,20 trilhões de dólares
2. Japão 4,90 trilhões de dólares
3. China – 3,86 trilhões de dólares
4. Alemanha – 3,65 trilhões de dólares
5. França – 2,85 trilhões de dólares
6. Reino Unido – 2,64 trilhões de dólares
7. Itália – 2,29 trilhões de dólares
8. Brasil – 1,62 trilhões de dólares
9. Rússia – 1,60 trilhões de dólares
10. Espanha – 1,60 trilhões de dólares
11. Canadá – 1,40 trilhões de dólares
12. Índia – 1,21 trilhões de dólares
13. México – 1,08 trilhões de dólares
14. Austrália – 1,01 trilhão de dólares
15. Coréia do Sul – 929,12 bilhões de dólares
16. Holanda – 860,33 bilhões de dólares
17. Turquia – 794,22 bilhões de dólares
18. Polônia – 526,96 bilhões de dólares
19. Indonésia – 514,38 bilhões de dólares
20. Bélgica – 497,58 bilhões de dólares
Grande Abraço
E.M.Pinto

Eu aprecio o seu trabalho e venho aqui todos os dias, dos melhores blogues do género em língua portuguesa e parabéns pela matéria.

Mas, tenho as minhas dúvidas… 124 para mim vai acabar em 62… e possivelmente em 30…

É que tal corrida armentista teria que ter uma finalidade. No Médio-Oriente eles não se metem, por causa dos curdos (dividos por mais três países) e por causa das afinidades religiosas, e depois ,mais armamento provocará nervos na Grécia, que assim continuará a bloquear a entrada da Turquia na UE. Já para não falar na questão do Chipre.

Acho que uma corrida armentista seria contrária aos seus interesses, só por isso duvido do negócio.

Salve Afonso, obrigado pela participação e pelos elogios, ficamos de fatos muito contentes com receptividade.
Acredito que hoje na Turquia é cada vez mais crescente o sentimento anti-união européia, mas isto não de uma forma negativa e sim de uma reaproximação com Israel e até mesmo com os Sauditas.
outro dia memso publiquei aqui uma matéria sobre isto.
O der speagle memso já lançou uma matéria bastante curiosa sobre isto.
à título de curiosidade veja só o poder da força de submarinos turca, em uma matéria dos nossos colegas do Poder Naval, uma força numéricamente até mesmo às maiores potencias européias e em franca expansão.

http://www.naval.com.br/blog/2009/07/03/turquia-encomenda-6-submarinos-u-214/
http://www.naval.com.br/blog/2009/03/14/a-forca-de-submarinos-da-turquia/

Concordo consigo quanto a vertente da corrida armamentista na eurasia, mas a ameaça iraniana e mesmo prováveis contendas entre Russos e Ucranianos por ali forçou a saída da toca e os programas estão acelerados.
Grande abraço e obrigado por nos acompanhar aqui no Plano Brasil.
E.M.Pinto

Comments are closed.