Defesa & Geopolítica

Plano Brasil/MB e USN/Relações Bilaterais (Parte 04)/Análise: “Sobre as Estruturas Organizacionais e suas diferenças entre as duas Marinhas de Guerra, do Brasil e dos EUA”

Posted by

 Autor: Gérsio Mutti

NOTA DO PLANO BRASIL, por Gérsio Mutti: Plano Brasil/MB e USN/Relações Bilaterais (Parte 04)/Análise: “Sobre as Estruturas Organizacionais e suas diferenças entre as duas Marinhas de Guerra, do Brasil e dos EUA”.

 

 

Foto 01: Marine Forces South (@MARFORSOUTH)

 

 

 

Concepção do Ministério da Defesa dos EUA (Pentágono): O edifício do Ministério da Defesa dos EUA foi concebido como sendo uma figura geométrica de cinco lados ( Pentágono – https://pt.wikipedia.org/wiki/For%C3%A7as_Armadas_dos_Estados_Unidos ) pelo fato das Forças Armadas Americanas serem constituídas da Marinha de Guerra (USN), Corpo de Fuzileiros Navais (Marine Corps), Exército Americano (US Army), Força Aérea dos EUA (USAF), e Guarda Costeira dos EUA (US Coast Guard).

Se adentramos na formação militar naval vigente na Academia Naval dos Estados Unidos, Maryland, USA ( United States Naval Academy – USNA – https://pt.wikipedia.org/wiki/Academia_Naval_dos_Estados_Unidos  + https://www.usna.edu/homepage.php ) e, também, na formação militar naval da Escola Naval (EN), Ilha de Villegagnon, Rio de Janeiro, Brasil  (https://pt.wikipedia.org/wiki/Escola_Naval_(Brasil) + https://www.marinha.mil.br/en/ ), visto que na disciplina de Língua Inglesa há a presença de um Oficial da USN para ministrar assuntos de marinharia militar naval e cultura militar naval, que em se tratando de tradições marinheiras são praticamente comuns, concluiremos que dentre essas cinco instituições militares americanas que constituem as Forças Armadas dos EUA, a ocupação do Edifício do Pentágono está distribuída na seguinte proporção:

1) 3/5 dos lados do polígono derivam da mentalidade marítima ou tradição marítima (USN, Marine Corps e US Coast Guard). A Marinha dos EUA (USN) e o Corpo dos Fuzileiros Navais (Marine Corps) foram criados em 1775. A USN tem um efetivo de 325.802 militares e opera em Ações Navais de Combate, Transporte e Logística nos mares mundo afora, mas mantém também equipes como os Seals, Grupo de Elite da Marinha para missões especiais em mar, terra e ar. O Marine Corps tem um efetivo de 184.427 militares. Ligados à Marinha, os “Marines” operam de forma independente na área de conflito como Infantaria e Força Tática em combate envolvendo às Forças Armadas. A Guarda Costeira dos EUA (US Coast Guard) foi criada em 1915 e tem um efetivo de 42.042 militares. A sua Função Constitucional é de “Proteger Vidas e Interesses do País” em mares, lagos e rios. Possui no seu inventárionavios, barcos, helicópteros e aviões para impedir contrabando e outros crimes, e resgata embarcações diversas;

2) 1/5 do lado do polígono deriva da mentalidade terrestre ou tradição terrestre (US Army). O Exército dos EUA (US Army) foi criado em 1775 e tem no seu efetivo 471.513 militares. É o maior contingente das Forças Armadas, operando em Defesa, Segurança Nacional e Combates fora dos EUA. Integra ainda Missões de Pacificação e atua em Locais de Desastres; e

3) 1/5 do lado do polígono dirá respeito a (USAF). Fundada em 1947, tem no seu efetivo 323.222 militares. Suas principais áreas são Combate Aéreo, Ataques Preventivos, Logística e Transportes. Atua ainda na Frente Cibernética, e, hoje, é a Força Militar que cuida dos Assuntos Espaciais.

Isso explica do porquê foi escolhido a figura geométrica de um pentágono, cujo projeto foi concebido e executado no Governo Roosevelt ( https://pt.wikipedia.org/wiki/Franklin_Delano_Roosevelt ).

No caso da USAF por ser uma arma oriunda de uma invenção tecnológica do Século XX, por tanto algo muito recente, ainda não há por assim dizer uma tradição militar que possa rivalizar com as tradições das Marinha de Guerra (USN) e do Exército (US Army) que são mais do que centenárias nos EUA, e milenares em relação a História Militar do Mundo Ocidental.

Na Parte 01, texto bilíngue, da presente coleção de matérias, na tradução e adaptação para o Plano Brasil, nos dois primeiros parágrafos esse problema veio à tona como podemos analisar abaixo:

Texto Inglês, Primeiro e Segundo Parágrafos:

RIO DE JANEIRO, Brazil (NNS) — Chief of Naval Operations (CNO) Adm. John Richardson visited Brazil, July 31 – Aug. 1, where he met with Brazilian navy leadership, discussed deepening the US-Brazil naval partnership and gave remarks at the Brazilian Naval War College.

During the visit, CNO also met with his Brazilian counterpart, Adm. Eduardo Bacellar Leal Ferreira, commander of the Brazilian navy, to seek opportunities to expand their naval partnership and increase interoperability through officer exchange programs and combined operations.

Texto em Português do Brasil, Primeiro e Segundo Parágrafos:

RIO DE JANEIRO, Brasil (NNS 180802-05) – Chefe de Operações Navais (CNO), Almirante John Richardson visitou o Brasil de 31 de julho a 1º de agosto, onde se reuniu com o Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, para discutir um maior aprofundamento da parceria naval EUA-Brasil e também proferiu uma palestra aos alunos da Escola de Guerra Naval.

No encontro com o Comandante da Marinha do Brasil, AE Leal Ferreira, o CNO da USN, Almirante Richardson, tratou de buscar oportunidades de ampliar a parceria naval e aumentar a interoperabilidade por meio de Programas de Intercâmbio de Oficiais e Operações Combinadas.

 

Como pode-se analisar o CNO da USN, Almirante John Richardson no primeiro parágrafo se dirigiu à liderança da MB, pois nos EUA esse cargo, que é eminentemente político, é ocupado por um civil que vem a ser o Secretário da Marinha dos EUA e o seu Gabienete fica no Pentágono.

 

Na data de 1º de julho de 2018 publiquei a seguinte matéria:

Plano Brasil/MB/CEMA/Análise: “Ordem do Dia Nº 2/2018 do Chefe do Estado-Maior da Armada (CEMA) publicada no BONO Especial Geral Nº 497/2018. Assunto: Mostra de Armamento do Porta-Helicópteros Multipropósito (PHM) Atlântico A 140”

http://www.planobrazil.com/plano-brasil-mb-cema-analise-ordem-do-dia-no-2-2018-do-chefe-do-estado-maior-da-armada-cema-publicada-no-bono-especial-geral-no-497-2018-assunto-mostra-de-armamento-do-porta-helicopteros/ ),

onde no primeiro parágrafo consta o seguinte: “Na Marinha do Brasil (MB), o CEMA, vem a ser o Oficial-General, no posto de Almirante de Esquadra do Corpo da Armada, mais antigo no Serviço Ativo da Marinha (SAM). Assim, na hierarquia militar da MB acima desse posto está somente o Comandante da MB que é um cargo político.

Os Oficiais-Generais do Corpo da Armada no posto de Almirante-de-Esquadra, ao serem convidados pelo Presidente da República para assumirem o posto de Comandante da MB, são imediatamente passados para a Reserva Remunerada (RRm).”

Estrutura Organizacional da MB: https://www.marinha.mil.br/content/estrutura-organizacional )

Na Estrutura Organizacional da Marinha dos EUA há uma “Equipe de Comando que Comanda a Marinha dos EUA” constituída pelos Secretário da Marinha (Secretary of the Navy), Comandante de Operações Navais (Chief of Naval Operations (CNO)) e o Comandante do Corpo de Fuzileiros Navais (Commandant of the Marine Corps).

Essa Estrutura Organizacional está centralizada no Edifício do Pentágono.

No Organograma da Marinha dos EUA, os Cargos encontram-se distribuídos hierarquicamente de cima para baixo na seguinte ordem:

Secretary of the Navy (Secretário da Marinha) – Cargo Civil (Escolha Convite Presidencial);

 

USN – Chief of Naval Operations (CNO) da US Navy (USN) – Cargo Admiral (Oficial General de Quatro Estrelas da Ativa); e

 

Marine Corps – Commandant of the Marine Corps – Cargo Lieutenant General (Oficial General de Quatro Estrelas da Ativa).

Na Estrutura Organizacional da Marinha dos EUA o Chief of Naval Operations (CNO) do seu Gabinete comanda os seguintes subordinados:

1) Os Vice-Chefes de Operações Navais e os respectivos Chefes Assistentes de Operações Navais;

2) O Chefe de Assuntos Legislativos; e

3) Várias Diretorias, dentre as quais, a Diretoria de Inteligência Naval, e a Diretoria de Assuntos Nucleares Navais; e

4) Etc.

O Diretor do Programa de Propulsão Nuclear Naval é um Cargo Exclusivo a ser ocupado por oito anos e foi concebido pelo Almirante Hyman G. Rickover ( https://pt.wikipedia.org/wiki/Hyman_Rickover ).

Estrutura Organizacional da Marinha dos EUA (USN Organisation of the CNO Office): https://en.wikipedia.org/wiki/Chief_of_Naval_Operations#/media/File:US_Navy_Office_of_Chief_Naval_Operations_Org_Chart.png )

Estrutura Organizacional Departamento de Defesa dos EUA, fundado em 18 de setembro de 1947

Acima do Secretário da Marinha está o Secretário da Defesa e acima deste o Presidente dos EUA, que vem a ser o Comandante em Chefe das Forças Armadas dos EUA.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com