NANSEN

nansen2

SOBRE O PROJETO


A classe de fragatas Norueguesa NANSEN, resulta de um projeto conceito desenvolvido em parceria entre a empresa espanhola IZAR (atual Navantia) e a Lockheed Martin.

O programa resulta do projeto NFR-90 que culminou na assinatura do protocolo de cooperação entre os estaleiros BAZAN, ROYAL SCHELDE e Bhohm+Voss porque objetivava o desenvolvimento de uma fragata de projecto de casco comum aos países membros da OTAN.

A missão principal destes navios é a guerra anti-submarina e para executar esta difícil tarefa, os navios foram equipados com sofisticados sistemas de localização, identificação e ataque.

Como capacidade secundária está a de prover a capacidade anti-aérea e anti-superfície .


SISTEMAS ELETRÔNICOS


A classe de fragatas Norueguesa NANSEN, são até o momento os menores navios à operarem os radares 3D AN/SPY-1, os principais sensores do sistema de combate AEGIS.

Este radar de varredura eletrônica, promove o controle de fogo dos canhões e a guiagem para os mísseis antiaéreos.

Com alcance de 400 km, esta versão é a mais recente da família de radares do sistema AEGIS e possui maior agilidade no processamento dos contatos no entanto, esta versão do SPY-1 não é capaz de interceptar mísseis balísticos, como as demais versões.

O sistema AEGIS utilizado pelas fragatas é hibrido. A parte norte-americana do sistema trata apenas da defesa anti-aérea enquanto que a luta contra alvos de superfície e alvos anti-submarinos é efetuada por sistemas adicionais desenvolvidos integrados pela empresa norueguesa Kongsberg.

Apoiando o radar principal está um sistema de detecção passiva Sagem Vigy 20 capaz de rastreira e detectar alvos através da sua assinatura infravermelha IV.

Para guerra anti-submarino os navios foram equipados com o sonar rebocado CAPTAS MK-2 V1 que combina detecção passiva e ativa e um sonar Spherium MRS-2000 para busca de curta à longa distância.

Os navios foram também concebidos para lançar sonobóias, auxiliando assim a caça aos submarinos e ampliando a sua capacidade de busca para uma área maior.

Para guerra eletrônica o navio conta com um sistema CS-3701 que combina funções de alerta de radar RWR e de apoio a contra medidas eletrônicas e inteligência eletrônica.

Também são usados lançadores de iscas de contra-medidas infravermelhas e acústicas do modelo Terma DL-12T, capacitado a operar iscas acústicas contra torpedos tipo LOKI.

Os sistemas de comunicação são integrados e incluem o link 11 e é preparada para atualização para o link 16 padrão da OTAN. Os navios contam ainda com sistemas de comunicação UHF e SHF via satélite.


SISTEMAS DE ARMAS


Os navios são equipados com 2 lançadores quádruplos de mísseis anti-navio de 160 km de alcance NSM fabricado pela Kongsberg Defense & Aerospace (KDA), que são usados para atacar navios.

Para defesa anti-aérea os navios contam com o sistema MK-41 de lançamento vertical com 8 células para 32 mísseis ESSM, versão do Sea Sparrow de 50 km de alcance .

Um canhão Oto Melara automático de 76 mm e 2 lançadores de torpedos leves BAE Stingray, anti-submarinos.

Os navios são capacitados a operar um helicóptero médio NH-90 ou equivalente.


PROPULSÃO


A propulsão é do tipo CODAG e utiliza diesel e uma turbina a gás, o sistema trabalha com dois eixos e dois lemes os motores a diesel são 2 Izar Bravo 12V de 4.5 MW e a turbina a gás é a General Electric LM 2500 com 19.2MW. Um pequeno motor elétrico retrátil permite manobrar o navio em áreas de pouco espaço e também serve de motor auxiliar na impulsão do navio em caso de avarias do sistema de propulsão principal.

Os navios podem navegar à 52 km/h porém a velocidade de cruzeiro é de 36 km/h.


FICHA TÉCNICA


Tipo: Fragata anti-submarino.

Tripulação: 120 integrantes.

Deslocamento: 5 130 toneladas .

Comprimento: 133.25.

Boca: 16.8 m.

Propulsão: 2 motores a diesel Izar Bravo 12V de 4.5 MW e 2 turbinas a gás General Electric LM 2500 com 19.2 MW.

Velocidade máxima: 52 km/h

Autonomia: 9000 Km

Sistemas eletrônicos: Radar multifunção AN/ SPY-1F com 400 km de alcance contra alvos aéreos. Sonar de casco MRS-2000. Sonar ativo/ passivo, rebocado CAPTAS MK 2; Sensor eletro-Óptico Sagen Vigy 20 de controle de armas.

Sistemas de armas: 1 lançador vertical MK41 de 32 células para mísseis ESSM, SSM: 2 lançadores quádruplos para mísseis NSM, 1 canhão OTO Melara de 76 mm, 2 lançadores duplos de torpedos BAE Stingray e 4 reparos de metralhadoras .50 .

Grupamento aéreo: 1 Helicóptero NH-90 ou similar.

Leave a Reply

Your email address will not be published.