Defesa & Geopolítica

Lula ataca russos e americanos

Posted by

DESARMAMENTO NUCLEAR

 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez ontem uma contundente crítica aos Estados Unidos e à Rússia, ao pedir que as duas nações eliminem seus arsenais, a fim de terem “autoridade moral” para exigir do Irã a não produção de armas nucleares. “A autoridade moral para pedir aos outros para não terem (armas) é a gente também não ter”, declarou Lula, durante visita oficial a Berlim. “O melhor é não haver armas nucleares do Irã e em nenhum país do mundo, e que os Estados Unidos e a Rússia desativem as suas”, acrescentou o mandatário brasileiro. Segundo ele, a atitude de Moscou e Washington criaria novos argumentos para convencer outras nações. Lula também pediu “muita paciência” com o Irã e defendeu o enriquecimento de urânio para fins civis.

O governo norte-americano anunciou ontem que o tempo de o Irã aceitar a proposta internacional sobre seu programa nuclear “está se esgotando”. O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, garantiu que o prazo para que o governo iraniano responda às exigências da comunidade internacional acaba no fim deste ano. Em outubro passado, as potências internacionais propuseram a Teerã um acordo para que o país mandasse ao exterior urânio de baixo enriquecimento para ser processado. A substância seria processada e usada como combustível e para pesquisas médicas. Como o país mostrou resistência em aceitar o plano, Gibbs acredita estar “bastante claro” que os iranianos não vão acatar a decisão.

 Tratado

Enquanto isso, a Rússia e os Estados Unidos correm contra o tempo. O Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Start, pela sigla em inglês) — um acordo de desarmamento nuclear — expira amanhã sem que haja um novo tratado substitutivo. Os presidentes russo, Dmitri Medvedev, e norte-americano, Barack Obama, encarregaram suas respectivas delegações de se esforçar para firmar um documento. A decisão poderia fortalecer as relações entre os países após o governo de George W. Bush.

O porta-voz da diplomacia dos EUA, Ian Kelly, afirmou que os negociadores vêm trabalhando em Genebra, na Suíça, há seis meses para estabelecer um acordo. No entanto, alertou que as possibilidades de conseguirem estabelecer um compromisso até o final desta semana são poucas. “Os Estados Unidos esperam um projeto de acordo até o fim de dezembro”, comentou o porta-voz.

Fonte: Resenha CCOMSEX

3 Comments

shared on wplocker.com