Defesa & Geopolítica

Você já ouviu falar dos “Capacetes Vermelhos” o exército da UNSAUL?

Posted by

News-Venezuela-2

Nem eu… E você o que acha  da ideia?

Tradução: E.M.Pinto

Matéria traduzida de La mancha Obrera

A União de Nações Sul-Americanas, a Unasul, uma organização internacional que reúne todos os países do Cone Sul, anunciou através de seu departamento de cooperação militar, o Conselho de Defesa Sul-Americano, a criação dos “Capacetes Vermelhos” um novo corpo militar regional criado, nas palavras da própria Unasul,

“Para a defesa e proteção da democracia nos países membros do Cone Sul.”

A cooperação militar começou em junho do ano de 2012. Ela foi dada pelo ministro da Defesa da Venezuela, general Henry Rangel em uma reunião do Conselho de Defesa Sul-Americano. Entre os objetivos, a integração militar iria proteger os países do Cone Sul de uma “agressão externa”, “reforçar a segurança, unidade e desenvolvimento da região” e “reduzir a dependência sobre questões militares dos países de fora da região “. Nas palavras do general Henry Rangel:

“É claro que mudará completamente o equilíbrio a nível regional, porque em vez de permitir que até mesmo a possibilidade de conflitos internos representam um conflito único, esta questão seria resolvida de forma interna para  os países da América Latina e do Caribe, mas seria levantado com as forças externas, e falar de forças externas na América Latina estamos pensando em os EUA em primeiro lugar “

O novo organismo internacional será composto por tropas de diferentes países da região, a saber: 18.600 soldados brasileiros, 15.300 soldados venezuelanos, 13.000 soldados argentinos, 8.250 e 5.000 bolivianos equatorianos. No total, o recurso dos  “Capacetes Vermelhos” por agora, com 60.150 tropas.

O progresso da cooperação militar entre os países da América Latina representa, sem dúvida, o progresso na relação de forças no Cone Sul da América Latina. A decisão dos vários governos progressistas da região; especialmente Venezuela, Bolívia e Equador; em promover a cooperação militar na região é um sintoma do fortalecimento dos processos nacionais e democráticos na área. É o começo do fim da subordinação militar tradicional dos países do Cone Sul para o seu vizinho imperial, os Estados Unidos.

Lembre-se que os EUA têm tradicionalmente equipado e treinado quadros militares dos diferentes países da região. Lembre-se que os instrutores eram norte-americanos, se atrevem a “Escola notório das Américas, que treinou os piores torturadores e assassinos de regimes militares da América Central dos anos 70 e 80 sul-americanos e também lembrar a intervenção militar direta de os EUA em países da região, como Panamá, Cuba, República Dominicana, Granada ao longo do século passado.

Hoje, os EUA continuam a intervir para desestabilizar os governos que se opõem na área e para manter a sua hegemonia militar na região. É por isso que continua tentando estabelecer o seu domínio o reforço da unidade militar com os países mais braçais. O melhor exemplo disso é a Colômbia, um país que tem atualmente nove bases militares norte-americanas no seu território.

Os EUA permanece militarmente equipando o Exército colombiano, Exército acusado de inúmeros massacres e violações dos direitos humanos em sua “luta contra a guerrilha e tráfico de drogas.” Não é por acaso que a Colômbia, juntamente com outra condição servil como Chile, foram os dois únicos países da Unasul que se recusaram a participar da integração estritamente militar com os seus vizinhos. Os laços de dependência com a Colômbia são de tal ordem que este país entrou recentemente para solicitar a admissão no seio da NATO.

De qualquer forma a notícia de progresso e fortalecendo a aliança militar entre os países latino-americanos é uma grande notícia entre os povos. Pode marcar o início do fim da hegemonia militar dos EUA na região e envolve a identificação dos diferentes países do Cone Sul para quebrar sua dependência política e econômica sobre os EUA e defender esta independência com armas na mão, se necessário.

[1] http://www.taringa.net/posts/noticias/8141607/Creacion-Cascos-Rojos-para-proteger-democracias-UnaSur.html

[1] http://www.radiohc.cu/noticias/internacionales/17408-unasur-aboga-por-fuerzas-armadas-integradas.html

[1] http://poderiomilitar-jesus.blogspot.com.es/2012/06/la-unasur-quiere-unificar-las-fuerzas.html

 

Fonte: La mancha Obrera

43 Comments

  1. Pingback: Você já ouviu falar dos “Capacetes Vermelhos” o exército da UNSAUL? | DFNS.net em Português

  2. A fonte e o texto despensa comentário, acho que todos concordam que é panfletagem política venezuelana, e tem muita cara de HOAX. Porém a ideia em si de uma força de defesa sul americana aos moldes da OTAN não é lá uma má ideia. Apesar de achar que uma ideia como essa só faria sentido de envolvesse países da costa africana.

    • César Pereira says:

      Concordo a ideia é boa, se for feita com lisura , mas seria melhor se envolvêssemos países da costa africana,como você muito bem disse, poderíamos assim ter uma proteção muito mais ampla mais abrangente !

      • Ta bom senhor legalzinho , mas esqueça , africa pertence a china ( a subsaariana) e , em relaçao a tal PROTEÇAO,kkkkkkk, quem iria proteger o povo desta regiao dos seus politicos populistas ? A venezuela e sua mania de agir como se estivesse nos anos 20 do seculo 20 , nao estando satisfeitos em afundar na merda , estao querendo puxar a latrina toda junta ,kkkkkkkkkk ,os EUA nao precisam agir , enquanto pipocar cabeças de fezes na politica latrina,eles nao precisaram mandar seus filhos combater aqui neste continente infeliz ,aonde abunda ladroes e salvadores da patria !

      • César Pereira says:

        Teropode, tu es um Narciso as avessas mesmo, uma verdadeira urucubaca, a encarnação do complexo de vira latas !

  3. O texto é patético (como disse alguém panfletagem política venezuelana) e a ideia mais ainda. UNASUL de araque com um exército de araque? Haja viralatismo terceiro mundista a sustentar tanta sandice.

  4. Como é que é,capacetes vermelhos ?
    Hummm,sei,reforçadores de festin !
    Tenho um capacete vermelho brilhandinho pra eles.
    Quem é o maior financiador e contribuidor em todos os sentidos dessa pseudo organização regional que não sei porque motivo chamam de internacional.
    Fora toda essa babaquice de esquizofrenia ideologica,escola das americas,exercito bolivariano,forças armadas não servem a partidos,politicos e nem a generais.Forças armadas servem unica e incondicionalmente a unidades de seus paises,suas leis e interesses estrategicos diretos.
    Não adiante toda essa kaozada.So temos na região um pais interrogação,Venezuela.Ate onde seus militares estariam dispostos a se baterem contra os demais se desanda-se a maionese ?
    A propria Colombia com presença Americana quando seus militares foram advertidos pelos militares Brasileiros de poderem vir a serem isolados dos demais manifestou seriamente a seu governo de não querer ficar isolada das demais forças armadas do continente.
    Seja qual forem as correntes ideologicas nos governos as forças armadas de Brasil e Colombia sempre tiveram o maior intercambio e o melhor relacionamento regional.
    Por geopolitica e estrategia militar Brasil e Argentina suas forças armadas se relacionam satisfatoriamente cada vez mais.
    Como citei ser a Venezuela a unica interrogação regional,o Equador faz linha dura mas na hora cede.A Bolivbia cede logo.
    O erro nisso tudo esta na postura do Brasil de se apresentar de pronto como lider regional,ter pra si a responsabilidade da organização e das regras.
    A sede desta pseudo organização internacional deveria para equilibrio e moderação ser no Brasil.
    Ai vem as esquizofrenias Blivarianas : -“Ô Dilma não seja colonialista”.
    Quem dá muitas liberdades a ratos no seu armazem encontrara tudo roido.
    Nem perco meu tempo de entrar nessas kaozadas especuleiras burocratas porque todas essas frangas não pegam em armas e nem disposição pra isso tem,se borram e infartam na primeira explosão e não entendem nada de estrategia militar.

  5. Vibradpr né kkk Assim que é bom morre agonizando fazendo caras e bocas.

  6. E lá vem a velha demagogia de falar em defesa da democracia. Democracia tipo cubana? Venezuelana? Equatoriana?
    Transformaram a Unasul e mais um sindicato.
    Será que se chamará OTAriANo?
    É o regime decadente que costumeiramente busca por um inimigo para justificar sua incompetência.
    Quando o governo da Argentina, em 1982, elegeu a Inglaterra (e as Falklands) a causa de todos os males do seu povo nossa mídia caiu de pau em cima. Aventura militar, desvaneio de ditadores, etc, etc, etc.
    Gostaria de ouvir o mesmo de nossa mídia a respeito desses jurássicos aí.

    • Perfeita colocação amigo Melkor! Quando vemos esse tipo de “inicitiva” tosca, sem nenhum resultado prático servindo apenas para justificar o devaneio de um ” Eterno inimigo externo” (como sempre o grande satã do norte) e os chiliques histéricos da militância lotomizada, é que a gente tem certeza de que essa UNASUL é um completo fiasco

    • Ate um mercado de interesses comuns transformaram em sindicato ideologico.
      Nem precisa preocupar-se com nada disso meu caro,é temporario e não perpétuo.
      Quando as mentes medievais Allbanizadas e as istéricas radicaia chupa-sacos entenderem que não é questão de jurassicos milicos de pijama e nem de ativos rosnadores,mas a vontade da grande maioria do povo e da grande maioria de nossos soldados de não quererem e não aceitarem mais ver nosso Brasil atrelado a ideologias e nem subjugado a interesses externos.
      Pelo visto teremos de ungir de gloria o solo de nossa pátria com nosso proprio sangue porque micróbios so conhecem e so temem o ferro,o fogo e o aço.

  7. Muito bom, quero ver a OTAN vir aqui “promover a democracia” e “combater o terrorismo” tendo um exército forte para a nossa defesa.

  8. Uma matéria de bosta, mas não inocente…
    Reproduzo comentário (em espanhol), feito na fonte citada neste tópico:
    ——————————————–

    SoyUnasur dice:
    30 julio, 2013 a las 1:30

    esa noticia es falsa.

    Ningun Consejo Suramericano de Defensa ha tomado la decision de integrar las fuerzas armadas de los 12 paises firmantes del Tratado Constitutivo de Unasur.

    El gral Silva, si es cierto hizo esas declaraciones hace mas de un año, cuando era Ministro de Defensa de la Republica Bolivariana de Venezuela.. hoy, es gobernador del Estado Trujillo.
    Y fué él quién propuso esa idea pero NO SE HA LLEVADO A CABO.

    La otra fuente que indican, es un posteo de Taringa, que NO CITA FUENTE, en Taringa, se puede hacer posteos sin citar fuente, pero esa es la validez que puede tener, y es un post de hace mas de dos años de antiguedad.

    Cabe preguntarse porque es que echan a rodar esta “noticia” o semiverdad?

    TODOS los organismos de integracion latinoamericana estan bajo ataque mediatico y descaracterizacion en las redes sociales… los acusan de “comunistas” o “zurdos” o “cubano-castristas” y” cascos rojos” viene al pelo…no?
    Porque actúan con esa descaracterizacion mediatica en las redes?
    Posiblemente porque en los paises que forman la Alianza del Pacifico algunos politicos de derecha propondran en las respectivas camaras legislativas la denuncia del Tratado Constitutivo de Unasur..efectivamente rompiendo la integracion hasta ahora lograda.
    Hay que estar alertas..y tener cuidado con lo que se difunde.

    Saludos Unasureños!

    @SoyUnasur

    • Quisera ter alguns desses políticos que querem denunciar essa patetada chamada UNASUL.

      • Certamente que vc gostaria, afinal para o império, a UNASUL é um sapo difícil de engolir…

      • Realmente, o Imprério não vai gostar de saber que o Brasil servirá de guarda costas da Venezuela.

      • O “Império” deve sim dar muita risada pois sabiamente não leva a sério Sindicatos de Patetas. Mas eu como brasileiro e patriota me preocupo pois em nome dessa ” integração sul-sul” a diplomacia dos atabaques costuma colocar os interesses da corja bolivariana à frente dos interesses nacionais brasileiros. Vide o TX-c

  9. Fonte duvidosa e conceito patético.

    Já não gostei da cor (vermelha) hehehehe. Não gente vamos falar sério em alguns aspectos, para isso nada melhor que citar a própria fonte:

    1. “Para a defesa e proteção da democracia nos países membros do Cone Sul.”. Bem, então a primeira intervenção seria na Venezuela correto? Não é pra defender a democracia? Onde ela está mais ameaçada do que na Venezuela?

    2. “reduzir a dependência sobre questões militares dos países de fora da região“. Não me façam rir! Como isso vai funcionar? Caças brasileiros? Blindados argentinos?

    3. “É o começo do fim da subordinação militar tradicional dos países do Cone Sul para o seu vizinho imperial, os Estados Unidos”. Vizinho imperial? subordinação? O que existe chama-se DEPENDÊNCIA e não subordinação… Dependência essa que persiste muito mais por incompetência sul-americana do que por imperialismo dos EUA.

    4. “Hoje, os EUA continuam a intervir para desestabilizar os governos que se opõem na área e para manter a sua hegemonia militar na região”. Onde estão os exemplos? Como os EUA estão agindo para desestabilizar a região? Hegemonia militar aonde? Um monte de baboseira… onde os americanos estão atualmente (Colômbia e olhe lá) só estão por pedido dos governos locais… não invadiram o território Colombiano… e se o exército colombiano é acusado de violação dos direitos humanos (não menos que Venezuela ao meu ver) que se averigue, isso não tem nenhuma relação com os EUA e seu suposto imperialismo;

    E por fim o texto tem que nos coroar com uma pérola não? Aqui vai:

    5. “Pode marcar o início do fim da hegemonia militar dos EUA na região e envolve a identificação dos diferentes países do Cone Sul para quebrar sua dependência política e econômica sobre os EUA e defender esta independência com armas na mão, se necessário.”. Hein? Defender independência com armas na mão? Isso qualquer país faria com ou sem os “capacetes vermelhos” (provavelmente seriam importados da China). No mais se o Tio Sam viesse pro “vamo vê” de verdade, essa coalizão mequetrefe não durava um dia!

    Por fim amigos, apenas fazendo um paralelo com a OTAN, os países fundadores dessa em seus primórdios (EUA, Inglaterra e França) apesar de todas as diferenças culturais, compartilham valores muito próximos como a liberdade individual, pragmatismo, meritocracia, justiça… lutaram lado a lado na segunda guerra por esses valores compartilhados. Então chamo todos a reflexão: que valores inalienáveis compartilhamos com nossos vizinhos? Ou não seriam valores e sim apenas uma mágoa/inveja do grande bode expiatório do tio sam?

    Sds!

    • Msngano ate acho plausivel teu argumento mas nesse ponto que copiei abaixo.
      4. “Hoje, os EUA continuam a intervir para desestabilizar os governos que se opõem na área e para manter a sua hegemonia militar na região”.
      A manipulação e interferencia não se dá somente com uso de força militar e sim com a arma mais eficaz que os EUA sempre usaram,midialitica !

  10. Más, para que temer o “totalitarismo vermelho”, se em São Paulo já vivemos o “totalitarismo azul”?

    —————————————-

    SÃO PAULO É O VELHO MARANHÃO

    “O que explica a hegemonia dos Sarney no Maranhão durante 50 anos, desde 1966, quando ele era da “bossa nova (sic) da UDN” e Glauber Rocha lhe dedicava documentário em forma de encômio ?

    O mais completo domínio da mídia.

    Total.

    Tevê – todas as redes nacionais -, rádio, jornal, revista, e jornalistas de todos os matizes.

    Era tudo do Sarney e aliados.

    Uma antecipação do que Aécio e a irmãzinha, moderna diretora do DIP, fizeram em Minas.

    A donataria tucana de São Paulo é inexpugnável.
    O PiG paulista conseguiu blindá-la como se faz aos governantes da Coreia do Norte.
    Não passa nada.

    A crise da água não existiu.

    NINGUÉM sabia da iminente crise da Cantareira em São Paulo, até que viesse a eleição. Alckmin não tratou dela na campanha – só disse que jamais haveria racionamento.

    Sobre a Eletropaulo, essa é uma tragédia persistente, que acompanha a vida dos paulistanos, 24 horas por dia. Se cair um pingo de água da chuva em São Paulo, mesmo que seja no lago do Ibirapuera, falta luz.

    Como foi possível destruir uma cidade assim, sem luz e água ?

    São Paulo é a melhor obra do PiG.

    Trensalão, Privataria Tucana, Operação Banqueiro, Príncipe da Privataria – e os tucanos a governar como virgens intocadas.

    Fernando Henrique, o citado Príncipe, e o Padim Pade Cerra, o místico de Aparecida, são levados a sério.

    Inspiram e orientam a elite.

    A elite paulistana que pensa que São Paulo é uma Nova York.
    Ou Milão, para os que acreditam que no Fasano se serve a gastronomia lombarda.
    (Mas, na verdade, gostam mesmo é de Miami, onde se fala português.)

    Ledo engano.

    São Paulo é a Maranhão do Século XX.

    É a Nona Sinfonia, a Mona Lisa, a Vênus de Milo do PiG.”

    Em tempo do amigo navegante Evaristo:

    “Se a Eletropaulo fosse uma empresa estatal, a Globo, Folha, Veja, Estado, Band, Datena, Marcelo Resende e outras raposas já estariam gritando histericamente pela privatização da empresa.

    Só a privatização nos salvaria.

    Pois bem, a empresa é estadunidense.

    Inclusive deu o calote no governo federal, pois EFHcê deu a empresa para os gringos tendo como garantia as ações da própria empresa, fato inédito no mundo que só ocorre em governos do PSDB, um crime contra o país, e o governo foi obrigado a ficar com 50% menos uma ação da AES Eletropaulo.

    A rede ficou velha e os investimentos não foram feitos pois o compromisso da AES Eletropaulo é com os seus acionistas nos Estados Unidos, danem-se os paulistas otários que deram a empresa para esse grupo estadunidense, o objetivo deles é sugar todo o patrimônio que obtiveram e depois entregar só o pó para que o governo recupere de novo a empresa.

    E depois a repasse para grupos privados a sugarem de novo, é essa a cadeia do capitalismo no Brasil.

    Tudo com aval dos oligopólios de mídia e de economistas da PUC-Riol. FGV, USP e outros centros doutrinados no neoliberalismo, fundamentalismo econômico que se levado às últimas instâncias leva à barbárie e extermina a civilização.”

    (PHA – CAF)

    • Antes de mais nada, o que isso tem a ver com o assunto em tela? No mais ao que tudo indica para os Petralhas a eleição para o Governo do Estado de SP ainda não acabou como também não acabou a eleição presidencial para certos tucanos.

      Especificamente no caso de SP, os petralhas simplesmente acham inaceitável que 57% dos eleitores do estado tenham simplesmente ignorado o ungido pelo Apedeuta para o cargo. Talvez esses eleitores não tenham ignorado que Piadilha, o ungido, tenha sido um inepto ministro da saúde. E nem adiantou a promessa de, caso eleito, o poste e o Apedeuta iriam fazer a dancinha da chuva e iria chover 40 dias e 40 noites seguidas para encher a Cantareira.

      Ps: Onde o Piadilha ganhou com folga foi nos presídios, o que diz muito….rs!

      • “Antes de mais nada, o que isso tem a ver com o assunto em tela?”
        —————————————

        Tem tudo a ver como contraponto para o apelativo da “ameaça vermelha”, a que este tópico apela…

        E não é campanha política, más desabafo, porque vivo em São Paulo e sofro com a incompetência gerencial tucana, fruto de sua prostração aos mais escrotos e corrompidos dogmas neoliberais.

        Do tipo: Não precisamos planejar porque o “deus mercado” tudo proverá!

        Pois é… o “deus mercado” não proveu chuvas e os governantes tucanos, adeptos da religião neoliberal…Não fizeram as obras pedidas e previstas, que a já mais de 10 anos deveriam estar fazendo, ampliando e diversificando a as fontes de captação de água…

    • “”” Más, para que temer o “totalitarismo vermelho”, se em São Paulo já vivemos o “totalitarismo azul”? “””
      kkkkk.
      Sim e um totalitarismo segregacional neo-nazista que classifica pobres,moradores de rua,homossexuais,como micróbios.

  11. A união para defesa é necessária .
    Mas cuidado para essa turma não criar um ridículo carnaval com Fidel e Maduro na comissão de frente, Dilma e Kris Lábios Carnudos no carro alegórico e Chaves cutucando todo mundo com um tridente.
    ahh sim e tem uns caras aqui que vão na bateria, porta bandeira, passista e solando a goela no samba enredo. KKKKKKKKKKKK

  12. ,..demorô, já era p existirem a séculos, marinha, aeronautica e uma força rápida de invasão…tá melhorando e qto + depressa melhor e qto + meios militares e atualizados idem. Via fazer tremer e pensar o(s) corsário(s)..p ontem ,quem viver verá. .Sds. 😉

  13. rsrs quando a um tempo atrás eu falei que a unasul seria uma forma militar desacreditaram

    igual fizeram com o mercosul ,agora pensam que não vai sair um exercito latino voltado para os interesses latinos

    quando eu falie isso a uns anos atrás teve um otario que achou impossível ,era apenas um fugido de guerra infiltrado nas nações latinas

    chupa mais essa e não é questão de porcaria de esquerda ou direita e sim de raças

    força para os capacetes vermelhos ,todo militar latino vai no futuro querer passar por esse batalhão

    aos entreguistas que querem ver a américa latina ser um guintal anglo sionista a forca para esses vermes

  14. MEU CAPACETE VERMELHO ESTA BRILHANDINHO PRA BRINCAR COM REFORÇADORES DE FESTIN.
    INCORPOREI DE VEZ O DIABO OLUBI
    1maluquinho o surto
    …………………………………………………………………………………………………………….
    VALE A PENA A LEITURA

    HELIO FERNANDES

    Inacreditável e incompreensível, o que acontece no macrodesgoverno de Dona Dilma, logo depois da segunda posse. Macroconfusão, macromistificação da macrocomunidade.

    1 – A Eletrobras deve há anos, 9 bilhões a Petrobras. Roubada e estuprada, a Petrobras não merece (Royalties para o deputado Bolsonaro).

    2 – Sem caixa, a empresa mais espoliada da Historia, cobra a dívida. Também sem dinheiro (e ainda mais, subordinada ao ministro Lobão) a Eletrobras recorre a Dona Dilma.

    3 – A macropresidente, macroincompetente, autoriza o Tesouro a emprestar (?) esses 9 Bilhões. 4 – O Tesouro pede autorização do Ministro da Fazenda, que nem está no cargo para o empréstimo (?).

    5 – Com o aval desse Ministro, o tesouro autoriza o BNDES a entregar esses 9 Bilhões a Petrobras. 6 – O BNDES informa, a macropresidente pergunta se pode “emprestar”.

    7 – Com aval desse Ministro que ainda é macroprovisório, o Tesouro dá ordem ao BNDES, o dinheiro está liberado. 8 – O BNDES, com seu presidente assustado pelos empréstimos que fez a Eike Batista, sem garantia pergunta á macropresidente, o que tem que fazer.

    9 – Dona Dilma diz, “pode”. O BNDES pede ao Tesouro que liberte o dinheiro. A Petrobras arruinada por todos os corruptos e corruptores, ainda não recebeu o que lhe deviam.

    10 – Depois de meses de espera, “sem que ninguém saiba de nada”, alguns presos na operação lava –jato, descobrem, e garantidos pela “delação”, contam ao Ministério Público, á Policia Federal, e o Juiz Federal Sergio Moro.

    11 – Não quiseram “compartilhar” informações, mas acontece o “vazamento do sigilo”. Então, todo país fica sabendo. O Ministério da Fazenda, o Tesouro, a Eletrobras, o BNDES, todos são subordinados ao macrodesgoverno da macroincompetente Dona Dilma.

    12 – Como dizia Millor há 50 anos, quando Dona Dilma ia completar 17: “Pano rápido”. Ela é herdeira da própria herança desperdiçada. Morreu e também não sabe. Por que saberia?

    Levy: “o controle de gastos pode levar á inflação menor em 2016”. Premio Nobel de indecisão. O controle de gastos, suposição. E se houver, a inflação P-O-D-E cair. Magistral para um Ministro que era recebido com reservas por ser tido como muito AFIRMATIVO. Tinha convicções firmadas. Estará sofrendo influência, antes dos fatos?

    Outras frases dúbias

    “Ajustes podem aumentar a inflação”. Tudo suposto, o que não é recomendável para um Ministro da Fazenda, do setor mais danificado. Aumentos de impostos serão feitos com cuidados (SIC). Aumento de impostos não deveria nem ser considerado. 38% por cento de quase todos, já não é exagero?

    Foi á internet acreditando que seria um sucesso. Respondeu 8 de 400 perguntas, apenas dois por cento. No mínimo é um péssimo analista da própria competência. Nelson Barbosa, em entrevista na TV e entrando no clima da presidentA: “Falei sobre salário mínimo no futuro, a presidentA me pediu para explicar, que não ficasse dúvida”.

    Nenhuma dúvida, foi repreendido, desautorizado e desmentido publicamente. Recusou imediatamente, queria ser Ministro há tanto tempo (desde que era segundo de Mantega), por que jogar fora o que conquistou?

    Não é da equipe do segundo Joaquim, pode vir a ser Ministro, mas só se o segundo Joaquim se render á realidade.

    Lewandowski

    Com o Supremo em férias, coube ao presidente examinar a extravagante, esdrúxula e decisão terrorista de um juiz da Vara Criminal de São José do Rio Preto, confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região. O que pretendiam que o repórter e o jornal revelassem “as fontes da informação”.

    Esse um atentado a liberdade de Imprensa e de expressão, sem o sigilo das fontes de informação não há jornalismo. A Associação de jornais recorreu a Lewandowsi anulou a decisão, provisoriamente. Mas logo depois do recesso, se transformará em definitiva.

    A Constituição garante o sigilo, o Brasil assinou a Ata de Chapultepec, que garante o sigilo das fontes de informação. Na sede da 4ª Vara Criminal de Rio Preto e do Tribunal Federal da 3ª região, deve ser colocado um painel grande e permanente: “Não somos, nunca fomos, jamais seremos CHARLIE”.

    Marta Suplicy

    Eterna carreirista, (não confundir com cartunista) está desesperada com o fim da carreira. Entregou ao Controlador Geral da União documentos contra o ex-ministro da Cultura e agora novamente.

    Juca Ferreira comentou singelamente, o que revoltou ainda mais Dona Marta: “A ex-ministra atirou em Deus (Dilma) atingiu um padre de paróquia”. (Ele mesmo). Dona Marta queria polêmica, para sair do PT como “perseguida”. Uma das formas do TSE aceitar a mudança de partido.

    PS – O nome Joaquim está em alta. No Brasil existem dois. O primeiro, que (momentaneamente) saiu do palco. E o segundo, que (momentaneamente) entrou no mesmo palco.

    PS2- Pois agora na França, surge o terceiro, só que Joachim, como se escreve lá. Foi o criador (instantâneo) da frase, “Je Suis Charlie”. (Se tirar o I, fica ”Eu sou Jesus”).

    PS3- Agora famoso no mundo todo, Joachim vem a público, e generosa e exuberantemente, diz: “Não quero lucrar nada com a frase, ela pertence ao mundo”.

    PS4- O governo da França anuncia “reforço” de 10 mil homens na Segurança. Ótimo. Mas o que precisa mesmo ser reformado e reforçado é a Inteligência. Este é o sistema que prevê, mas muito bem administrado.

    PS5- Não me esqueci de outro Joachim (Low), campeão do mundo de 2014, e autor do inesquecível 7 a 1. Ontem, na premiação da Fifa, recebeu merecidamente o título e a medalha do melhor técnico de 2014.

    Tribuna da Imprensa

  15. PIADA !

  16. Eu não sei nem oque pensar sobre uma noticia dessas, esses políticos sul americanos corruptos sempre mirando um inimigo externo, mas se esse inimigo externo quizese acabava com essa possilga em dias, podemos ver a atual crise da Petrobras onde nossa querida presidente disse haver inimigos externos tentando prejudicar a Petrobras , quase vomitei com tanta hipocrisia, o partidão roubou oque pode e o que não pode da estatal, e agora o inimigo é externo façam me o favor, pensam que o povo é idiota ? O inimigo externo não precisa fazer nada para acabar com a Petrobras ou com o Brasil , basta cruzar os braços e deixar que nossos políticos corruptos e hipocritas faram por conta propria, governado por políticos corruptos com oposição corrupta, políticos que roubam até o osso, não fecham as metas e concruem que a solução para crise é cortar os benefícios dos trabalhadores, subir impostos, e subir valor das comodites fornecidas pelas estatais assaltadas por eles mesmos, e nenhum momento passou pela cabeça dos gênios policos do crime “vamos parar de roubar que a conta fecha”, com políticos como esse, se um dia um inimigo externo viesse a colocar todos nossos políticos em um paredão e os fuzilassem, teríamos que agradecer e pagar as balas aos inimigos externos.
    Antes eu me achava nacionalista, mas o Brasil é um país sem futuro enquanto esse sistema politico existir, antes eu achava que era brasileito , hoje vejo que sou um presidiário, em um presidio chamado Brasil, trabalho e estudo de segunda a segunda e sou taxado em 40% do que ganho para não reber nada em troca, saúde, educaçao e segurança só existem no papel, e meu tempo livre passo fechado dentro de casa com medo de ser morto ou assaltado pelos bandidos protejidos pelas leis brasileiras, e assim seguimos como brasileiros, você que trabalha e estuda em busca de uma vida melhor é roubando de todas as maneiras possiveis, humilhado nas filas de hospitais e trancafiado dentro do seu próprio lar, e os ladrões estão soltos por ai, assaltando nas esquinas ou afiliado a algum partido politico.
    Sendo assim antes de criarmos meios de combater inimigos externos, precisamos achar uma maneira de combatermos a infestação de cupins que corroem o Brasil, inimigos externos existem, e na lama em que nos encontramos, se esse inimigo resolver agir, sobrara a ele somente o golpe de misericordia, por que na sargeta o Brasil já está, e isso graças aos políticos eleitos “democraticamente”.

  17. Julio Brasileiro says:

    O mais interessante de se ver, e se divertir, nessa provavel pegadinha, foi a reação de alguns que não aceitam de jeito nenhum a possibilidade de deixarem de servir a unico senhor que conhecem. É super engraçado de se verificar o nivel de dominação que faz com que recusem a menor possibilidade de atenderem a uma possível mudança de orientação de seu pais (de qual país?). E essa é uma diferença fundamental entre colonizados e seus doutrinadores, fossem yankes seguiriam a decisão de seu país fosse ela qual fosse e ainda a apoiariam buscando motivações pscologicas para não serem considerados impatrioticos. Outra coisa rizivel é a já tradional falta de simancol na hora de refletir sobre seu senso patritico, respondem oportunisticamente na defesa de suas prerrogativas colonizadas, mas sem fazer qualquer juizo de valor comparativo com o que se passa no seu formador cultural oportunista.

    • Meu caro Julio.

      Eu não vejo a relação de um acordo que atende muito mais os interesses da Venezuela do que brasileiros com ser submisso aos interesses americanos.

      Sds.

    • Caro Julio.

      Eu não chego a ser contra essa cooperação, mas me preocupo se não estaremos dando confiança e apoio para atitudes irresponsáveis de outros países.
      Mais fácil eles arrumarem uma guerra para nós do que nós para eles.

      Saudações

      • Julio Brasileiro says:

        Meu caro, compreendo sua insegurança quanto a possibilidade de estarmos atendendo mais aos interesses da Venezuela, mas e daí? Qual o problema de emprestarmos nosso prestigio a eles? O que foi aventado, e ainda acho que parece mais uma pegadinha, como disse, se efetivado seria uma iniciativa interessante, que criaria um corpo militar para atender a todos, não excludivamente ao país A ou B, e depois certamente haveria uma organização e uma legislação que daria um direcionamento a esse possivel exercito, muito provavelmente nos moldes dos azuis da ONU, uma força de apoio. Olha meu caro, eu não discrimino mus vizinhos por suas escolhas politicas, se eles respeitarem as nossas, senão eu estaria sendo hipocrita ao criticar os yankes. O importante, para mim, como cidadão brasileiro, seria o meu dever de apoiar qualquer iniciativa de meu estado, que vise uma maior integração com nossos vizinhos.
        E quando falo que tem gente aqui que exalta os yankes acima de todas as coisas, mas não são hipocritas por que não se inspiram naquilo que realmente eles, assim como outros povos, fazem a doferença, que é o espirito patriotico e o respeito as decisões de seu estado e se dispoem a morrer por ele, como vemos, mesmo não concordando. Uma significativa diferença dos patriotas deles e dos nossos patriotas deles. Sds.

  18. Parece mais autonomia para os ditadores venezuelanos fazerem o que quiserem.
    Eles fazem a m… e a gente limpa.

    Faz muito bem Chile em ficar fora dessa.

  19. nova versao do exercito vermelho so que na america latina rsssrsrrsrs os esquedopatas vao ao estase com isso

  20. luiz anselmo pias perlin says:

    Ja comentei este açunto anteriormente só que no caso era a nossa união com paises de maior expreção militar sem querer ofender os paises envolvidos o Brasil tem de ser independente na area de defesa não pode contar com outros paises LEMBRANDO O CASO DO AZAR DO MAIS RICO POREM MAIS FRACO QUE CONCISTE NA UNIÃO INESPERADA DOS MAIS FORTES CONTRA O MAIS FRACO E CONSEQUENTEMENTE EXPLORAREM JUNTOS AS RIQUEZAS DO TAL E A COLOMBIA É O PAIS QUE MAIS ME PREOCUPA POIS OS EUA NÃO SÓ ESTAM ARMANDO E TREINANDO SEUS SOLDADOS MAS TAMBEM ESTÃO SE PREPARANDO NA SELVA SEI QUE MUITOS DIRÃO QUE É PARANOIA MINHA E EU GOSTARIA QUE FOCE SÓ ISTO MESMO MAS NÃO É E O URUGUAI E PARAGUAI TAMBEM ESTAM SENDO SONDADOS PARA PERMITIREM BASES EUA EM SEUS TERRITÓRIOS OU SEJA PRIMEIRO SERCA-SE SEU ALVO PARA QUANDO DER O BOTE ELE NÃO TENHA REAÇÃO.BRASIL ARMECE COM TUDO QUE PUDER POIS TU É O ALVO DELES.

  21. Que piada…. tipo eu colocar um cadeado de ’10 real’ no meu portão e ir dormir sossegado….. Vamos nos defender como? Paus e pedras? Por quantos dias…. Faça-me o favor… o Brasil deveria pensar em seus próprios interesses, arrumar a casa e esquecer desta vizinhança que consegue ser mais quebrada que arroz de quinta…. Me perdoem a raiva, começo de ano tem muita conta pra pagar…. alguém tem que pagar….

    Grande Abraço.

  22. Pra fechar a conta… como um colega meu que eu não digo o nome de jeito nenhum (kkkk) disse, ‘não se sustenta’.

  23. Blá,

    Tem gente que não sabe discutir mesmo. Só porque alguns (de bom senso ao meu ver) rejeitam essa ideia esdrúxula (normalmente apresentando fatos e argumentos), logo pipocam ignorantes os acusando de capacho dos yankees blá blá blá … parece que tem gente que, apesar de não ter vivido, parou no tempo da Guerra Fria…

    Papinho furado de aranha pra mim não cola… o Brasil tem que se associar com quem tem algo a acrescentar SEJA QUEM FOR (no caso não são os atrasadíssimos: Venezuela, Argentina, Equador, Bolívia…)

    Querem falar de parceria militar? Então não seria mais interessante uma aliança com o Chile e talvez o Peru? Não pararam pra pensar que uma aliança dessas poderia praticamente fechar Atlântico e Pacífico? Talvez assim essa aliança poderia estrangular todos os bolivarianos do continente? hehehehe só alívio cômico…

  24. Julio Brasileiro says:

    Putz,
    Tem gente que jura que a guerra fria acabou, rsrsrsrs. não percebeu que houve apenas uma distensão, nem que todas as estruturas daquele tempo se mantiveram, as bombas atomicas, as pressões internacionais por dominação economica, politica e militar. E agora a volta com toda a força das pressões por dominio, com um rearranjo das peças no tabuleiro. Mas para aqueles que acham que acabou, minha recomendação para observar mais os noticiarios, o ocidente continua vendo o oriente como adversário, e muitos que aparecem por aqui apoiam e defendem essa visão guerra fria, mas dizem que ela não existe. Mas dizem para pegar bobinhos. Rsrsrsrs.

  25. O Brasil deve é cuidar de sua indústria de defesa, que anda à mingua, investir SERIAMENTE em lançamento de satélites e pesquisa espacial, em suas Forças Armadas, educação e C&T. Criar um exército comum parece uma renúncia disfarçada a parcelas de soberania. Seria o motivo declarado para tanto o motivo real? além do mais, esse papinho de defesa da democracia tem justificado tantas atrocidades por parte de uma certa superpotência….será que já não temos “defensores da democracia” o bastante?

  26. o brasil tem que se arma pra se defende mesmo
    porem estamos muito longe de compra so umas arminhas nao vao nos proteger da superpotencia EUA se eles quiserem realmente toma a força a amazonia

shared on wplocker.com