Defesa & Geopolítica

Opinião: Como os EUA fazem a China grande novamente

Posted by

A nova ascensão econômica chinesa é um plano de longa data, e as decisões erradas do presidente Trump reforçam essa trajetória. A era de Washington como hiperpotência chega ao fim, opina o jornalista Miodrag Soric.

Presidentes Trump (esq.) e Xi se cumprimentam em Pequim

Como Donald Trump esbravejou contra a China durante sua campanha eleitoral! Há décadas Pequim estaria “se aproveitando” dos Estados Unidos, roubando sua propriedade intelectual. O país obteria vantagens comerciais ilícitas mantendo artificialmente baixa a cotação do renminbi, afirmava, produtos baratos chineses inundariam o mercado americano, ameaçando postos de trabalho.

O candidato presidencial republicano prometeu uma mudança de curso radical: ele imporia barreiras aduaneiras à China, colocando a rival sob pressão, e os interesses dos EUA, em primeiro lugar. Há dez meses Trump ocupa a Casa Branca, sem ter transformado em ação nenhuma de seus anúncios grandiloquentes. Pelo contrário: em sua viagem pela Ásia ele paparica o presidente chinês, Xi Jinping. Este aceita em silêncio as lisonjas do homólogo, por vezes com um sutil sorriso diante das câmeras.

O que terá acontecido com Trump? A que atribuir tal mudança de atitude? Ao que tudo indica, ele teve um encontro com a realidade. A economia chinesa floresce há décadas, a participação do país nas exportações globais perfaz 14% do comércio mundial – tendência crescente – enquanto os americanos mal alcançam os 10%.

Os EUA vivem de empréstimo, dependendo de que a China continue lhes concedendo crédito. Pois há anos os chineses vêm investindo os ganhos do superávit de exportações em títulos de dívida pública americanos. Dessa forma tornaram-se o maior credor do país, depois do banco central americano. Se quiserem, podem a qualquer momento fechar a torneira de dinheiro, precipitando a economia americana numa crise.

Está claro que Pequim não fará tal coisa, pois estaria prejudicando a si mesmo. No entanto a consciência dessa possibilidade fortalece a autoconfiança. Quando os chineses negociam com os americanos, é com alguém que lhes deve dinheiro. O embaixador chinês em Washington mal consegue andar, tamanho é o poder que carrega.

A maior parte dos teóricos da economia é unânime em afirmar que é uma mera questão de tempo até a China alcançar e, aí, ultrapassar os EUA como maior economia nacional. O tempo trabalha a favor de Xi, as ameaças do insolente colega não o abalam.

Também no tocante à Coreia do Norte, o presidente chinês não cede à pressão. Pequim não quer nenhum “regime change” em Pyongyang: por que contribuiria para ampliar a influência americana no Leste Asiático? Xi tampouco quer nessa região uma guerra, que poderia ser ruim para os negócios. O governo chinês urge os americanos a suspenderem as ameaças à Coreia do Norte e se esforçarem por uma solução diplomática – e com tais palavras de moderação recebe o aplauso da Europa e da Rússia.

Devido a uma série de más decisões, Trump vem dando ainda mais impulso à ascensão futura da China. A mais importante entre elas foi a retirada americana da Parceria Transpacífico (TPP). Em sua concepção original, esse acordo de livre-comércio deveria frear as pretensões hegemônicas chinesas. Auxiliados pelos EUA, países como o Vietnam ou o Japão pretendiam estabelecer padrões relativas, por exemplo, a produção, comércio, proteção trabalhista e ambiental. Os chineses teriam que se acomodar.

Entretanto Trump demonizou o TPP em sua campanha eleitoral e, após a posse, abandonou-o. Desde então crescem entre os aliados dos EUA na Ásia as dúvidas quanto à confiabilidade do país. Para China, isso é lucro.

A nova ascensão chinesa como potência mundial parece ser um plano de longo prazo. Sob Mao Tsé-tung, foram unificadas as províncias do país que antes se combatiam. Com Deng Xiaoping começou o avanço econômico. Agora Xi pretende fortalecer a tal ponto a política exterior e de segurança da China que os interesses chineses também tenham que ser considerados nas decisões da política mundial.

Trump não tem como impedir: a era de Washington como hiperpotência vai chegando ao fim.

Fonte: DW

 

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

 

 

53 Comments

  1. Pingback: Opinião: Como os EUA fazem a China grande novamente | DFNS.net em Português

  2. Pato Donald Trump o primeiro Aiatola neo-pentecostal Ocidental na ignorancia de acordos economicos exclusivamente bi-polares que venham a beneficiar primeiramente a America esta entregando de mão beijada ao Governo Chines todo o Sudeste Asiatico e Pacifico.
    De extrategia geo-politica este idiota não entende nada e nem mesmo demonstram preocupação em alerta-lo.

    • Maluquinho .. lembrando que tem muito xucro spefxialshta em comunismo e assim … xinga os comunistas, como se soubesse que é tal palavrão é esse ..rsrsr ..
      .
      Está ai … uma ótima oportunidade de explicar essa coisa ai e logo quem ? … justamente o babalorixá da babacolandia dos rola-bostas, foi lá e aproveitou para pedir alguma coisa aos comunistas ..HAHAHAH ..e onde já se viu ..ISSO ? ..HAHAHAH
      .
      Para quem criticava que o esquerdista estava entregando o Brasil para os comunistas e criticava o bRINCS …rsrsr .. esta ai logo os chineses comprando TUDO! de liquidação sendo feito no braZil pelo presidente dos corruptos golpistas da direita …HAHAHAH
      .
      Uma coisa é fato … os chineses comem cachorro no café da manhã .. coisa de “comunista” chines e sua cultura .. rsrsr .. não come criancinhas mas comem pulguentos ..HAHAHAHA..

      • Pergunta onde estão movimento LGBT, ambientalista, minorias étnicas… da China?

        China é de esquerda mesmo?

        • A China é FASCISTA… quem estuda o tema sabe bem disso…

        • Para um boçal traidor entreguista como vc temos nada né e temos tão pouco que nem os trairas ousaram nos retirar do BRICS que voces idiotas uteis identificam como pacto comunista.
          Idiota util quem é o parceiro economico do Brasil,seu cafetão Yankee ou o comunista Chines ?
          Quem mais investe,empresta e aplica no Brasil,teu cafetão Yankee ou o comunista Chines ?
          Debater estas coisas com voces é perda de tempo,são como cadelas e aceitam unicamente a ração e os afagos de seus donos ! Cadelinhas fieis kkkkkk

    • “extrategia geo-politica”?

  3. China depende dos EUA, e EUA da China, pois não há outro lugar para se fabricar eletrônicos e outros produtos tão baratos como na China. Quando se mexe no bolso não tem ideologia que dê jeito, ou vocês acham mesmo que os americanos iriam deixar de comprar produtos baratos para comprar mais caro de outro lugar? Só na cabeça de gente como Olavo de Carvalho.

    • É a China quem mais investe,empresta e aplica nos EUA. Isso nem a midia Americana informa ao contribuinte Americano.
      A China é o fiador dos EUA é ela quem mais compra os titulos Americanos e rola a divida Americana.
      Os EUA dependem muito mais da China do que a China depende dos EUA.
      Esse é o golpe mais duro a ser assimilado pela fãboyzada enluarada Nazi-Fascistinha kkkkkkkkkk

    • Existem muitos lugares com custo de produção menor que a China, aliás, o salário médio da China já é maior que o Brasileiro. Inclusive as industrias menos especializadas, que são mais sensíveis aos custos de mão-de-obra, já estão se movendo para o Vietnã e outros países da região.

      • Mariano S Silva says:

        Vá analisar o nível educacional desses lugares, o mercado interno desses lugares e a capacidade de trabalho dos cidadãos desses lugares (que tal a alternativa indiana? e a dos quistões islâmicos?). Ah Ah Ah, duvido que você sugira algo melhor.

        • O nível educacional é irrelevante para esse tipo de industria. O processo que os outros países asiáticos estão passando, como Vietnã e Laos é o mesmo que a China passou décadas atrás ao se industrializar, absorvendo as industrias de baixo nível e que dependem muito de mão-de-obra pouco ou nada especializada. Aliás, o aumento do nível educacional chines é um dos fatores que expulsa essas industrias, pois torna a mão-de-obra mais cara e mais exigente, do contrário elas estariam até hoje produzindo nos EUA mesmo. E os “quistões” da Ásia são, de forma geral, instáveis demais para qualquer atividade produtiva, e os que não o são, estão localizados no meio do continente, longe de qualquer acesso ao mar e da logística global.

          E não é questão de se, ou de sugerir, isso já está acontecendo. O Vietnã tem crescido a passos assustadores e muitas industrias da própria China já se mudaram para lá. Inclusive, esse era um dos backgrounds de porque o acordo do transpacífico era considerado tão estrategicamente importante: se aproximar do Vietnã e trazer ele pra esfera de influência.

          • E o mercado interno mesmo da China ainda é muito pequeno comparado com o japonês, europeu ou norte-americano. Eles tem uma população muito grande, mas a capacidade deles de consumirem ainda é bastante baixa, e a gigantesca maioria da população ainda está na miséria no campo. O que é produzido por lá na maior parte é exportado, a produção lá feita é voltada pro mercado externo, não interno.

        • Interessante né cumpadre.
          Uma civilização se mede por ciencias,matematica,arquitetura e desenvolvimentos e hoje o Sudeste-Asiatico é o lugar mais prospero do planeta ! Tanto que a inveja Ocidental deseja de todas as formas causar uma guerra la !

      • O salário é maior por que a produtividade é maior, duvido que um trabalhador brasileiro produza ao menos metade de um chinês. Além do mais o nível de automatização dos chineses está crescendo a passos largos, logo logo chega a níveis de países desenvolvidos.

        • Que a produtividade do chinês é maior e por isso recebe mais é óbvio, mesmo porque, a produtividade do brasileiro é tão baixa, que conseguir produzir mais nem é grandes feito. E a automação faz exatamente o que eu comentei, expulsa as fábricas pouco especializadas, intensivas em mão-de-obra, pra onde o custo delas é menor, no caso atual: Vietnã e vizinhos. O processo que esses países já estão passando hoje é idêntico ao que a China e outros tigres asiáticos passou na década de 80/90.

        • Muitas coisas levam alguém a imigrar, salário é só uma delas, e nem é a maior. As vezes, é melhor receber menos num lugar onde se tenha liberdade do que ganhar muito como um escravo do estado. E lembre-se também que a China é um país de 1,3 bilhões de pessoa, a parte urbana pode estar indo bem, mas no campo o buraco ainda é bem mais embaixo.

      • Como diria o Engenheiro: “há níveis de sacrifícios que estamos abertos a aceitar”… a China quer engolir o mundo… cabe apenas perguntarmos se o mundo quer ser engolido por ela… 😉

  4. Demorou! Já vai tarde! Não gosto da cultura chinesa e nem do autoritarismo deles, mas é melhor te-los no topo do que o EUA, que é um país de mentirosos, terroristas, imperialistas e hipócritas anti-diplomacia que adoram brincar de democracia.

    “Há décadas Pequim estaria “se aproveitando” dos Estados Unidos, roubando sua propriedade intelectual”

    Falando em hipocrisia… kkkkkk

    • É muita hipocrisia destes americanos. 45% dos que trabalham no Vale do Silício são de estrangeiros. Se não fossem engenheiros e programadores canadenses, alguns europeus, japoneses, coreanos, chineses e indianos duvido que os EUA tivessem pelo menos metade das patentes que eles têm.

      • Exato, só que aquele país já chegou a um nível de orgulho tão alto que acaba impedindo eles de ver isso, e nunca vão admitir uma coisa dessas.

    • rsrsrssrsssss… se vc usa vaso sanitário em sua casa, bem como geladeira, fogão, televisor etc, é porque os EUA que civilizaram o mundo, meu caro… vc fala toda essa bobagem porque foi deseducado num mundo desconstruido pelo antiamericanismo atávico… pare para pensar no que seria o mundo hoje se fosse dominado a 120 anos pelos chineses por exemplo… estaríamos ainda defecando em buracos e vivendo no sistema agrário de exploração de mão de obra sem o uso de máquinas… toda essa ladainha antiamericanista é fruto da ignorância da história… ou melhor… de sua deturpação… o que o cinema americano fez pela civilização mundial toda a história chinesa, europeia e africana não foram capazes de fazer em 5.0000 anos de história quando o prisma se trata de educar e desenvolver o mundo… só isso os coloca em franca vantagem moral sobre qualquer sistema político ideológico atual… e sim, os chineses são ladrões de conhecimento… isso é público e notório… só que esse tipo de moral cristã não se aplica ao mundo ateísta marxista chinês… Trump é despreparado quando se trata de entender geopolítica… mas isso também acontecia, em quadrante oposto, com obamis e com a bruxa de Washington… nenhum demérito… apenas deveria contar com apoiadores mais preparados para enfrentar uma questão tão complexa…

      • Nunca li tanta merda num comentário só. Quero saber que se não houvessem as grandes navegações patrocinadas pelas potências européias os EUA sequer existiriam no mapa, não haveria colonização inglesa, o pilar da sociedade americana. Seria apenas mais um lugar para índio ficar coçando a bunda e comendo apenas o que a mãe natureza desse. Se um computador existe hoje, é por que foram acumulados conhecimentos de muitos anos, conhecimento esse que passou nas mãos de vários povos, de chineses à europeus, de árabes à americanos. Só existe civilização ocidental hoje graças aos europeus. O resto é consequência.

        • Estamos tratando do mundo de 100 anos atrás para o presente e não de toda a história da civilização… mas cada um abraça as suas verdade e sofre as consequências de suas escolhas… eu estou muito bem amparado pelas minhas e não me iludo com ilações criadas em mídias cooptadas como vcs, consumidores úteis ávidos de desinformações… saudações…

          • O viés mais facil é a esquizofrenia nazi-fascista sapatinho de fogo neo-pentecostal né ! E voces tem orgasmos anais imaginando um aiatola neo-pentecostal no Brasil como no pais maravilha de voces a nação mais nazista do planeta EUA.
            Sabe o que eu faria ? Fecharia todas igrejas evangelicas que não passam de ilusionistas do povo e servem para lavagem de dinheiro e expulsaria todas as ONGs estrangeiras do territorio Nacional que não tivesem real necessidade comprovada.

          • Quem te chamou na conversa, nazistinha embutido dazisquerdas ???… vai com sua cadelagem esquizofrenica pra lá, baba ovo da ORCRIM do ABC… essa sua tergiversação 5ª coluna já é manjada… o primeiro passo para a implantação da agenda marxista de vcs é acabar com as liberdades, seja ela religiosa, política, de expressão ou ideológica… só que não, mané… vcs estão com a bunda de fora e não dá mais para esconder as suas nádegas vermelhas… se toca mané… seu tempo já passou…

          • Quem esta tratando,voce? Se a materia é expecifica e trata de contesto.
            Há nazinha vá assistir show de gogo boy do teu idolo Alexandre Frota !

  5. Latiu,rosnou e foi abanar o rabinho na China,muito sucinto esse Pato Donald Trump

    • Mariano S Silva says:

      Eles só ferram os fracotes, como nós, da latrino América, que não tem coragem de encarar essa porra de gente que vive do alto de suas canetas!

      • Não é que a américa latina é fraca, a questão é que não temos lideres fortes, corajosos ou com visão, mas no dia em que tivermos gente assim no poder as coisas enfim começarão a mudar.

        • A questão é que somos um continente descaracterização poluido de prostituidos facilmente aliciaveis. Falta-nos comprometimento e o verdadeiro patriotismo que sera apenas possivel com mudança de sistema.

      • Realmente são covardes e cagões.
        Lembra que nem na passeata em Paris contra o terrorismo os cagões estavam presentes. Temiam homens-bomba.

  6. rsrsrssrssss… eu ia comentar, meu magnânimo amigo… mas pra que ???… vc foi ESPETACULAR… as vivandeiras dazisquerdas se coçam, coçam mas a realidade é outra… o conservadorismo pensa o mundo diferente dos especuladores e escravizadores… e isso é desesperador para eles… vc fez a pergunta certa… quem quer trocar Virgínia por Guangxi ???… rsrrsrsssss…

    • Voce generaliza e inverte conceitos !
      Quem escraviza heim senão teus nazistinhas traidores.
      Voce desconhece o que seja nacionalismo e entende mal o que é patrriotismo.
      Teu patriotismo é o patriotismo cadela de uma prostituta caraveleira de ocasião,que não reflete duas vezes para entregar a propria mãe e irmãos a seu cafetão !

  7. BRAVO !!!… e chamam os outros de hipócritas… a esquerda é uma m… concentrada…

    • Até hoje os idiotizados dazisquerdas nacionais e os embutidos neo anarquistas monarquistas não querem aceitar o FATO que um EUA falido NÃO INTERESSA a China… mas são lobotomizados demais para aceitar a realidade… sorry para eles… 🙂

      • E idiotas uteis como voce se borram de medo de um Brasil alicerçado na Monarquia e na meritocracia,por isso fazem corinho contra e neste momento esquecem as diferenças e se ajuntam com nazi-fascistas,esquizofrenicos evangelicos,maçons,illuminatis e maconheiros e afins.

      • Cumpadre
        A China derrota os EUA sem dar um unico tiro,bastando apenas fechar a torneira ! Fechou a toreneirinha,quebrou !

      • Se contenha sua cadelinha esquizofrênica… o que vc acha que pensa não tem valor algum para a realidade… fica na tua mané…

  8. ……………se os EU tem na China o seu maior investidor o Trump tem razão de sobra pra cortejar o Xijinping…daqui a algum tempo com a ajuda da Russia o yuan tomará o lugar do dólar como moeda de referencia mundial………..

  9. Eles, os comunas internacionalistas, como uma doença infecciosa, adentrou o mundo ocidental e através da compra de influências e posições, parasitou-nos… por isso é muito difícil nos livrar deles… mas é possível… primeiro se identifica o problema e depois se retira cirurgicamente cisto por cisto até a limpeza total da área degradada pelo câncer… é trabalho pra décadas de enfrentamento… o mesmo vale para os islâmicos que tem grande influência no ocidente através da grana dos petrodólares… mas nada segura a revolução tecnológica capitalista que vem por ai… o oriente vai cair de podre quando esse paradigma chegar chegando… 🙂

  10. maluco, dilson…

    É exatamente o contrário…

    Os chineses é que vem recebendo massivamente investimentos nas últimas três décadas de todo o Ocidente. Franceses e americanos em particular se mostraram os mais ativos, com investimentos que remontam ao inicio dos anos 80… Isso é o que criou a economia chinesa atual.

    TODA a economia chinesa está fortemente alicerçada em exportações, e tem nos EUA o principal cliente ( de longe… ). Sem o mercado consumidor representado pelos EUA, os chineses é que vão a falência.

    Somente agora é que vemos companhias chinesas ascendendo no mercado e uma diversificação de consumo. Mas mesmo assim… Vejam aí uma companhia chinesa que seja verdadeiramente inovadora em algum aspecto ou se os chineses realmente conseguem minimizar a necessidade de exportar ( em especial para os EUA )… Logo, não tem essa de “fechar a torneira”. Aliás, vão fechar o quê…? Se com um telefonema os chineses podem quebrar a bolsa, com uma canetada os americanos retiram suas industrias da China. Aliás, gradualmente estão fazendo isso e indo em direção a portos mais seguros para seus investimentos, tais como Índia, Vietnam e outros tigres asiáticos, além de muitas estarem retornando ao lar ( o que realmente está deixando os chineses em polvorosa ); e ainda pior: empresas chinesas que veem mais facilidade em montar filiais nos países os quais desejam adentrar o mercado, literalmente exportando empregos!

    O grosso da produção intelectual ainda está no Ocidente; notadamente nos EUA, que detêm ainda a liderança na concepção de patentes. De fato, 80% de toda a buginganga criada no planeta até hoje foi inventada em solo americano! O capital humano que eles tem é imenso. As pessoas não sabem o MONSTRO que é a economia americana e o potencial de crescimento de suas empresas…

    Divida interna…? Moeda lastreada…? Títulos…? Tudo isso se constitui em apenas uma parte da questão… Ora pois! Estamos na Era pós-industrial. Quem domina é aquele que tem a produção de cérebros e faz com que eles criem verdadeiras corporações desenvolvedoras de produtos. É aí que está o dinheiro DE FATO. E daí que enquanto os americanos tiverem os cérebros criadores do mundo, terão a hegemonia, e manterão por tabela a hegemonia de sua moeda, sua economia lastreada, e poderão vender títulos para quem quiserem para se auto financiarem, pois a PRODUÇÃO REAL DE RIQUEZA em solo americanos se manterá, garantindo solidez a moeda americana. Simples assim. E eles não tem pudores em capinar massas encefalicas de quem quer que seja para garantir isso.

    E há ainda o elo mais importante dessa corrente da hegemonia do dólar, que é o domínio sobre os grandes centros produtores de petróleo, que se dá pelo consumo imenso dessa commoditie por parte dos americanos ( que faz com que tenham uma relação muito mais próxima ), e que faz com que os árabes negociem em dólar e por tabela o mundo inteiro acabe tendo que investir em dólar em alguma parte de sua cadeia produtiva ( quer dependa ou não diretamente dos EUA ). Falando sobre isso, aliás, fica patente o crescimento de produção nos EUA, logo ao ponto de torna-los não apenas independentes, mas também exportadores em tempo próximo ( que bota os árabes de cabelo em pé, pois perdem a única moeda de troca que tem para deter alguma influência sobre os EUA ).

    E lembrem-se: os americanos também podem resolver entrar nessa brincadeira de moeda lastreada em ouro… E considerando destobramentos atuais e futuros, qual economia está ( e estará no futuro previsível ) em melhor posição para isso…? Quem mais perderia com essa patosqueira no final…? Quais regimes dependem mais que moeda fiduciária que aqueles estatistas…? Os EUA certamente perderiam muito, mas tendo uma massa crítica liberal já formada e uma economia das mais liberais, eles sobrevivem… E o resto…?

    Não pra menos, aliás, chineses estão investindo o que não tem no sistema educacional, enviando seus melhores talentos a todas as partes do mundo ( chega até a ser irônico ver a elite chinesa formada em Harvard, MIT, etc… rsrsrs ). Eles já entenderam isso e se preparam para adentrar a Era pós-industrial. E somado a isso, o que pode mudar o panorama é que os chineses começam a apostar pesado em liberalismo ( já tem uma galera enorme adepta do pensamento miseano ), certamente tomando por exemplo economias sólidas como Hong Kong, Macau e Singapura. Isso sim pode fazer deles uma potência ao passo de domínio global… Mas pra ficar acima dos americanos, é evidente os EUA tem que parar que criar ou eles terão que criar absurdamente mais; além de conciliarem certos entraves políticos ( como a quase certa diminuição da influência do PC chinês pelo surgimento de uma elite capitalista rica e poderosa e de uma classe média muito maior e com tendências liberais )…

    Também os chineses buscam, como os americanos, aumetar sua influência sobre grande centros produtores de petróleo. Mas isso vai depender de outros fatores geopolíticos absolutamente fora de seu controle nesse momento. Esse é um dos parâmetros, aliás, pelos quais investem pesado em territórios além-mar ( inclusas aí as ilhas artificiais )… Garantir as rotas abertas ao ‘dark gold’ é fundamental para o crescimento e estabilidade deles…

    • _RR_
      Sempre respeitei teu ponto de vista mas vc sempre foi um eterno fãboy e não é bem por ai.
      Hoje não so os EUA mas o mundo depende mais da China do que dos EUA !

  11. A produção de cerebros esta nos EUA e não mais no Sudeste Asiatico kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Os melhores matematicos tambem né kkkkkkkkkkkk
    Viva o simpatico mundo de Bob kkkkkkkkkkk

  12. ANGELA MERKEL
    ” Sim podemos fazer o jogo,mas voces terão de permitirem ONGs Européias” kkkkkkkkkkkkk e voltou de la comn o rabinho entre as pernas kkkkkkkk
    E Pato Donald Trump esta voltando de la com o que heim ! kkkkkkkkkk

  13. A tipica visão canina de se enxergar o mundo em duas cores das cadelinhas caraveleiras.

  14. Latindo latindo e latindo ameassando invadir sem a coragem para fazer !
    Jogue artefato nuclear na Coreia do Norte que eu queroi ver se tem coragem !
    Com o que mesmo esse idiota voltou na bagagem de Pequin heim senão com dois palitinhos e ração miojo sabor cachorra louca e suco de soja kkkkkkkk

  15. O pior de tudo é ver o Brasil excluido !
    Depois que o palhaço carequinha José Serra quando MRE disse que ia retirar o Brasil dos BRICS e tirou ? E o mafioso bandido Temer é caguete notorio da CIA ! Hoje estamos excluidos dentro do Bloco e nos contentamos apenas com intenções de acordos.
    Intenções foram as unicas coisas que Merkel e o falastrão Trump obtiveram de Chineses e nada a mais. Ou sera que pensam que sejam eles otarios !

  16. O RAIO X DOS INVESTIMENTOS CHINESES NO BRASIL

    http://www.bbc.com/portuguese/brasil-41088186

    VIVA O 15 DE NOVEMBRO

    Proclamação da República: por que, 128 anos depois, historiadores concordam que monarquia sofreu um ‘golpe’

    http://www.bbc.com/portuguese/brasil-41991813

Deixe uma resposta para Lucas Cancel

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com