Defesa & Geopolítica

Pela primeira vez na história, Irã ataca diretamente Israel. O que vem por aí

Posted by

Israel acusa Irã de disparar 20 foguetes contra colinas de Golã. A apreensão chegou ao ponto mais alto dos últimos 12 anos

Da Redação, com Washington Post e Folhapress

O sistema de defesa israelense Iron Dome (Domo de Ferro), projetado para interceptar e destruir foguetes de curto alcance e projéteis de artilharia, perto da fronteira síria nas colinas de Golã, em 9 de maio de 2018.  | JALAA MAREY/AFP

O sistema de defesa israelense Iron Dome (Domo de Ferro), projetado para interceptar e destruir foguetes de curto alcance e projéteis de artilharia, perto da fronteira síria nas colinas de Golã, em 9 de maio de 2018.  JALAA MAREY/AFP

Israel acusou forças iranianas baseadas na Síria de terem disparado 20 foguetes contra bases militares israelenses nas colinas de Golã nesta quarta-feira (9; quinta-feira no horário local). Ninguém ficou ferido no lado israelense. Segundo o Exército de Israel, os danos foram “limitados” e o ataque foi retaliado.

Um porta-voz militar israelense disse que os foguetes foram disparados pela força Quds do Irã, uma unidade de forças especiais afiliada à Guarda Revolucionária do Irã, marcando a primeira vez que as forças iranianas dispararam diretamente contra tropas israelenses.

Do monte Bental, nas colinas de Golã, o porta-voz do Exército israelense, tenente-coronel Jonathan Conricus, apontou para onde disse que um lança-foguetes iraniano havia disparado contra Israel logo após a meia-noite. “Ficou muito claro o que os iranianos estavam fazendo, atacando Israel de solo sírio”.

Leia maisOs negócios que devem ser cancelados com a saída dos EUA do acordo nuclear com o Irã

Os disparos seriam retaliação ao ataque de terça (8), atribuído a Israel, contra bases do Irã na Síria. Segundo a imprensa síria, 15 militares morreram, oito deles iranianos.

Houve também explosões em Damasco no fim da madrugada, e sirenes do sistema antiaéreo do regime de Bashar al-Assad foram ouvidos toda a noite. Ativistas sírios afirmaram se tratar de ataques de Israel a alvos na região da capital da Síria.

Os donos das centenas de pousadas espalhadas pelas colinas de Golã — anexada por Israel em 1981 e que faz fronteira com Síria, Líbano e Jordânia — já começam a contabilizar o prejuízo com os cancelamentos causados pela tensão crescente. Em vez de filas de ônibus de turismo, era mais fácil identificar, nesta quarta, comboios de veículos militares.

O Exército de Israel deslocou para Golã dezenas de tropas e tanques, além de baterias do sistema de defesa antiaéreo Iron Dome (Domo de Ferro) e de 70 abrigos antiaéreos de concreto.

Resposta israelense

O Exército israelense disse nesta quinta-feira (10) que bombardeou dezenas de instalações militares ligadas ao Irã na Síria.

O Exército disse em um comunicado que seus caças tinham como alvo os pontos de inteligência e logística iraniana em Damasco, bem como armazéns de munição, postos de observação e militares.

Israel atacou 70 locais ligados ao Irã na Síria. “Este foi de longe o maior ataque que fizemos contra locais iranianos”, disse o porta-voz do Exército israelense, tenente-coronel Jonathan Conricus.

As defesas antiaéreas sírias também foram atingidas depois que dispararam contra os jatos israelenses, reconheceu ele.

Falando na conferência anual de Herzliya na manhã de quinta-feira, o ministro da Defesa de Israel, Avigdor Liberman, disse que a posição de seu país é clara: “não permitiremos que o Irã torne a Síria um posto de linha de frente contra Israel”.

O porta-voz do exército Brig. O general Ronen Menalis também disse que Israel ainda poderia fazer muito mais se quisesse.

“O que fizemos esta noite é apenas a ponta do iceberg da capacidade do Exército israelense”, disse ele na manhã de quinta-feira na Rádio do Exército de Israel.

Tensão entre os moradores

A apreensão chegou ao ponto mais alto dos últimos 12 anos. Na terça, o Exército emitira um alerta para que as autoridades abrissem todos os bunkers a fim de que os 47 mil moradores da região (metade judeus, metade drusos) pudessem se abrigar em caso de ataques aéreos.

“Está tenso aqui”, disse Yafit Ochaion, moradora de Katzrin, a maior cidade da região, com 7.000 habitantes.

Leia maisAcordo nuclear com Irã ‘não está morto’ para lideranças europeias

Para outros, a ameaça dos vizinhos é uma constante: “Estou há 32 anos aqui e já estou acostumado. Os bunkers estão sempre abertos”, disse o agricultor Amir Duvdevani, do vilarejo de Alonei Habashan.

A orientação oficial se aplicava apenas a Golã, mas alguns prefeitos da Alta Galileia também abriram bunkers.

Implicações

A crescente presença iraniana na Síria foi discutida entre o presidente russo, Vladimir Putin, e o premiê israelense, Binyamin Netanyahu, que viajou para Moscou para participar da parada militar em comemoração ao 73º aniversário do Dia da Vitória sobre os nazistas.

Ninguém duvida que a fricção entre Israel e Irã na fronteira com a Síria esteja apenas começando. Mas o consenso não é o mesmo quando se trata da retirada dos EUA do acordo nuclear com o Irã, anunciada pelo presidente Donald Trump na terça.

A manchete do jornal Israel Hayom, alinhado a Netanyahu, foi só elogios: “Os EUA retomaram sua grandeza”. O colunista Amnon Lord comparou a medida à recusa do ex-presidente americano Ronald Reagan, em 1986, de negociar com o ex-líder soviético Mikhail Gorbachev, influenciando no colapso da União Soviética, três anos depois.

Leia maisTrês acordos internacionais abandonados por Donald Trump

Já o jornal Haaretz, de esquerda, disse que o retorno das sanções “só aumenta o risco de conflito na região”.

“Uma diplomacia que se baseia em não honrar acordos não consegue muito. A curto prazo, o Irã sofrerá. Mas a longo, a retirada não afasta o perigo da bomba iraniana”, escreveu o influente jornalista Ronen Bergman.

A tensão na fronteira norte se une ao nervosismo na fronteira sul, que começou há cerca de um mês e deve alcançar seu auge nos próximos dias.

Na segunda (14), acontece a transferência oficial da embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém. São esperados confrontos na fronteira com Gaza e em Jerusalém. No dia seguinte, os palestinos vão marcar os 70 anos da “Nakba” (a “tragédia”), como classificam a criação do Estado de Israel.

Escalada

Israel e Irã estão em rota de colisão na Síria, já que Israel, determinado a não deixar o Irã expandir sua presença militar na Síria, atingiu a fronteira pelo menos 100 vezes durante a guerra, estendendo seus alvos de supostos comboios de armas a bases militares ligadas ao Irã. O Irã prometeu retaliação após sete de seus soldados terem sido mortos por um ataque aéreo israelense em abril.

Analistas dizem que após a saída dos EUA do acordo nuclear, o Irã passou ter menos a perder com a retaliação, e a medida aumentou o peso interno dos radicais da República Islâmica que desejam mostrar força.

“A retirada dos EUA acelerou a escalada entre Israel e Irã”, disse Ofer Zalzberg, analista do International Crisis Group. “O Irã enfrenta menos contenção em termos de tempo para uma retaliação”, disse ele, acrescentando que o Irã provavelmente estava esperando pela decisão dos EUA antes de formular seu próximo passo.

Leia maisTrump diz que EUA não se envolverão em “acordos vazios”

O forte apoio de Teerã ao presidente sírio, Bashar al-Assad, permitiu que as forças do país se estabelecem na Síria, mas a mídia iraniana minimizou o papel de Teerã, descrevendo tudo apenas como um confronto entre Israel e a Síria.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, um grupo de monitoramento, disse que mortes são esperadas, embora não tenha fornecido um número.

Cerca de 62% dos israelenses acham que uma guerra é iminente, de acordo com uma pesquisa encomendada na quarta-feira pelo canal de notícias israelense Hadashot.

O que esperar do Irã

“O Irã vai retaliar através de aliados, mais cedo ou mais tarde, contra locais militares israelenses no norte”, disse Gary Samore, ex-coordenador da Casa Branca para o controle de armas e armas de destruição em massa, em uma conferência de segurança em Herzliya, Israel.

Mas ele disse que nenhum lado está interessado em um conflito de grande escala, e há um debate no Irã sobre como proceder. Ele disse que o presidente iraniano, Hassan Rouhani, quer evitar o confronto porque está tentando preservar o acordo nuclear com as potências mundiais.

Leia maisO que é o acordo nuclear com o Irã e por que ele é criticado?

Rouhani disse que seu governo continua comprometido com um acordo nuclear com a Europa, Rússia e China, apesar da decisão dos EUA de se retirar, mas também está pronto para aumentar o enriquecimento de urânio se o acordo não produzir mais benefícios.

Israel lança dezenas de mísseis contra bases iranianas na Síria

Fonte: Gazeta do Povo

158 Comments

  1. Presidento Lula says:

    Os caras ainda tem capacidade de falar que 70% dos tomahawks foram abatidos.

    Cade a cobertura desse pantsir? ainda mais num dia em que deveriam estar em alerta extremo?

    É senhores, como sempre dizem, podem falar o que quiser, mas sempre apare uma foto ou um video pra desmentir tudo depois.

    https://www.youtube.com/watch?v=Z3wANsgkbOo

    • Rafa_positron says:

      Mas quem deteve os misseis Tomahawks foram os S200 modernizados.. não foram os PANTSIR

      E o pantsir atacado estava claramente sem operador…

      O que eu não entendo, é como é que um militar deixa um sistema desligado e corre pra dentro quando vê o missel se aproximando

      enfim….

      • Cegueira espiritual, confiam profundamente que o GRANDE vai intervir para ajuda-los, basta ver os vídeos gravados por eles , ouvir os gritos , é perceber que possuem este calcanhar de Aquiles !

      • César A. Ferreira says:

        Os S-200 não detêm misseis de cruzeiro devido as suas características, apenas em um tiro de muita sorte podem fazê-lo.

        A defesa contra munições, notadamente contra mísseis cruise está sendo realizada pelos Pantsyr S-1 e BuK da Defesa AA do EAS.

        • Rafa_positron says:

          Então eu me enganei

          • HMS TIRELESS says:

            Seu engano é plenamente justificável Rafa! Contudo, o “dono da bola” (embora seja o maior sabe nada dos blogs, fóruns e sites de defesa e geopolítica) lamentavelmente se achou no direito de bancar a palmatória em cima de você.

    • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

      Foi só darem um notebook pro PRESODENTRO que ele danou a saldar a mandioca na net… 🙂

    • César A. Ferreira says:

      Caríssimo sabe nada…
      A IDF AF saturou a área de defesa daquela unidade com mais de 140 mísseis ar-superfície. A unidade foi colhida desmuniciada, aguardando suporte e remuniciamento quando foi alvejada, por oportunidade, por um drone que chocou-se com o veículo em sua cabine, fazendo uso de energia cinética, sem carga explosiva, como se viu nas fotos posteriores. Isto significa que o veículo e o shell do sistema será reparado e voltará a ativa.

      • HMS TIRELESS says:

        Aproveita e explica para os demais comentaristas o porquê da bateria de Pantsyr não estar em uma posição camuflada e protegida, especialmente no momento em que encontrava-se à espera de remuniciamento…..

        Depois, explique também por que motivo ela estava situada na cabeceira da pista da base aérea em uma posição tal que o drone israelense, se quisesse, poderia até tirar um selfie da mesma ante de atingi-la….

        Ah! O drone suicida IAI Harop possui uma ogiva explosiva de 15kg (outras fontes dizem ser 23kg) cujo impacto faz um bom estrago, o que condiz com a foto da referida bateria, que teve o seu módulo de comando totalmente destruído.

  2. HMS TIRELESS says:

    A reação de Israel ante ao ataque desferido pelas forças a mando da ditadura teocrática e fascista iraniana foi nada menos que contundente e devastadora. Na noite de quarta a força Quds da Guarda revolucionária iraniana disparou 20 foguetes contra o Golan sendo que 4 foram interceptados pelo sistema Iron Dome (que mais uma vez mostra sua eficácia) ao passo que 16 caíram em território sírio. Em resposta as forças israelenses, especialmente a Heyl Ha’Avir, desfecharam um contundente ataque contra as infraestruturas iranianas em território sírio que atingiram depósitos de armas, instalações logísticas e centros de inteligência, matando 18 combatentes estrangeiros (ao que tudo indica iranianos).

    De igual também as defesas anti-aéreas sírias sofreram um duro golpe tendo sido atingidas ao menos 5 baterias de mísseis e, segundo uma fonte do país árabe, também um radar teria sido posto fora de ação. Aliás, esse vídeo interessante mostra uma bateria de Pantsir S-1 sendo destruída:

    https://twitter.com/IDFSpokesperson/status/994625305007607813?s=19

    Segundo analistas internacionais o ataque israelense, o de maior magnitude desfechado na Síria em tempos recentes, representou um revés significativo para as pretensões iranianas. Segundo o Ministro da Defesa israelense Avigdor Lieberman praticamente todas as instalações iranianas foram atingidas no ataque.

  3. Israel ataca primeiro e dspois ficado chorando quando é atacado.
    A presença do Irã na Síria não representa perigo nenhuma para Israel, porque nenhuma vez Irã atacou Israel. Irã só respondeu depois de vários ataques de Israel que deixou dezenas Iranianos mortos.
    Acho que os que se consideram escolhidos tem que abrir a mente para a paz e diplomacia. Esses que se dizem escolhidos acham que a guerra é solução para tudo.

    • HMS TIRELESS says:

      Você abre a mente para a paz e a diplomacia quando o outro lado está igualmente disposto. Não é o caso dos iranianos que diuturnamente ameaçam destruir Israel. Diante desse fato seria muita irresponsabilidade dos políticos e militares israelenses fechar os olhos para a presença iraniana na Síria.

      Por fim Israel não ficou “chorando” e sim atacou! E atacou com tal contundência destruindo todas as infraestruturas iranianas na Síria que irá demorar meses para o regime fascista iraniano retomar a capacidade que tinha ali antes. Isso, é claro, se Israel não atacar os comboios de armas e a reconstrução das infraestruturas.

      • Everton Rocha says:

        Cara, você é o mais mala sem alça sem noção desses blogs militares. O fato dos adm não bloquearem teu ip estrangula o nível do debate. Pq não faz um favor à coletividade e vaza. Tipo, umas férias em Jerusalem…

        • HMS TIRELESS says:

          A indigência da sua resposta diz exatamente quem você é! E a verdade é que seu problema é ser portador de uma indigência intelectual atroz…

        • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

          Cara… se tu pagar pra mim umas férias em Jerusalém eu aceito na hora… é o único lugar do OM onde se pode andar nas ruas sem ser molestado por ser ocidental… se o HMS não aceitar, me passe as milhas que já tô arrumando as malas… rsrsrsrssrsrsss… lugar muito bonito e bem cuidado… agora, se for te indicar um local adequado pra tipos mimosos como vc, indico o norte da Califórnia, na península de San Francisco… vc vai se sentir em casa… 🙂

    • Quatzy Iran nao atacou ninguem. Nem a Siria,isto nem as tropas de Assad. Uma das faccoes terroristas que lutam contra Assad, terrorists esses organizados pelos servicos de inteligencias dos EUA, Franca, Inglaterra, Israel, Arabia Saudista lancaram os misseis contra posicoes israelitas no Golam. Obviamente fizeramesses ‘ataques’ com todo o cuidado para que os misseis nao acertasse o alvo. Foi tudo organizado pelos israelitas e os norte americanos par dar pretexto para Israel atacar bases militares siria do presidente Assad. Capo di tutti capi Benjamin Netanyahu esta a fim de destruir o regime de Assad. Ele apos ter participado das celebracoes sobre o fim da Segunda Guerra Mundial e ter conversado com o capi Putin ele mandou seus terroristas sirios lancarem uns misseis proximos as bases israelita no Golan e dai veio a ordem para Israel atacar a Siria. Foi na mesma semana que ele mandou capi Trump retirar os EUA do Acordo Nuclear com o Iran, onde tambem ele quer uma mudanca de regime.

  4. A Rússia sorrir atoa quando um sistema e destruído….Sinal que vão vender mais…..

  5. Hilário Riso says:

    Parabéns a Israel, nenhum ataque deve ficar impune.

  6. Acho que o pantisir destruído era inflável,kkķkkkk, eu queria chamar atenção para algo interessante : notei que a primeira saraivada foi direcionada para os sistemas ÀA, ISSO explica o porquê de terem abatido 99% dos mísseis , kkkkk, é mesmo assim 100%dos alvos planejados terem sido destruídos !

    • É as desculpas continuam a se multiplicar , a mais utilizada deque o pantisir tava “desligado” para hora da oração ou estava aguardando munição, conseguiram perceber que a antena não girava , e que não havia munição ÀA, meu deus , por que tava sem munição? Se havia sido utilizada horas antes os caras deveriam estar atentos , pois estavam sub ataque , outra observação, feita por outros também : Este sistema não opera no automático? Ou estava inerte para evitar atirar nos s-200 que eram disparados das proximidades ? O SR RR poderia descer neste terreiro e tirar estas dúvidas. E por que Israel divulgou só este vídeo? Sabemos que teve mais kills.

      • César A. Ferreira says:

        Esse troll não tem vergonha! Apareceu como Tireless e agora como Casuar na mesma coluna de comentários!
        Cala a boca troll de merda!

        • Para de frescura , seja homem pelo menos na hora de enfrentar adversários , não querer admitir que há mais pessoas que não são imbecilidades como vc é ridículo!

          • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

            Ele representa a minoria que quer sempre gritar mais alto… essa época já passou… só ele não percebeu ainda… sai da casca do ovo da serpente, Cesar e pare de vitimismo…

          • César A. Ferreira says:

            Troll de merda, lixo de internet.
            Monte de bosta, não sabe nada.
            Esgoto de coluna de comentários.

          • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

            Surtou… Aprazolan nele… 🙂

  7. RICARDO L B says:

    São 2 teocracias pseudo democráticas, faixa de gaza o maior e mais duradouro campo de concentração da historia. São 2 assassinos por isso não se entendem. Que os Persas demulam pedra por pedra a Dimona. Aiatolás e Sionistas, as favas. o mundo estará melhor sem ambos.

  8. Rafa_positron says:

    Só acho que essa é a hora de todo mundo esfriar os nervos

    Israel pode muito bem usar o Putin como um canal de comunicação….

    Num caso de guerra total, o Irã venderia caro demais uma derrota….. Israel não deve pagar pra ver…. ninguem sabe oq vem por ai

    E ainda tem outro fator: O Egito se armou largamente nos ultimos tempos… Desta vez eu creio que a guerra não duraria só seis dias….

    Só tenho pena do povo judeu… coitados… desde a escravidão no Egito, passando pelo governo romano até chegar à mão pesada no nazismo…. povo vive de sofrimento….

    enfim….

    • Patético este pateta mortadela .

    • A Máquina Troll says:

      “Rafa_positron
      11 de Maio de 2018 at 21:48”

      hoje a nação de Israel está sendo confrontada com seu antigo pecado…com o pecado que cometeu como nação….há quase 3500 anos o povo de Israel já estava na Terra Prometida…Deus havia cumprido tudo o que prometera a eles com relação à entrada na terra mas Israel recusou-se a ser o povo escolhido por Deus…negou-se a ser uma nação singular e diferente…e deixou de fazer Sua vontade…

      Deus identificou a razão mais profunda dessa rejeição ao dizer que o povo de Israel simplesmente não queria que Deus o governasse…rejeitaram abertamente as palavras de Deus ditas através de Moisés: “Porque sois povo santo ao SENHOR, vosso Deus, e o SENHOR vos escolheu de todos os povos que há sobre a face da terra, para lhe serdes seu povo próprio” (Dt 14.2). Que promessa tremenda! Israel deveria estar acima “…de todos os povos que há sobre a face da terra”…

      • jose luiz esposito says:

        A Maquina Troll , estou surpreendido contigo , acreditas no Conto da carochinha judaica da Biblia , montada por eles com parte de pensamentos de outras religiões , criando um Deus somente deles que os elegeu seu povo . Tu acreditas nesta fantasia ???

        • Vc acredita no conto utópico do Judeu de origem Karl Marx, e no conto do Tolts , kkklklk

          • kkk ignoramus felix est Marx, aquele judeu que escreveu que o problema Judeu desaparecera quando este se assimilar e deixar de ser judeu nao foi o originador do ‘conto utopico’ antes dele, Plato, Thomas Morus, Francis Bacon, Thomaso Campanela e outros cujo nome nao me vem a mente ja escreveram sobre a sociedade ideal, aquela sociedade que nao existe, onde todos sao iguais e nao existe o sistema de propriedade privada..

          • Kkklklk, Marx não é isso que se vê nas reuniões dos vagabundos do forosaopaulo, portanto ele sim habita as mentes ferais de trastes como vc !

          • Aliás eu disse que foi ele que criou o conto ?

          • Vc é péssimo piadista , prefiro piadas como : Lula já defecou 8 vezes na calcinha por causa da abstinência alcoólatra, kkkkk, faça uma visita e leve uma garrafa de 51 pra ele kkkkk, vc pergunta: como passar com a garrafa ? Respondo: Adivinha onde te sugiro esconder ? Kkkkkkk

      • A Máquina Troll says:

        “Não pensem que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada.”

        Mateus 10:34

        Jesus Cristo nesta passagem da Bíblia faz esta afirmação. O que vcs interpretam desta passagem?!. Que Jesus veio como um Messias da guerra para ser como Barrabás?!. Ler a Bíblia é uma coisa, já interpreta-la é outra bem diferente e mais complexa! Dai a necessidade de um estudo/entendimento sobre hermenêutica. Alguns vêem Jesus como “tudo de bom, paz e amor”. Sem dúvida Jesus quer paz e amor para com todos. Mas, nem todos querem a paz que vem só com o domínio de Deus. Muitos o querem como Salvador. Mas, para isso temos que aceitá-lo também como Senhor. É aí que começa a grande divisão. A partir do momento em que deixamos Jesus determinar nossas decisões e escolhas, o que faremos, para onde iremos, o que aceitaremos e o que rejeitaremos – começa uma separação. É inevitável que o conflito venha. Colegas, amigos, e parentes que se acostumaram com o velho eu – com escolhas, atitudes e ações de acordo com os padrões deles – vão entrar em choque com o novo eu, que só segue o que Jesus quer. Jesus não quer afastar ninguém. Ele queria que todos se aproximassem. Mas, a escolha que nós fazemos de seguir Jesus inevitavelmente é uma escolha para rejeitar os padrões e valores de homens. E isso os homens não gostam. Por isso Jesus pode dizer com toda franqueza que ele traz uma espada. Nas mãos de homens, frequentemente a espada tem sido para dominar e matar. Nas mãos de Jesus é para libertar e levar à vida. E a paz que Jesus traz é verdadeira e eterna.

      • A Máquina Troll says:

        Gênesis 21

        8 O menino cresceu e foi desmamado. No dia em que Isaque foi desma­mado, Abraão deu uma grande festa.

        9 Sara, porém, viu que o filho que Hagar, a egípcia, dera a Abraão estava rindo de Isaque,

        10 e disse a Abra­ão: “Livre-se daquela escrava e do seu filho, porque ele jamais será herdeiro com o meu filho Isaque”.

        11 Isso perturbou demais Abraão, pois en­volvia um filho seu.

        12 Mas Deus lhe disse: “Não se perturbe por causa do menino e da escrava. Atenda a tudo o que Sara lhe pedir, porque será por meio de Isaque que a sua descendência há de ser consider­ada.

        13 Mas também do filho da escra­va farei um povo; pois ele é seu descen­dente”.

        14 Na manhã seguinte, Abraão pegou al­guns pães e uma vasilha de couro cheia d’água, entregou-os a Hagar e, tendo-os colocado nos ombros dela, despediu-a com o menino. Ela se pôs a caminho e ficou vagando pelo deserto de Berseba.

        15 Quando acabou a água da vasilha, ela deixou o menino debaixo de um arbusto

        16 e foi sentar-se perto dali, à distância de um tiro de flecha, porque pensou: “Não posso ver o menino morrer”. Sentada ali perto, começou a chorar.

        17 Deus ouviu o choro do menino, e o anjo de Deus, do céu, chamou Hagar e lhe disse: “O que a aflige, Hagar? Não tenha medo; Deus ou­viu o menino chorar, lá onde você o deixou.

        18 Le­vante o menino e tome-o pela mão, porque dele farei um grande povo”.

        ~~

        “12 Mas Deus lhe disse: “Não se perturbe por causa do menino e da escrava. Atenda a tudo o que Sara lhe pedir, porque será por meio de Isaque que a sua descendência há de ser consider­ada.

        13 Mas também do filho da escra­va farei um povo; pois ele é seu descen­dente”.”

        O povo Judeu tem suas raízes em Isaque, filho de Abraão e Sarah…..E todos os povos Árabes, Muçulmanos, Xiitas, Sunitas(…) são ISMAELITAS…tem suas raízes em Ismael, filho de Abraão com Hagar….Ismael quer dizer “aquele a quem Deus escuta”….devido a conflitos entre Sarah e Hagar atribuídos a ciúmes com relação ao filho Hagar foge do acampamento de Abraão levando Ismael….ela retornaria mais tarde com a promessa de Deus de que seu filho seria também o pai de uma nação de muitos….de acordo com a Torah o judaísmo como religião nasceu com Abraão por ter sido ele o primeiro patriarca, o primeiro que fez sua aliança com Deus…Deus confirmaria a Abraão que este ainda seria pai de um filho de Sarah e ordena que todos os homens de sua casa fossem circuncidados e que, a partir daquele dia, todas as crianças do sexo masculino receberiam este sinal no oitavo dia após seu nascimento….Sarah concebe Isaque…que significa algo como rir ou risada, pois foi como Sarah recebeu a notícia de que teria um filho mesmo sendo estéril, dando risadas….

        “12 Mas Deus lhe disse: “Não se perturbe por causa do menino e da escrava. Atenda a tudo o que Sara lhe pedir, porque será por meio de Isaque que a sua descendência há de ser consider­ada.

        13 Mas também do filho da escra­va farei um povo; pois ele é seu descen­dente

        17 Deus ouviu o choro do menino, e o anjo de Deus, do céu, chamou Hagar e lhe disse: “O que a aflige, Hagar? Não tenha medo; Deus ou­viu o menino chorar, lá onde você o deixou.

        18 Le­vante o menino e tome-o pela mão, PORQUE DELE FAREI UM GRANDE POVO.”

        nos textos sagrados DEUS reconhece tanto o povo de Ismael quanto o povo de Isaque…ele reconhece que tanto de Ismael se faria um grande povo como deixa claro a Abraão que da descendência de Isaque também se faria um grande povo…o que significa que Deus deu origem a estes dois povos assim como a suas respectivas religiões…tanto o Cristianismo como o Islamismo e o Judaísmo foram obras de Deus….

        Não existe uma religião dona da verdade…Apenas existem pessoas com crenças que pensam diferente!…Todas as religiões são verdadeiras e levam a Deus…Todas as religiões são obras de Deus…Quem diz o contrario apenas o diz para ganhar ou manter status quo e dinheiro…apenas o diz por sectarismo….

  9. Enquanto isso no hell de janeiro , a Polessa cirviu faz reconstituições e ao mesmo tempo , Pessol. E pecedubesta agradecem o embuste.

  10. jose luiz esposito says:

    Vamos lá , as provas de que o IRÃ atacou , os SIONISTAS estão criando FALSA BANDEIRA para forçarem o TIO SATÃ os ajudarem em uma guerra com o IRÃ . Bem certamente o Pote pode ir a fonte várias vezes , mas quebrará um Dia , espero que o Tiozinho Jacó seja varrido da região , coisa que os Romanos não fizeram por completo , espero que quando o Pote quebrar seja de vez !

  11. Que comecem os jogos!

  12. Tanto se fala em Tomahawk abatidos, mas até agora, fora uma fotinha aqui e acolá de retalhos e carcaças retorcidas, não há uma evidência sequer que realmente sustente que tamanha quantidade de petardos americanos tenha sido realmente derrubada…

    É factível perdas para a AAA, mas não nessa escala, ainda mais para mísseis voando baixo, discretos e rápidos, que aproveitam o terreno como proteção ( diferente da “nudez” encontrada nos mares )…

    Independente de ser S-200 ou Pantsir, os ‘Tomies’ teriam que passar quase que por cima da AAA para serem atingidos nessas condições; quer dizer, dentro de um curtíssimo raio.

    Sobre o ataque ao Pantsir…

    Assumindo ter sido mesmo um ‘Harop’ o “autor”, podemos considerar que o UAV, no momento do ataque, estava alto e distante o bastante para que o retorno aos radares de vigilância móveis na área fosse essencialmente muito fraco/intermitente; sobretudo o Pantsir, que tem um sistema mais limitado ainda nesse sentido e depende de um DT apontando para o alvo para lograr acerta-lo.

    Somamos também uma poderosa interferência eletrônica a equação, tornando mais plausível um UAV passar incólume, mantendo uma órbita a grande altura e a uma distância tal em que o retorno aos radares seria muito prejudicado.

    E há um outro fator distinto, que pode constituir a possibilidade: podem ter “misturado” os UAV “suicidas” com iscas aerolançadas, num ataque coordenado.

    E uma combinação de todos esses fatores também pode ser levada a cabo como contribuintes para o fato em questão. Tudo isso junto até explicaria melhor porque um ‘Harop’ passou. E mesmo que não tenha sido um ‘Harop’ o autor ( e sim um míssil ‘Delilah’, como se especula ), ainda assim a analise vale.

    Em suma, o ‘Pantsir’ certamente foi vítima de uma ação de decaptação, que neutralizou a AAA por saturação. E o UAV teria sido plantado para pegar qualquer alvo de oportunidade.

  13. Continuando ( e ainda assumindo que foi um ‘Harop’ o autor ):

    O drone israelense possui um modo de operação anti-radar e outro óptico. E se foi operado por modo óptico ( assumindo que o Pantsir estava mesmo fora de operação ), então estamos evidentemente falando de unidades terrestres em bases próximas a fronteira, guiando o drone por entre as defesas sírias, que teoricamente são muito bem constituídas… E em sendo assim, então isso apenas mostra a excelência dos sistemas israelenses e, principalmente, o quanto o espaço aéreo sírio é vulnerável.

    Também não é possível mudar o fato de que o sistema de defesa sírio falhou como um todo, pois, em sendo verdade que aquela UT não estava em uso, ela deveria estar sendo coberta por outra, e a dita cuja deveria estar resguardada em área protegida e sob densa camuflagem.

    Chega a ser irônico… Um drone de algumas centenas de milhares de dólares, disparado por um soldado que custou alguns milhares de dólares para adestrar, destruiu um sistema SAM que custa, por baixo, uns US$ 30 milhões a unidade de tiro… Para refletir, de fato… E mais ainda a ação tendo ocorrido em um espaço aéreo tão pesadamente defendido como o sírio.

    Vale lembrar que o ‘Harop’, segundo divulgado, tem o RCS de uma ave de dimensões medianas, podendo passar despercebido por sistemas mais limitados. Em cenários como esse sírio, é uma arma ideal para manter forças SAM de cabeça baixa. Também abrem-se novas perspectivas, que podem eventualmente gerar uma nova quebra de paradigma. Ora… Se houverem drones de ataque que sejam baratos o bastante para serem adquiridos aos milhares, que possuam grande alcance, capacidade de “vadiagem” e sejam de difícil localização, e se possa opera-los de forma coordenada, então pode-se saturar um espaço aéreo com essas armas, virtualmente neutralizando uma AAA.

    • César A. Ferreira says:

      Este sistema SAM que custa milhões destruiu mais de 140 mísseis ar-superfície que custam por unidade milhares de dólares.
      Quer você queira, ou não, o conceito de uso de mísseis radio dirigidos para lidar com munições ar-superfície mostrou-se válido. O Pantsyr possui vetores muito baratos justamente devido a questão contábil. E neste presente caso, dado o volume do ataque efetuado pela IDF-AF, contabilmente, pende para a Defesa AA síria.

      Acho uma graça um argumento contábil que não leva em conta o custo elevado das armas guiadas ar-superfície, e as horas de voo dos vetores de lançamento…

      Vou além, o ataque efetuado de maneira oportunista por um drone logo após as ações principais, reflete que estes mesmos vetores principais falharam em suas ações.

      • HMS TIRELESS says:

        Cidadão, ninguém está aqui a afirmar que o Pantsyr é um sistema ruim! O que estamos a demonstrar de forma cabal é que em virtude do péssimo adestramento das equipagens sírias, que cometeram erros grosseiros, um drone de poucos milhares de dólares foi capaz de destruir uma bateria de milhões de dólares. Ponto para os israelenses e seu treinamento superior.

        Ademais, é bom colocar na conta os prejuízos sofridos pelo clero fascista iraniano tendo em vista que suas estruturas foram postas no chão.

  14. Agora… Independente do autor da destruição do sistema sírio, esse ataque faz refletir sobre certos detalhes acerca da concepção de um sistema AAA moderno…

    Como todos devem saber, o ‘Pantsir’ mantêm seus operadores na unidade de tiro ( UT ), expondo-os consideravelmente a um ataque.

    Daí que defesas que tem obrigação de serem estáticas em algum momento, devem, no meu entender, poder serem operadas remotamente, mantendo seus operadores a salvo em um habitáculo de operação independente.

    O ideal seria um sistema inteiramente modular, de preferência com UT e seu sistema diretor ( radar + optico ) operando distantes do radar de vigilância/aquisição, com os operadores isolados e a distância considerável de ambos, mantendo controle por wi-fi.

    Salvo melhor juízo, tipos ocidentais como o ‘SPYDER’, CAMM e o ‘Iron Dome’ já apontam nessa direção que expus acima, ao passo que o ‘Pantsir’, ao contrário, mantém numa única estrutura todos os sistemas essenciais a operação e seus operadores.

    Se por um lado o sistema russo oferece simplicidade ( é só baixar as sapatas e ligar… ) e todas as facilidades num só conjunto ( podendo operar de forma totalmente autônoma e isolada ), por outro expõe seus operadores e todo o conjunto a armas anti-radiação e outros tipos usados em SEAD.

  15. Senhores vejam a qualidade destas análises técnicas do RR, equilibrando e direcionando o debate !

  16. A Máquina Troll says:

    “Sabem o por que muitos países ocidentais (e alguns brazileiros) não gostam da Rússia e do Putin???
    Resposta: É por que a Rússia e o Putin os fazem sentir vergonha!”

    Adriano Corrêa 😀

    • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

      E desde quando latrino tem vergonha de alguma coisa, seu americano do sul terceiromundista ???… 🙂

    • Kkkkk, vergonha só se for de roubar , o Putin não tira dinheiro das estatais russas , ele pegou as estatais pra ele , ISSO deixa os ocidentrscorruptos vergonhados !

      • Equipe fascista a qualquer custo. Devem ser funcionários publicos comissionados.

        • Vc me ofende insinuando que sou sócialista , cargo comissionado é uma característica socialista, os verdinhas adoram uma teta @

          • Blá blá teu anus quer uma glande…

          • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

            Paulete… tu é sintomático… um caso de falta da presença masculina em sua vida… pare de viadagem… não gostamos disso por aqui…

          • Maluquinho seu perfil psicológico fica evidente nos textos escritos , kkkkk , não adianta trocar o name, sua opção sexual e seus valores são perfeitamente interpretados , não sou psicólogo mas durmo com uma psicóloga e ela lê comigo o PB , vc pode mentir o tempo todo , mas não mente por todo tempo ! Sorry !

  17. _RR_ “Vale lembrar que o ‘Harop’, segundo divulgado, tem o RCS de uma ave de dimensões medianas, podendo passar despercebido por sistemas mais limitados. Em cenários como esse sírio, é uma arma ideal para manter forças SAM de cabeça baixa. Também abrem-se novas perspectivas, que podem eventualmente gerar uma nova quebra de paradigma. Ora… Se houverem drones de ataque que sejam baratos o bastante para serem adquiridos aos milhares, que possuam grande alcance, capacidade de “vadiagem” e sejam de difícil localização, e se possa opera-los de forma coordenada, então pode-se saturar um espaço aéreo com essas armas, virtualmente neutralizando uma AAA.”

    Justamente, pensando nisso, tendo em vista essa realidade já factível, de saturação de alvos contra uma AAA, não só sobrecarregando o sistema radar da defesa de plotações de alvos, mas também de capacidade de exaurir rapidamente a munição dos defensores, que os EUA estão fortemente decididos a colocarem um sistema Laser efetivo para, ao menos, forte defesa de ponto.
    O caminho será este, num primeiro momento para defesa, e quem não embarcar nele nos próximos anos ficará desprotegido: Armas de energia dirigida contra milhares de drones armados, e de baixo custo, aparecendo no céu a ser defendido.

    • Olá ViventtBR,

      Somente drones armados eu não digo, mas uma miscelânea de iscas, sistemas de vigilância, drones “suicidas” ( como o Harop ), somados aos tipos armados e aeronaves nas zonas. Isso aí realmente pode chegar a casa dos milhares.

      E nesse intento de defender-se, imagino que armas PEM de grande desempenho também logo se tornarão objeto de busca.

      Seja como for, o melhor a ser feito ainda será mirar no “arqueiro”, e não na “flecha”. E assim sendo, penso que a guerra será ganha pela melhor combinação de maior consciência situacional e pela capacidade de operar ao longe, de modo a neutralizar o atacante antes que este se coloque em sua posição de disparo.

  18. A Máquina Troll says:

    chutar cachorro morto é fácil…quero ver a judaiada fazer igual com o Paquistão…quem pode…PODE…quem não pode…CONTA ESTORIA… 🙂

    • Si ferro tudo um pseudo-cristiano pró Paquistão,kkkkk , que idiota .

      • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

        rsrssrsrsssss… seria engraçado se não fosse trágico para a cristandade… ele próprio diz que o cristianismo está acabando porque os cristãos não estão sendo verdadeiramente cristãos… ele é contraditório… QUADRIPOLAR… rsrsrrssssss… é o macunaismo brasileiro que gera esse tipo de miscigenação do pensamento paradoxal desintelectualizado… rsrsrrsrsrssssss… simplificando: BURRICE mesmo… 🙂

  19. A Máquina Troll says:

    “BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA
    13 de Maio de 2018 at 18:47

    E desde quando latrino tem vergonha de alguma coisa, seu americano do sul terceiromundista ?”

    APENAS UM RAPAZ LATINO AMERICANO :

    https://www.youtube.com/watch?v=Wk9JsWYIlWE

  20. César A. Ferreira says:

    Fico aqui vendo um bando de sabe nada comentando…
    Temos imagens da unidade Pantsyr avariada, sem gravidade e passível de reparação.

    A unidade em questão havia enfrentado fogo de saturação, dado combate para mais de 70 mísseis, fora remuniciado e aguardava remuniciamento novamente. Não estava emitindo estando o radar claramente inativo nas imagens e a equipagem da unidade estava fora da mesma, em atitude de descanso. Não posso dizer que seja uma questão doutrinária, o fato é que a artilharia AA síria vinha enfrentando um ataque de saturação sem precedentes.

    Dado a magnitude dos ataques, pode-se dizer, tal e qual ao que aconteceu aos Tomahawkes e SCALPS que os objetivos foram frustrados pelas defesas. No ataque anglo-americano-franco, os objetivos atingidos foram ridículos: um armazem, um bunker e um centro de pesquisa singelo. Se alguém acredita que seriam necessário 105 vetores para destruir estas estruturas simples, este alguém merece o prêmio de o ingênuo do ano…

    No ataque de Trump, que todos sabem ter sido dirigido para bases militares, o resultado da defesa AA síria foi a seguinte:

    Sistema de defesa antiaérea Pantsir-S1: 25 mísseis lançados, 23 alvos atingidos.
    Sistema antimísseis Buk: 29 mísseis lançados, 24 alvos atingidos.
    9K33 Sistema Osa: 11 mísseis lançados, 5 alvos atingidos.
    Sistema S-125: 13 mísseis lançados, 5 objetivos alcançados.
    Sistema Strela-10: 5 mísseis lançados, 3 objetivos alcançados.
    Sistema Kvadrat: 21 mísseis lançados, 11 objetivos alcançados.
    Sistema S-200: 8 mísseis lançados, nenhum objetivo alcançado.

    Devido a este fracasso, Israel viu-se obrigado a fazer o serviço sujo… Alega atacar os iranianos, mas o alvo mesmo são as formações sírias. O presente ataque israelense não conseguiu desestabilizar a Defesa AA da Síria, ponto que com uma esforço monumental, que a nossa FAB não seria capaz de realizar, conseguiu apenas colocar fora de combate um unidade Pantsyr, e não o fez de forma definitiva…

    • A Máquina Troll says:

      Mas rapaz…se é necessária toda essa quantidade de misseis para se destruir apenas 3 instalações/construções então estes misseis de cruzeiro são uma porcaria mesmo viu …não passam de traquizinho….pfff… 😀

    • HMS TIRELESS says:

      O maior “sabe nada” dos fóruns e sites de defesa e geopolítica acusando outros comentaristas de serem como ele ou seja, um sabe nada! risível….

      Para piorar ainda demonstra total falta de compromisso com a verdade, o que torna sua conduta ainda mais grave e, diante disso faz-se necessário restituir a mesma senão vejamos:

      “Temos imagens da unidade Pantsyr avariada, sem gravidade e passível de reparação.”

      – Nem de longe o Pantsyr atacado foi danificado “sem gravidade”! Ao comparar uma bateria intacta com a que foi objeto do ataque fica claramente perceptível que o Harop atingiu o módulo de comando da mesma, justamente onde estão os sistemas mais sofisticados e cados, destruindo-o por completo. De igual forma o radar também foi danificado. Ou seja, muito provavelmente é economicamente inviável a recuperação da bateria e o seu destino provável é a canibalização para fornecer peças aos sistemas sobreviventes;

      Outrossim, por que motivo a referida bateria estava fora de operação durante um ataque inimigo, e ainda com direito aos operadores do sistema estarem do lado de fora fumando? E outra: por que a bateria não estava em uma posição protegida e camuflada ao invés de estar na cabeceira da pista de uma base aérea? Ou seja, os árabes continuam extremamente mal treinados e, no caso dos sírios o auxílio iraniano e russo pode até funcionar com os barbudinhos de sandália e AK-47 mas é praticamente inócuo contra os bem treinados e equipados israelenses.

      “Dado a magnitude dos ataques, pode-se dizer, tal e qual ao que aconteceu aos Tomahawkes e SCALPS que os objetivos foram frustrados pelas defesas. No ataque anglo-americano-franco, os objetivos atingidos foram ridículos: um armazem, um bunker e um centro de pesquisa singelo. Se alguém acredita que seriam necessário 105 vetores para destruir estas estruturas simples, este alguém merece o prêmio de o ingênuo do ano…”

      – Clássico expediente de tentar se repetir uma mentira inúmeras vezes até a mesma se tornar verdade! Goebbels fazia isso e a turminha adoradora de Putin faz o mesmo com as bobagens que lê no Sput(pe)nik e no Southfront. Como bem lembrou o amigo RR acima os alvos foram os seguintes:

      Centro Barzah ( três grandes prédios ): alvo de 76 mísseis.

      Armazem Hin Shinshar ( três complexos ): alvo de 22 mísseis.

      Bunker Hin Shinshar ( três complexos ): alvo de 7 mísseis.

      “No ataque de Trump, que todos sabem ter sido dirigido para bases militares, o resultado da defesa AA síria foi a seguinte:

      Sistema de defesa antiaérea Pantsir-S1: 25 mísseis lançados, 23 alvos atingidos.
      Sistema antimísseis Buk: 29 mísseis lançados, 24 alvos atingidos.
      9K33 Sistema Osa: 11 mísseis lançados, 5 alvos atingidos.
      Sistema S-125: 13 mísseis lançados, 5 objetivos alcançados.
      Sistema Strela-10: 5 mísseis lançados, 3 objetivos alcançados.
      Sistema Kvadrat: 21 mísseis lançados, 11 objetivos alcançados.
      Sistema S-200: 8 mísseis lançados, nenhum objetivo alcançado.”

      – Números tão válidos como uma nota de três reais! Os prédios reduzidos a escombros e as risíveis “provas” da eficiência da AAA síria veiculadas pelo RT falam por si.

      “Devido a este fracasso, Israel viu-se obrigado a fazer o serviço sujo… Alega atacar os iranianos, mas o alvo mesmo são as formações sírias. O presente ataque israelense não conseguiu desestabilizar a Defesa AA da Síria, ponto que com uma esforço monumental, que a nossa FAB não seria capaz de realizar, conseguiu apenas colocar fora de combate um unidade Pantsyr, e não o fez de forma definitiva…”

      O único fracasso foi o desempenho das AAA s contra o ataque desferido por EUA, R.U e França, a despeito de contar com muitos bons sistemas SAM russos como os BUK e os Pantsir, o que mostra o (baixo) nível de adestramento das equipagens sírias.

      Ademais o fulminante ataque Israelense foi sim direcionado às infraestruturas iranianas localizadas na Síria após o covarde ataque com foguetes da força Quds contra instalações israelenses no Golan. Em uma didática apresentação feita pelas IDFs foram demonstrados de forma bem explícita os alvos objeto do ataque, dentre eles um complexo logístico nas imediações de Damasco e instalações de inteligência situadas em Tel Gharba, Tel Kleb, Tel Nabi Yusha e Tel Maqdad, com fotos de satélite dos mesmos.

      Outrossim, as fotos tiveram o condão de provar que os iranianos mentem quanto à sua presença na Síria, que é menos para combater os inimigos de Assad e mais para ameaçar e atacar Israel.

      Por fim cumpre lembrar que além da aludida bateria de Pantsyr outras quatro baterias de SAM sírias, além de um radar, foram destruídas. E tanto o ataque israelense conseguiu desestabilizar as defesas sírias que estas mostraram-se incapazes de detê-lo.

      • César A. Ferreira says:

        Cala a boca, troll, você é um merda. Sabe nada.
        Vá brincar com os seus personagens, seu bosta.
        Troll de merda.

        • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

          “O individuio nasce, cresce
          E adentra ao mundo social e politico
          Filosófico e artístico
          Fica danado, letrado, inteligente e sabido

          Conhece tudo, explica tudo
          E discute com bastante elegância
          Os rumos da catilogência
          Fica suave, delicado e aberto
          A novas experiências ”

          Falcão… 🙂

  21. César A. Ferreira ( 14 de Maio de 2018 at 0:10 );

    140 mísseis…? Gostaria muito que compartilhasse as fontes nas quais estão relatadas esse tão formidável desempenho.

    Iscas aero-lançadas são mais baratas que qualquer míssil, e podem ser lançadas as centenas… E sim, se acertadas corretamente em desempenho, são praticamente indistinguíveis de aeronaves. Quanto a custo, pode-se lança-las até de plataformas no solo; ainda mais no caso de Israel, que opera perto do front.

    César A. Ferreira ( 13 de Maio de 2018 at 23:52 );

    Prezado, por favor… O Pantsir representa a camada interna da rede de defesa. Se um foi atingido, isso significa que a AAA estava neutralizada no momento do ataque, quer seja por interferência ou por saturação. Ponto. O fato é que, naquele momento, Israel estava “passeando” sobre o espaço aéreo sírio sem que estes pudessem fazer muito…

    E mais uma vez, gostaria de pedir-lhe pelas fontes que atestam essa eficiência…

    Observe novamente as fotos das instalações atingidas pelo ataque aliado em 13/04… Não eram meros galpões. Eram instalações imensas. Meia dúzia de mísseis de cruzeiro não iria resolver o problema…

    Os dados publicados na imprensa dão conta de:

    Centro Barzah ( três grandes prédios ): alvo de 76 mísseis.

    Armazem Hin Shinshar ( três complexos ): alvo de 22 mísseis.

    Bunker Hin Shinshar ( três complexos ): alvo de 7 mísseis.

    Os alvos que levaram mais munição eram os complexos que supostamente produziam e armazenavam armas químicas. E assim sendo, melhor torra-los de uma vez com fogo pesado para evitar que sobrasse alguma coisa utilizável e/ou minimizar a dispersão de agentes no ambiente. Provavelmente foi esse o motivo de tanta “dedicação”.

    Já os bunker… 7 SCALP deram conta… Ou seja, não foi um problema de mísseis em si…

    Seja como for, é óbvio que preveem que alguma coisa seja eventualmente atingida. Por isso sempre se manda a mais, por via das dúvidas.

  22. A Máquina Troll says:

    César A. Ferreira…Não peça o que a pessoa não pode dar e não quer dar… 😉

    • A Máquina Troll says:

      Ninguém aqui tem acesso as informações operacionais verdadeiras destes armamentos que estão sendo empregados pelos eua e pela Rússia na Síria…nem mesmo eles lá sabem sobre a capacidade real dos armamentos de um e de outro…rs…o que este sujeito RR faz aqui é apenas inferir sobre informações genéricas de divulgação publica de folhetos de fabricantes e marqueteiros… 🙂

      • César A. Ferreira says:

        Eu tenho aqui em minhas mãos um manual da indústria russa sobre armamentos produzidos até 2014. Em inglês.

        Tenho fontes fora do Brasil, com quem troco informações diariamente…

        Eu informo as pessoas.

        Já os trolls de merda não fazem outra coisa do que hostilizar os demais e vomitarem a sua lente ideológica sobre todos.

        Não tenho paciência para com esses lixos.

        • HMS TIRELESS says:

          Você continua uma triste figura a parasitar pelos sites de defesa e geopolítica. Como não consegue convencer os outros de suas falácias repetidas ad náuseam parte para ataques chulos. O amigo RR tem muita paciência com os seus indultos mas eu não…

        • Ohhhh, ser iluminado , me perdoe por pecar contra seu espírito de porco , mas para de falar merda seu bosta e publique aí seu material ou enfie o rabo no .. saindo de fininho.

      • A Máquina Troll says:

        tudo que é propagado da Síria pelos os eua e a Rússia não passa de desinformação e guerra de propaganda….

        • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

          PUTZ !!!… até tu que é quadripolar entendeu o contexto da coisa… só o Xarliene é que quer aparecer e dar uma de sabichão que não sabe nada… aliás… sabe rir muito… do que é que não sei… deve ser de nervosinho… 🙂

      • A Máquina Troll says:

        A contrainformação é o ato de silenciar ou manipular a verdade habitualmente nos meios de comunicação de massa…A contra-informação pode operar-se através da publicidade pública de um regime político…Da publicidade privada ou por meio de boatos ou rumores..Serve-se de diversos procedimentos retóricos como a demonização, o esoterismo, a pressuposição, o uso de falácias, mentiras, omissão, sobreinformação, descontextualização, negativismo, generalização, especificação, analogia, metáfora, eufemismo, desorganização do conteúdo, uso de adjetivo dissuasivo, reserva da última palavra ou ordenação da informação preconizada sobre a oposta….

        Retórica da contra-informação:

        * Apelo ao medo – Um público que tenha medo está em situação de receptividade passiva e admite mais facilmente qualquer tipo de indoutrinação ou a ideia que se lhe quer incutir; recorre-se a sentimentos instalados na psicologia do cidadão por preconceitos escolares e de educação, mas sem razões nem provas.

        * Apelo à autoridade – Citar personalidade importantes para sustentar uma idéia, um argumento ou uma linha de conduta e negligenciar outras opiniões.

        * Testemunho – Mencionar dentro ou fora de contexto casos particulares em vez de situações gerais para sustentar uma opção política.

        * Efeito acumulativo – Persuasão do auditório para adoptar uma idéia insinuando que um movimento de massas irresistível e implacável está já comprometido no seu apoio, embora tal seja falso.

        * Redefinição e revisionismo – Consiste em redefinir as palavras ou falsificar a história de forma parcial para criar uma ilusão de coerência.

        * Procura de desaprovação ou pôr palavras na boca de alguém – Relacionada com o anterior, consiste em sugerir ou apresentar uma ideia ou acção que seja adoptada por um grupo adverso sem a estudar verdadeiramente. Afirmar que um grupo tem uma opinião e que os indivíduos indesejáveis, subversivos ou reprováveis a têm também. Isto predispõe os demais a mudar a sua opinião.

        * Uso de generalidades e palavras virtuosas – As generalidades podem provocar emoção intensa no auditório. O amor à patria e o desejo de paz, de liberdade, de glória, de justiça, de honra e de pureza permitem assassinar o espírito crítico do auditório, pois o significado destas palavras varia segundo a interpretação de cada indivíduo, mas o seu significado conotativo general é positivo e por associação os conceitos e os programas do propagandista serão percebidos como grandiosos, bons, desejáveis e virtuosos.

        * Imprecisão intencional – Referir factos deformando-os ou citar estatísticas sem indicar as fontes ou todos os dados. A intenção é dar ao discurso um conteúdo de aparência científica sem permitir analisar a sua validade ou a sua aplicabilidade.

        * Transferência – Esta técnica serve para projectar qualidades positivas ou negativas de uma pessoa, entidade, objecto ou valor (indivíduo, grupo, organização, nação, raça, etc…) sobre algo para fazer isto mais (ou menos) aceitável mediante cargas emotivas.

        * Simplificação exagerada – Generalidades usadas para contextualizar problemas sociais, políticos, económicos ou militares complexos.

        * Quidam – Para ganhar a confiança do auditório, o propagandista emprega o nível de linguagem e as maneiras e aparências de uma pessoa comum. Pelo mecanismo psicológico de projecção, o auditório encontra-se mais inclinado a aceitar as ideias que se apresentam deste modo, já que quem as presenta parece-lhe semelhante.

        * Estereotipagem ou etiquetagem Esta técnica utiliza os preconceitos e os estereótipos do auditório para conseguir a adesão a algo.

        * Bode expiatório – Lançando anátemas de demonização sobre um individuo ou um grupo de individuos, acusado de ser responsável por um problema real ou suposto, o propagandista pode evitar falar dos verdadeiros responsáveis e aprofundar o problema.

        * Uso de chavões (slogans) – Frases breves e curtas, fáceis de memorizar e reconhecer e que permitem deixar um traço em todos os espíritos, de forma positiva, ou de forma irónica: “Bruto é um homem honrado”, por exemplo.

        * Eufemismo ou deslize semântico – Substituição de uma expressão por outra retirando-lhe todo o conteúdo emocional e esvaziá-la do seu sentido: “interrupção voluntária da gravidez” em vez de aborto induzido, “solução habitacional” em vez de habitação, “limpeza étnica” por matança racista. Outros exemplos, “danos colaterais” em vez de vítimas civis, “liberalismo” em vez de capitalismo, “lei da selva” em vez de liberalismo, “reajuste laboral” em vez de despedimento, “solidaridade” em vez de imposto, “pessoas com preferências sexuais diferentes” em lugar de homossexuais, “pessoas com capacidades diferentes” em lugar de deficientes e “relações impróprias” em vez de adultério.

        * Adulação – Uso de qualificativos agradáveis, por vezes sem moderação, com a intenção de convencer o receptor: “Você é muito inteligente, deveria estar de acordo com o que lhe digo”.

        • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

          Vivemos essa engenharia social por 14 anos em seu ápice… por isso o povão não aguentou tamanha pressão psicológica… a queda da Bastilha que tu tanto fala já aconteceu em certo nível… LIBERTA QUE SERÁ TAMEM… ou seria TEMER ???!!!… 🙂

    • A Máquina Troll says:

      “Eu só vejo gente falando mal da assistência dos russos e quem usa suas armas compra mais”

      WRStrobel 🙂

  23. A Máquina Troll says:

    Todos sabem que Israel não passa de um pais fantoche dos eua ….esta gente age através dos Judeus para promover suas ações pela região visando a manutenção de sua influencia e controle no oriente médio…é através de Israel e de seus mercenários recrutados como o Daesh que esta gente semeia o caos, a desestabilização e o terror na região…

    Inúmeras guerras têm sido travadas pelos eua diretamente e por mãos alheias…as forças especiais dos eua operam de forma sigilosa e aberta em mais de 130 países semeando perturbações…os eua são os maiores fomentadores, financiadores e promotores do terrorismo pelo mundo…são eles que estão por trás das principais ações terroristas da atualidade…

    • A Máquina Troll says:

      “enviado da ONU denuncia “neocolonialismo” dos EUA na África”
      “Alta comissária da ONU Navi Pillay denuncia EUA por armar Israel”
      “Comitê da ONU denuncia morte de crianças afegãs pelos EUA”
      “ONU critica EUA por violar direitos humanos em Guantánamo”
      “ONU denuncia crime de guerra dos EUA no Iraque”

      os eua são os maiores fomentadores, financiadores e promotores do terrorismo pelo mundo…são eles que estão por trás das principais ações terroristas da atualidade….e da derrubada de governos pelo o mundo…que não sigam ou se alinhem aos seus interesses…Na Síria mais de 19000 crianças foram exterminadas pela democracia tipo exportação levada pelos guardiões da liberdade…

    • A Máquina Troll says:

      Entre 1890 e 2012 os eua invadiram ou bombardearam 149 países…O número de paises nos quais os eua intervieram militarmente é maior do que aqueles em que ainda não o fizeram…Números conservadores apontam para mais de oito milhões de mortes causadas pelo país só no século XX…Por trás desta lista escondem-se centenas de outras operações secretas, golpes de Estado e patrocínio de ditadores e grupos terroristas como o Daesh e o Boko Haram…São imperialistas e expansionista como os ingleses, espanhóis e romanos foram…A PAX ROMANA foi adotada por eles…falsa democracia onde quem realmente manda e da as cartas são as grandes corporações que exploram o mundo inteiro e espalham/levam a miséria e a fome pelo Planeta…Estudem a história da Guatemala e verão komo os eua e os outros países ocidentais de “primeiro mundo” fizeram sua riqueza…

    • A Máquina Troll says:

      “Nunca vi um país cometer tantos crimes contra a Humanidade, como os EUA, e sair incólume. Isso tem que acabar.”

      Professor

      • Ele,o professor filho de égua, não deve ter conhecida a urss, CN ou a China dos anos 60 e 50 , por isso ele defecou esta besteira , ele é novo , ainda tá com o cheiro do curral onde foi parido.

  24. A Máquina Troll says:

    “A Rússia vai diminuir (o ego) e tomar o seu lugar novamente, haverá bondade no interior e experiência no exterior. A Europa não vai ficar mais jovem (a população atual da Europa contém 65% de pessoas com mais de 60 anos). A América vai aceitar o outro com uma barba (muçulmanos) e compreender que o medo é pior do que o amor. A Síria vai cair aos pés do vencedor, mas o vencedor na verdade será outro. Os alienígenas se recusarão a partilhar o seu conhecimento com ele.”

    Baba Vanga

    http://destruidordedogmas.com.br/as-desconcertantes-previsoes-de-baba-vanga/

  25. A Máquina Troll says:

    Através da história sabemos que muitas nações têm procurado sobrepor-se a todas as outras nações…hoje isso é muito evidente nos eua…os estadunidenses consideram que os eua são uma nação especial…a maioria dos estadunidenses reivindica que os eua são a maior nação da história do mundo…muitas nações antes deles cometeram o mesmo pecado mas a poeira de suas ruínas testemunha contra elas…

    2 Tessalonicenses 2.7-11: “Com efeito, o mistério da iniqüidade já opera e aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém; então, será, de fato, revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e o destruirá pela manifestação de sua vinda. Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira, e com todo engano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade para serem salvos. É por este motivo, pois, que Deus lhes manda a operação do erro, para darem crédito à mentira”…

  26. A Máquina Troll says:

    1 Tim 6:10 Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.

    1 Cor 15:33 Não vos enganeis! “As más companhias corrompem os bons costumes”.

    Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu;

    Apocalipse 3:9-12

    Nada é para sempre…a era do ocidente como poder dominante do mundo esta chegando ao fim para dar lugar ao Oriente…como na Roma antiga ocidental aos poucos o seu império vai entrando em decadência, declínio e se desintegrando…Chegara o dia em que o mundo entenderá então que os Estados Unidos não eram grandes..Mas somente ricos….E a riqueza é como a onda do mar…..Vai e volta…

    • Kkkkk, um piadista !

      • A velhota múmia búlgara não tomava banho a 50 anos, não sabia ler, não enxergava, não escutava, não falava, só murmurava, não sabia capinar, não sabia desenhar, não sabia andar de bicicleta, não sabia fritar um ovo, não sabia costurar, não sabia somar, não sabia assobiar, não sabia assoar o nariz, não sabia o que era papel higiênico nem o que era alface…
        Ahh!… Mas do futuro sabia tudo…
        kkkkkk!!!
        Sou mais Carlinhos vidente o profeta tupinambá.

    • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

      “A BESTEIRA É A BASE DA SABEDORIA”… Falcão… 🙂

  27. César A. Ferreira ( 14 de Maio de 2018 at 18:54 );

    Primeiro de tudo, e repetindo: não foram somente três alvos. Foram nove estruturas em três complexos distintos; seis deles supostamente contendo substâncias tóxicas e agentes biológicos…

    Olhe as fotos de novo… Os prédios do centro de pesquisa e os complexo de armazéns foram simplesmente pulverizados! Não sobrou quase nada. Três mísseis por prédio não fariam tudo isso…

    Armas químicas e biológicas não se lida como se fossem munições convencionais. A depender do que tinha lá dentro e da quantidade ( se é que havia mesmo algo ) e do tamanho das instalações ( e são prédios bastante grandes ), seria preciso toneladas de explosivos para incinerar o máximo possível e minimizar a dispersão de agentes. Acha que três ogivas de 400kg, uma por prédio, fariam isso…? Por favor… Podemos estar falando de uns sete ou oito ‘Tomahawks’ por prédio para garantir completa destruição dessas armas; e isso considerando que os artefatos químicos não estivessem em ‘boxes’ reforçados, o que implicaria em mais poder de fogo ainda… Portanto, sim… Prevendo-se até 1/3 de perdas para a AAA, estamos falando de uns 30 mísseis apenas para lidar com as toxinas no complexo de armazéns, e de uns 50 mísseis para destruir as instalações de processamento, no mínimo…

    Como se vê, é muito mais que derrubar prédios…

    Não nego que haviam outros alvos em potencial ( sempre se prevê alvos secundários ), como as defesas no setor dos alvos e que precisavam ser saturadas e neutralizadas, o que certamente exigiria atenção de boa parte dos mísseis lançados.

    Poderíamos considerar um ataque deliberado as forças sírias para além desses complexos. Isso é factível, mas… Se houvessem mesmo atacado forças sírias a valer, certamente haveriam vítimas. Seria impossível não haver.

    Também custo a crer que esses alvos não estavam defendidos, visto estarem ao redor de Damasco e Homs, que são posições extraordinariamente bem defendidas, que certamente contam com uma proteção em camadas e posições avançadas guarnecendo as prováveis rotas de incursão. Aliás, fontes OCIDENTAIS afirmam o abate de até 17 mísseis.

    Há fontes que atestam de treze a dezessete artefatos derrubados próximos a Damasco. Certamente outros foram derrubados próximos a Homs, mas certamente muito longe da cifra de setenta mísseis…

    E seja como for…

    Assumindo que 70 mísseis tenham sido mesmo abatidos, então ainda sobra outros 35 que chegaram a algum lugar… E se ainda assim você os considera um excesso para os alvos em questão, então pra onde foram os extras…? Falhar, não falharam; ou já teriam sido encontrados… Atingiram tropas sírias…? Não… Então…?

    Assumindo que sete destruíram o complexo de bunker ( o que, concordemos, realmente não é absurdo ) e 70 foram abatidos, restam 28 mísseis repartidos entre seis grandes estruturas em outros dois complexos, o que não sei se seria suficiente para neutralizar agentes químicos sem que houvesse contaminação… Se foram mais de seis impactos por estrutura, como as fotos claramente mostram, então essa conta já não fecha… Mas reconhecendo que houveram somente três a quatro impactos por estrutura, então e conta fecha e fica evidente que essas instalações foram realmente alvos de mais de 100 mísseis de qualquer jeito…

    • A Máquina Troll says:

      Cuidado com Russos, Chineses e brazileiros….os primeiros são extremamente inteligentes e maus…os segundos são extremamente disciplinados e maus….os terceiros não são porcaria nenhuma mas enrolam muito bem…rs..

  28. A Máquina Troll says:

    Pessoal …eu já descobri tudo o que aconteceu…o cara deu uma paradinha para tirar a agua do joelho e ai um drone inimigo aproveitou a oportunidade para atacar o caminhão, entendeu?!…foi isso que aconteceu…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com