Categories
Tecnologia

Meta prevê triplicar a produção tecnológica

O governo brasileiro pretende triplicar a médio e longo prazo a produção dos Centros de Tecnologia da Marinha, Aeronáutica e Exército. A declaração, do Ministro da Defesa Nacional, Nelson Jobim, foi dada durante a abertura da 7ª Edição da Latin América Aero & Defense (LAAD 2009), que começou hoje e vai até sexta-feira, no Riocentro, no Pavilhão 3.

O ministro destacou o fato do Brasil não querer ser apenas um comprador de material de defesa, mas sim um parceiro dos demais países produtores de tecnologia.
“Já firmamos com a França parcerias para a produção de um submarino nuclear, para a construção de helicópteros modelo EC-725, de última geração – serão 50 ao todo –, e também queremos desenvolver veículos não tripulados para as três forças”, destacou Jobim, ao lembrar também do projeto de um veículo blindado que será produzido em Minas Gerais.
O ministro explicou que a política atual do governo federal é a de unificação e integração entre as três forças. “Precisamos de capacitação nacional, mas, para isso, o país tem que dispor de uma agenda nacional, como os outros países fazem. Temos grandes centros de tecnologia, que podem aumentar em muito na sua produção”, disse.
De acordo com o Nelson Jobim, desde que o Plano de Defesa Nacional foi implantado, em dezembro de 2008, o governo vem trabalhando com afinco para reorganizar e reconstruir as forças do país e também a Indústria Nacional de Defesa. “É preciso caminhar agora para desenvolver os setores espacial, cibernético e nuclear”, ressaltou.
Antes de encerrar seu discurso e iniciar sua visita à feira, o ministro fez questão de frisar os investimentos programados para modernização dos aeroportos das principais capitais do país. Ao todo, estão sendo aplicados R$ 325 milhões. “Tivemos problemas apenas em Vitória, Guarulhos, Goiânia e Macapá, onde teremos que rever os contratos”, finalizou.

Fonte: LAAD press Release

Categories
Uncategorized

Helicópteros não tripulados para os Mariners

O Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos tenciona adiquir um helicóptero não tripulado de carga para realizar missões de suprimento de soldados isolados em bases remotas no Afeganistão, informou um alto-oficial da corporacão militar. O aparelho deverá ter capacidade de carga de até 450 kg de alimentos, água, munição e outros itens indispensáveis à sobrevivência. O uso de helicópteros não tripulados evitará riscos freqüentemente encontrados pelas aeronaves tripuladas e pelos comboios terrestres, disse o brigadeiro.Gen. Andrew O’Donnell, diretor de desenvolvimento de capacidades de combate do US Marine Corps.

“Há muitas armadilhas e sítios perigosos espalhados no Afeganistão, o uso de sistemas de transporte aéreos robotizados irá reduzir o perigo de perda de helicópteros tripulados, bem como de emboscadas ou atentados à bomba nas estradas. Conseqüentemente, poupará a vida de pilotos e soldados”.
Alguns fabricantes de helicópteros e US Army, já manifestaram anteriormente interesse nesse tipo de  aeronaves.

Prevê-se que os primeiros modelos de Heli-VANT,  poderão estar disponíveis dentro de dois a três anos, entretanto, o USMC trabalha com um prazo inferior a isto, pois necessita destes veículos num prazo máximo de um ano.

Fonte: Tecnologia&Defesa

 

 

 

Categories
Uncategorized

RUSSIA ADIQUIRE VANT ISRAELENSE

  

Após uma vasta avaliação dos resultados operacionais de suas forças e seus sistemas de defesa durante o conflito no cáucaso, no epsódio da invasão da Geórgia, as autoridades Russas concluiram que diversos setores das forças armadas necessitam de urgente modernização. 

Para isto um extenso programa de modernização está em curso, entre outros projetos um deles chama a atenção, a aquisição em israel de um número e  imprecisado de veículos aéreos não tripulados, (VANT), os modelos a serem adquiridos também não são conhecidos.

Segundo as autoridades Russas, é preciso abreviar os anos perdidos neste setor.

16 de Abril, Fonte: Areamilitar

Categories
Uncategorized

BRITANITE APRESENTADA NA LAAD O KIT PARA BOMBAS GUIADAS POR GPS

britanite

 

A empresa brasileira Britanite apresentou na LAAD o kit de guiamento por GPS o qual pode ser incorporado nas ditas bombas burras tornando-as “inteligentes”.

Resultado de uma parceria entre CTA-Mecton o kit pode ser acoplado à bombas “burras” Mk-82 e Mk- 83, trata-se do primeiro sistema do gênero a ser desenvolvido no Brasil. Os perfiz operacionais do sistema obviamente sigilo, no entanto o fabricante destaca que os sistema é habilitado à lançamentos em elevadas altitudes, superiores à 36mil pés, o que permite um alcance variável entre 16 e 40km. O sistema garante um elevado índice de acerto sobre quaisquer condições atmosféricas, seja de dia ou noite.

As bombas teriam um índice de precisão elevado, da ordem de 6 m2. Porém o mais importante e interessante do projeto é o fato deste kit se tratar de um sistema universal de guiagem por GPS, dado que foi concebido para poder aceitar e operar em redundância em quaisquer quaisquer dos três sistemas de posicionamento global tanto ao sistema Norte Americano GPS, quanto o Galileu Europeu e o Russo Glosnass.

Isto confere ao utilazador uma maior soberania pois em condições de embargo ao uso de um sistema de satélites pode-se recorrer à qualquer um dos outros.

16 de Abril, Fonte:Defesanet