Defesa & Geopolítica

Quando o helicóptero russo Mil Mi-28A Havoc foi avaliado pela Suécia

Posted by

Mi-28A e Leopard 2A4(Strv 121) na região de Boden

Por TigerShark

O exército sueco (Svenska armén ) durante a década de 1970, conduziu diversos testes para um veículo contra blindados, porem os testes na época se mostraram insatisfatórios. Na década seguinte, o exército precisava cobrir a lacuna na sua força de helicópteros. Foi decidido em julho de 1984 adquirir algumas unidades do Bo-105 alemão equipado com o sistema Emerson Heli-TOW, o míssil BGM-71 TOW(Rb 55) era instalado em tubos nas laterais do helicóptero. Entre os anos de 1987 e 1989 todos os 20 helicópteros foram entregues. Enquanto os B0-105CBs (Hkp 9) estavam começando a ficar operacionais, o exército sueco já estudava um novo programa para implementação de helicópteros de ataque. No começo os cotados eram o AH-1W Super Cobra Cobra, A129 Mangusta e AH-64A Apache, mas com o andar da década de 90 e com o fim da URSS, novos vetores foram surgindo. Em 1995 os finalistas foram escolhidos, eram eles: o norte-americano AH-64A apache, o russo Mi-28A Havoc e o  EC665 Tiger europeu

Mi-28 dando um passada em baixa altitude. Créditos : Lars Igelström

Os testes com o Mi-28A Havoc e suas conclusões

Em 1995, os pilotos suecos treinados em Moscou voaram como operadores de sistemas de armas durante os testes, estes testes geraram um extenso relatório sobre as capacidades do Mi-28A. O Havoc contabilizou mais de 30 horas de voo com uma alta taxa operacional com um único veículo sendo usado.
O helicóptero foi classificado como altamente resistente e com boa proteção balística para a tripulação. A avaliação concluiu que o sistema de observação funcionava bem e era fácil de usar, mesmo nas mãos de uma tripulação inexperiente, o helicóptero foi considerado robusto e confiável, adequado às condições de campo. O armamento utilizado foram os mísseis 9K114 shturm e 9M120 Ataka, o canhão 2A42 de 30mm também foi testado. O resultado foi bom e surpreendentemente repetível, mas questões sobe o padrão de qualidade de produção russa foi levantada. Também se verificou a carência de sistemas de combates noturnos na versão inicial do Mi-28A.

Créditos : Lars Igelström

O programa foi finalizado sem nenhum vetor escolhido, o Apache foi considerado o favorito com mais de 90 horas de voo enquanto conduzia diversos tipos de testes, mas não foi escolhido por simplesmente o governo sueco diminuir o tamanho de sua força e gastos militares no início dos anos 2000. Apesar de não ter tido um vencedor o programa foi um de um alto valor de aprendizado ao exército sueco, foi a única vez que eles realmente tiveram uma real noção de como é operar um veículo deste tipo.

Créditos : Lars Igelström

Créditos : Lars Igelström

Acesse a Pagina Veículos de Combate no Facebook

2 Comments

  1. Meu sonho ver essa máquina mortífera na aviação do EB.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com