Defesa & Geopolítica

Orçamento de defesa dos EUA inclui grande investimento para veículos de combate e blindados.

Posted by

O orçamento de defesa dos EUA incluiu um grande investimento para aquisição e modernização de veículos de combate, incluindo o M1 Abrams , o M2 Bradley, os JLTVs, o veículo de recuperação Hercules M88A2 e veículos de engenharia.

M1A2 Abrams Sep V3

O Carro de Combate M1 Abrams é o maior destinatário do orçamento de aquisição do Exército. O Exército dos EUA solicitou US $ 1,5 bilhão para atualizar 135 tanques (incluindo 40 pagos através do OCO – Overseas Contingency Operations), em comparação com apenas 20 blindados projetados para o FY19 no plano orçamentário do ano anterior. O Exército também quer US $ 961,6 milhões para outras melhorias do Abrams, acima dos US $ 248,5 milhões planejados anteriormente. O Congresso adicionou recursos acima da média histórica ao orçamento para as atualizações do Abrams.

Em 21 de dezembro de 2017, a General Dynamics Land Systems Inc., Sterling Heights, Michigan, recebeu um contrato de incentivo com o valor de US $ 2.628.902.518 para a atualização de até 786 M1A1 configurados para versões mais modernas, com o intuito de aperfeiçoamento do sistema M1A2 Versão 3 (M1A2 Abrams SEP V3), e para atualizar os veículos M1A1 para M1A12S destinados a Arábia Saudita e M1A2-K do Kuwait.

O M1A2 Abrams SEP V3 é uma versão modernizada do MBT M1A2 SEPV V2 , que possui várias atualizações nas áreas de capacidade de sobrevivência, manutenibilidade, entre outros sistemas. Em outubro de 2015, o M1A2 SP V3 foi apresentado pela primeira vez na AUSA, exposição de defesa em Washington DC.

M1A2 SEP V3 está equipado com uma nova e aprimorada capacidade de guerra eletrônica construída pelo IED. Este tanque será equipado com (IFLIR) Infravermelho Aprimorado para identificação do alvo. O IFLIR usa tecnologia infravermelha de onda longa e média na visão primária do atirador e no visualizador térmico independente do comandante.

BAE Systems Next Generation Bradley Fighting Vehicle

O financiamento para as modificações do Bradley também aumentou para US $ 675,4 milhões, acima dos US $ 333 milhões planejados, com outros US $ 205 milhões fornecidos para 61 conversões.

Na AUSA 2016, a Associação dos Encontros e Exposições Anuais dos Estados Unidos, a BAE Systems lançou o demonstrador da Next Generation Bradley Fighting Vehicle . O veículo conceitual apresenta um chassi aprimorado que permite uma proteção significativamente maior para a parte inferior do veículo, melhor proteção para as tropas, melhorias e otimização nos compartimentos de combustível e material bélico e maior eficiência no consumo de energia elétrica.

The Next Generation Bradley inclui upgrades da suspensão para melhorar a mobilidade do meio para manobras. Ele incorpora uma torre atualizada do atual Bradley com aprimoramentos obtidos durante os esforços de modernização da Engineering Change Proposal, como melhorias na suspensão, sensores de segmentação e conectividade de rede. A BAE Systems usará esse veículo para amadurecer essas tecnologias e fornecerá uma plataforma para desenvolvimento e avaliação do usuário.

AMPV Armoured Multi-Purpose Vehicle

O Exército dos EUA quer US $ 710,2 milhões para 197 veículos blindados de múltiplos propósitos (AMPVs), além de US $ 469,1 milhões para desenvolvimento, um aumento de US $ 325,3 milhões em relação ao valor planejado.

O recém desenvolvido Veículo Blindado de Múltiplos Propósitos (AMPV) destina-se a substituir o antigo APC (Armored Personnel Carrier) o M113, em serviço nas forças armadas dos Estados Unidos desde 1962, além de aumentar drasticamente a capacidade de transporte de soldados. Os AMPVs serão entregues ao Exército dos Estados Unidos em cinco variantes.

O AMPV tem quase 80% mais volume no seu interior do que o antigo M113, e significativamente, mais potência e capacidade de sobrevivência. Sistemas de refrigeração e elétricos também são atualizados para acomodar as modernizações existentes e futuras.

O pedido inclui também US $ 1,3 bilhão para 3.390 veículos leves (JLTVs), US $ 418,8 milhões para 36 Paladins M109A7 , US $ 152,9 milhões para 38 veículos de recuperação Hercules M88A2.

Oshkosh JLTV Joint Light Tactical Vehicle

O Joint Light Tactical Vehicle (JLTV) é um programa militar dos Estados Unidos (especificamente do Exército dos EUA, USSOCOM e US Marine Corps) para substituir parcialmente o Humvee por uma família de veículos mais resistentes com maior carga útil. O programa JLTV foi aprovado em 2006 para iniciar os primeiros estudos sobre o projeto.

O contrato tem valor de até US $ 6,749 bilhões e exige um máximo de 16.901 JLTVs. A fabricação do JLTV será realizada em Oshkosh, WI. O CEO da Oshkosh, Charles Szews, disse que o contrato de produção envolveria mais de 300 fornecedores em 31 estados do país.

Em setembro de 2011, a empresa americana revelou a próxima geração de veículos de combate leves, o veículo tático de combate L-ATV. Em agosto de 2015, o Comando de Automóveis e Tanques do Exército dos EUA (LCMAC) concedeu à Oshkosh Defense, LLC, uma empresa da Oshkosh Corporation, um contrato fixo de US $ 6,7 bilhões para produção do Veículo Tático (JLTV).

M109A7 155mm self-propelled howitzer

Paladin M109A7 é o sistema de artilharia de última geração da família de obuses autopropulsados ​​M109 de 155 mm fabricados pela empresa de defesa BAE Systems, uma versão atualizada do Paladino M109A6.

O Exército dos EUA concedeu um contrato de US $ 688 milhões para a BAE Systems em outubro de 2013 para a produção de sistemas de artilharia Paladin M109A7, com a opção de adquirir um total de 66 conjuntos de veículos, incluindo um obus e um veículo de reabastecimento de munição.

Em dezembro de 2017, o Exército dos EUA concedeu à BAE Systems um contrato que abre o caminho para iniciar a produção em série dos veículos M109A7 autopropulsado e o M992A3.

O programa M109A7 é uma atualização significativa em relação ao predecessor do veículo, o obus autopropulsado Paladin M109A6. Ele usa o armamento principal existente e a estrutura da cabine do M109A6, mas substitui a estrutura do chassi do veículo por um novo design que aumenta a capacidade de sobrevivência e permite a integração de componentes do trem de força e suspensão comuns ao veículo de combate de infantaria Bradley. Essa comunalidade reduz o custo total do programa e da cadeia logística, além de proporcionar melhor mobilidade e capacidade de sobrevivência do sistema para manter o domínio no campo de batalha.

Em março de 2018, soldados de artilharia de campo do Exército dos EUA testaram o novo M109A7 da família de veículos (FoV) 155mm / 39 autopropulsado (SPH) e o M992A3 transportador de munição (CAT).

M88A2 armoured recovery vehicle

M88A2 HERCULES é uma versão melhorada do veículo de recuperação de blindados M-88 e M88A1. O M88A2 HERCULES é o veículo sucessor do M88A1, que tinha uma capacidade de recuperação de até 56 toneladas. A missão do M88A1 ​​foi focada no tanque da Série M60 enquanto o M88A2 está focado no tanque Abrams.

O guincho principal do M88A2 é capaz de uma recuperar veículos de 70 toneladas, permitindo que o HERCULES M88A2 forneça a recuperação do tanque M1A2 Abrams de 70 toneladas.

A lança de estrutura A e o guincho de içamento do M88A2 podem elevar 35 toneladas. A pá pode ser usada para ancorar o veículo ao usar o guincho principal e pode ser usada para mover a terra, preparando uma área de recuperação. O M88A2 emprega uma unidade de energia auxiliar para fornecer energia elétrica e hidráulica auxiliar quando o motor principal não está em operação. Ele também pode ser usado para iniciar outros veículos, bem como um meio de reabastecer ou desbancar veículos. O M88A2 pode reabastecer os tanques Abrams com seus próprios tanques de combustível.

M88A2 HERCULES fornece reboque, guincho e içamento para apoiar as operações de recuperação do campo de batalha e a evacuação de tanques pesados ​​e outros veículos de combate. Como tal, o M88A2 HERCULES é o cavalo de batalha de recuperação da Equipe de Combate de Brigada Blindada.

Com informações de Armyrecognation

2 Comments

  1. BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

    Quando vejo esse tipo de reportagem é que passo a ter mais certeza ainda que, se não tivéssemos uma malta esquerdalha atrapalhando a vida do país, a muito teríamos chegado a um estágio civilizacional que repercutiria positivamente em nossa indústria e comercio e por consequência nossa indústria bélica seria uma das mais beneficiadas com isso… mas a mente idiotizada pela religião ideológica esquerdopata não permite que isso aconteça… quem sabe um dia nos livramos dessa gente e assim possamos chegar ao estado de desenvolvimento que usamericanos chegaram… até lá, muita paciência e perseverança para aguentar as cagadas dazisquerdas idiotas que nos atrasam… CAPITALISMO SELVAGEM JÁ !!!… MENOS ESTADO E MAIS SOCIEDADE !!!… ENSINO REGULAR CASEIRO (HOME SCHOOL) É A SALVAÇÃO DO BRASIL !!!…

  2. As viaturas sob lagartas , MBTs e artilharia robusta têm seu lugar no futuro meus caros…essas teorias modernosas de internet são furadas!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com