Defesa & Geopolítica

ATUALIZADO — Trump chama Haiti e nações africanas de “países de merda”

Posted by

Declaração causa revolta entre associações de imigrantes e membros dos partidos Democrata e Republicano. ONU afirma que comentário, feito durante reunião para debater imigração, é claramente racista.

Trump, em reunião na Casa Branca: “Por que temos todas essas pessoas de países de merda vindo para cá?”

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, chamou El Salvador, Haiti e nações africanas de “países de merda” (shithole countries) durante uma reunião com legisladores, nesta quinta-feira (11/01), e indicou que prefere abrir as portas a imigrantes procedentes de países como a Noruega.

“Por que temos todas essas pessoas de países de merda vindo para cá?”, disse Trump durante uma reunião com congressistas na Casa Branca, segundo meios de comunicação americanos, como o jornal Washington Post, que cita pessoas que participaram do encontro. A Casa Branca não desmentiu as declarações atribuídas ao presidente.

Trump recorreu ao palavrão depois que dois senadores lhe apresentaram um projeto de lei de abrigo a imigrantes, segundo o qual seriam concedidos vistos a alguns cidadãos de países que foram recentemente retirados do Estatuto de Proteção Temporária (TPS, na sigla em inglês), como El Salvador, Haiti, Nicarágua e Sudão.

O comentário do presidente gerou críticas de deputados democratas e republicanos. “Os comentários do presidente são grosseiros, divisórios, elitistas e contrários aos valores da nossa nação. Esse comportamento é inaceitável do líder da nossa nação”, afirmou a deputada republicana Mia Love, cujos pais vieram do Haiti.

O líder da bancada negra no Congresso dos EUA, Cedric L. Richmond, criticou Trump e disse que a declaração é mais uma prova de que a agenda Make America great again (“Faça os EUA grandes de novo”) é, de fato, uma agenda “Faça os EUA brancos de novo”.

“Envergonhado por ele ser presidente dos EUA”

As Nações Unidas afirmaram que a declaração do presidente dos EUA é chocante, vergonhosa e racista. “Desculpe, mas não se pode usar outra palavra além de racista”, disse o port-voz de direitos humanos Rupert Colville, em Genebra.

A American Haitian Foundation chamou os comentários de Trump de ignorantes e racistas. “Os comentários do presidente [refletem] uma total desconsideração para com a dignidade humana do povo haitiano”, afirmou Jack Davidson, diretor-executivo da fundação com sede no Tennessee. “Estou envergonhado por ele ser presidente dos Estados Unidos.”

A porta-voz da União Africana (UA), Ebba Kalondo, considerou as declarações de Trump inaceitáveis, tendo em conta a realidade histórica e a quantidade de africanos que chegaram aos EUA como escravos. “Isso é particularmente surpreendente por os EUA continuarem sendo um exemplo global de como a migração deu origem a uma nação baseada em valores fortes de diversidade e oportunidade”, destacou.

O TPS é um benefício concedido pelos Estados Unidos a imigrantes sem documentos, que não podem regressar aos países devido a conflitos civis, desastres naturais ou outras circunstâncias extraordinárias, permitindo-lhes trabalhar no país com uma autorização temporária. Em sua resposta, Trump sugeriu que os Estados Unidos deveriam atrair mais imigrantes de países como a Noruega, com cuja primeira-ministra, Erna Solberg, reuniu-se na véspera.

Os deputados presentes na reunião ficaram chocados com os comentários, de acordo com o Washington Post, que não esclareceu se o presidente americano se referia também à Nicarágua e não identificou os países africanos em causa. O jornal Los Angeles Times corroborou a informação e acrescentou que, antes de proferir o palavrão, Trump exclamou: “Para que é que queremos haitianos aqui? Para que é que queremos todas estas pessoas da África aqui?”

O âncora da CNN Anderson Cooper liderou as críticas a Trump e defendeu – emocionado – o Haiti e seu povo – Cooper foi um dos primeiros jornalistas a chegar à ilha caribenha depois do devastador terremoto em 2010, que causou a morte de mais de 220 mil pessoas. Em seu programa, ele disse que os haitianos “passaram por mais, resistiram a mais, lutaram contra mais injustiça do que nosso presidente jamais viu”.

“Para o presidente acreditar que os haitianos não contribuíram extraordinariamente para a sociedade americana, isso é ignorância. Classificar todos os países africanos de ‘buracos de merda’ é abominavelmente ignorante”, disse.

Casa Branca não desmente

A Casa Branca não negou que Trump tenha feito o polêmica comentário. “Certos políticos de Washington escolhem lutar por países estrangeiros, mas o presidente Trump sempre lutará pelo povo americano”, afirmou em comunicado. “O presidente Trump luta para conseguir soluções permanentes que tornam o nosso país mais forte, ao dar as boas-vindas àqueles que possam contribuir para a nossa sociedade, fazer crescer a nossa economia e se integrar na nossa grande nação.”

Trump “sempre rejeitará as medidas temporárias, débeis e perigosas que ameacem as vidas dos americanos que trabalham duro e que prejudiquem aqueles imigrantes que procuram uma vida melhor nos Estados Unidos por meio de uma via legal”, acrescentou a Casa Branca.

O projeto de lei negociado por seis senadores de ambos os partidos – republicano e democrata – prevê a eliminação da chamada “loteria dos vistos”, programa eletrônico que seleciona aleatoriamente imigrantes de países com baixas taxas de migração para os Estados Unidos. Anualmente, cerca de 50 mil pessoas entram no país por meio deste programa, que abre caminho à cidadania americana e beneficia majoritariamente países de África.

Uma fonte do Senado, que pediu por anonimato, indicou à agência de notícias espanhola Efe que metade desses vistos seria consignada aos que até agora estavam protegidos pelo TPS e que a outra metade estaria reservada a imigrantes com qualificações profissionais que merecem entrar nos Estados Unidos, o famoso “mérito” defendido por Trump.

Fonte: DW

Haiti se diz “chocado” com comentários de Trump e convoca enviado dos EUA

O Haiti expressou indignação nesta sexta-feira por relatos de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se referiu à nação caribenha como um “país de merda”, e convocou o mais graduado diplomata dos EUA no país a dar explicações.

Presidente do Haiti, Moise Jovenel 11/12/2017 REUTERS/Ludovic Marin/Pool

Por Guyler Delva

Trump questionou na quinta-feira por que os Estados Unidos iriam querer receber imigrantes do Haiti e de países africanos, se referindo a alguns como “países de merda”, de acordo com duas fontes com conhecimento dos comentários.

Nesta sexta-feira, o presidente republicano negou ter usado estas palavras. Mas o senador democrata Dick Durbin, que participou do encontro na Casa Branca sobre imigração na véspera, confirmou a repórteres que Trump usou linguagem “vulgar”, incluindo a palavra “merda”.

Políticos africanos rotularam Trump como racista pela suposta declaração, enquanto o escritório de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) classificou os comentários como “racistas” e estimuladores de xenofobia.

O embaixador do Haiti em Washington, Paul Altidor, disse ser angustiante que os supostos comentários tenham sido divulgados nesta sexta-feira, data que marca os oito anos de um devastador terremoto que acredita-se ter matado 220 mil pessoas na ilha, e deveria ser um dia de homenagem às vítimas.

“Eu conversei com o presidente Jovenel Moise sobre a questão e, claro, o presidente condena tal linguagem e está chocado”, disse Altidor.

O embaixador haitiano disse que o ministro das Relações Exteriores do Haiti, Antonio Rodrigue, lhe disse que o encarregado de negócios dos EUA no país caribenho foi convocado para dar uma explicação sobre os comentários.

O embaixador disse que o Haiti deve ser lembrado por suas contribuições à história, incluindo o apoio à Revolução Americana ao enviar tropas para a Batalha de Savannah, em 1779, na Geórgia.

“Haitianos não merecem tal tratamento”, disse Altidor. “Haitianos não deveriam ser vistos como imigrantes que vão aos Estados Unidos para explorar recursos norte-americanos”.

“Nós estamos aqui há muito tempo e contribuímos para o que os Estados Unidos são hoje. Nós até mesmo fizemos o sacrifício definitivo quando derramamos nosso sangue em Savannah”.

Fonte: Reuters

“A África não é nenhuma merda”: imigrantes respondem a comentários de Trump

Por Nellie Peyton

Imigrantes africanos nos Estados Unidos defenderam seus países nas redes sociais destacando sua educação, carreiras e realizações, depois que o presidente norte-americano, Donald Trump, perguntou porque os EUA iriam querer receber pessoas de “países de merda”.

Trump usou a expressão em referência a países africanos e ao Haiti durante uma reunião sobre imigração na Casa Branca na quinta-feira, segundo fontes, desencadeando indignação global.

“A África não é nenhuma merda, sr. Trump”, escreveu Bernard Lagat, um atleta olímpico norte-americano que nasceu no Quênia.

“Eu sou uma futura médica. Eu tenho três diplomas. Eu falo três idiomas… Eu sou de um país de merda!”, escreveu Nyadow Chol, uma estudante de medicina do Sudão do Sul, cujo tuíte viralizou.

“(Trump) se referiu a nós como se nós não tivéssemos muito a oferecer à sociedade norte-americana. Eu queria que o meu tuíte permitisse que outros imigrantes se pronunciassem”, disse à Thomson Reuters Foundation.

Trump tem assumido um posicionamento forte contra a imigração, tentando limitar a entrada de refugiados, anular proteções para pessoas levadas para os Estados Unidos ilegalmente quando crianças e impedir a entrada no país de cidadãos de alguns países de maioria muçulmana no Oriente Médio e na África.

Algumas pessoas usaram a hashtag #IAmFromAShitholeCountry (Eu sou de um país de merda) no Facebook e no Twitter para expressar o orgulho que sentem de sua nacionalidade.

Fonte: Reuters

 

20 Comments

  1. Claudio Moreno says:

    Cada povo tem o mandatário que merece. Este senhor, ainda será será culpado de muito sangue americano derramado, por causa de suas declarações impensadas.
    A política dele não tem refletido isto para com os tais países de “merda” mas o que ele fala, infelizmente para os americanos tem mais peso.

    Lamento que aquele grande nação com um sistema judiciário ótimo esteja vivendo esses dias.

    CM

  2. “…e indicou que prefere abrir as portas a imigrantes procedentes de países como a Noruega.”

    —————————————————————————————————————

    kkkkkkkkk!!!! Só esqueceu de perguntar se eles querem! O que um norueguês teria na cabeça para largar seu ótimo e pacifico país para morar em um lugar violento, cheio de gente ignorante, que possuem um governo corrupto exportador de tragédias como o EUA, e que ainda por cima é comandado por um asno que nem sabe onde fica a Noruega?!

  3. Luiz B Santos says:

    É lamentável um presidente ter esse tipo de postura e falar tanta besteira. É o tipo de arrogância americana e um incentivo ao racismo com esse tipo de declaração. O Haiti é pobre em recursos naturais e os americanos não se interessam por países assim. Pra eles o país e o povo não vale nada.

  4. Olha, pior presidente dos Estados Unidos de todos os tempos.

    Mas, tudo bem, está dentro do período de estágio do dito cujo.

    Quem sabe no final do mandato ele não melhora um pouco.

    Talvez fique mais humano e sociável.

  5. A Máquina Troll says:

    “Em nosso século, o “grande homem” pode ser ao mesmo tempo, uma besta!”

    Nelson Rodrigues

  6. A Máquina Troll says:

    estes são os nossos irmãos e amigos do norte…com a “parceria” deles com as nossas riquezas e patrimônios agora sim finalmente chegaremos ao primeiro mundo…… 😀

  7. Engraçado que eu tenho o mesmo sentimento pelos Americanos! Povo de merda, racistas ,covardes,pregam a paz Mas,desestabilizam nações do pelo comércio de armas

  8. Pingback: Plano Brasil – Indignação mundial após comentário de Trump sobre Haiti, El Salvador e africanos

  9. César Pereira says:

    O bom disso tudo, é que muitos que douravam a pílula a respeito do Trump, não terão argumentos agora !
    Trump pôs pra fora a verdadeira opinião da maioria da elite dos EUA, isso é oque eles pensam a respeito de alguns países e pessoas do Terceiro Mundo !
    O Bush filho era um saco, mas esse Trump é um Merda !

    • “Trump pôs pra fora a verdadeira opinião da maioria da elite dos EUA”.

      Exatamente isso, e tem gente que ainda cultua essa gente por essas bandas.

    • A Máquina Troll says:

      mas é isso que tento dizer a anos por aqui….aqui tentam subversivamente nos doutrinar a adotar um cego e incondicional alinhamento a esta gente em detrimento de nossa nação e aos interesses dela…que nos conformemos em ser uma republiqueta de bananas capacha, submissa e subserviente de nações estrangeiras que não tem nenhuma outra intenção a não ser nos explorar e nos manter na correia…é assim como nos veem…como uma gentinha pária, ralé e inferior…nos querem apenas para nos explorar e nos manter na correia…explorar a nossa nação e espoliar todas nossas riquezas e patrimônios até não sobrar mais nada que seja do interesse deles, como fizeram na África e ainda fazem até hoje em algumas regiões de lá……

      Rammstein – Sonne :

      https://www.youtube.com/watch?v=StZcUAPRRac

    • A Máquina Troll says:

      “Nosso inimigo todos sabem quem é, mas fingem acreditar que ele é nosso amigo!”

      jose luiz esposito

  10. A Máquina Troll says:

    toda semana é uma noticia de alguma coisa estúpida e imbecil que este sujeito disse ou fez…rs….

  11. O presidente Trump foi racista em seu comentário, jamais ele deveria ofender esses países. É triste. O pres. Trump deveria dar o exemplo e não pregar o racismo entre as nações como o Haiti e nações africanas. Já chega os EUA ajudarem os terroristas do Isis na Síria. É uma vergonha.

    • A Máquina Troll says:

      é cultural desta gente esse comportamento…é algo que já é da cultura dessa gente…na cultura deles é passado que povos de outras raças e culturas são inferiores…insetos ou lixo desprezíveis…e eles criaram aquele esquadrão de mercenários pra destruir tudo e exterminar civis inocentes mesmo …foi um esquadrão da morte montado mesmo com o intento de fazer atrocidades com mulheres e crianças Sírias….porque para eles aquele povo são nada ou ninguém……são escoria…eles não se importam…

      Soldado dos EUA humilha grupo de crianças no Afeganistão :

      https://www.youtube.com/watch?v=-SvhVF0aXdk

  12. jose luiz esposito says:

    Espero que o TIOZINHO consiga mais TRUMPs na Presidência , assim acelera mais ainda a sua Desgraça , uma Dádiva para o Mundo e uma Graça para o Brasil, cessaria aqui a Vassalagem de nosso Governo e Militares desde 1889 , notadamente do Exercito que pediu ajuda a eles para não ser Apeado do Poder entre 1893/94 !!

  13. shithole e o cu. Em dizendo que Haiti e Africa e o buraco por onde o resto do mundo evacua sua merda e levando em consideracao que o que Haiti e Africa tem em comum e que a maioria de suas populacoes sao de cor preta Trump deixa entendido que ele considera outros paises onde existe uma forte porcentagem de descendentes de africanos como sendo o cu do mundo. E como eles pensam do Brasil tambem. Brasil sendo o cu e seu povo, suas elites incluidas, politicos, juizes, generais apenas um monte de bosta, a pile of fetid turd.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com