Defesa & Geopolítica

Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) quer fim do monopólio na venda de armas no Brasil

Posted by

Órgão também quer a Justiça obrigue a empresa Forja Taurus a fazer recall de dez modelos de armas que apresentaram defeitos recorrentes

O Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) acionou a Justiça contra a União e a empresa Forjas Taurus S.A. para a quebra do monopólio e retirada de obstáculos à importação de armamento e munições no Brasil. Na ação, o MPF também pede à Justiça que dez modelos de armas produzidos pela empresa sejam recolhidos para reparo, substituição ou indenização pelo valor pago, a critério do consumidor. Segundo investigação, a baixa qualidade das armas têm causado danos físicos e perdas de vidas humanas no Brasil.

Pela gravidade da questão, o MPF quer que as rés sejam condenadas a pagar indenização por dano moral coletivo em valor igual ou superior a R$ 40 milhões. Para o Ministério Público, a União instituiu um regime inconstitucional de proteção de mercado com a restrição à importação de armas que beneficiou a Taurus. Dessa forma, foram violados a ordem econômica, os direitos do consumidor, a segurança pública e o patrimônio público.

A empresa nacional Forja Taurus é uma das três maiores fabricantes de armas leves do mundo. Exporta armas e acessórios para mais de 70 países, sendo a 4ª colocada em venda de armas nos Estados Unidos da América. No Brasil, controla 90% do mercado de armas curtas, graças à reserva de mercado instituída pelo Exército Brasileiro em seu favor.

Reserva de mercado – Regulamentação do Exército Brasileiro proíbe importação de armamentos quando existe similar no mercado nacional. Dessa forma, os órgãos de segurança pública de todo o país ficam impedidos de importar armamentos mais adequados e se tornam obrigados a adquirir armas de baixa qualidade que estão sendo produzidas no Brasil.

Para a procuradora da República Lívia Tinôco, “com a falta da livre concorrência, as empresas nacionais não são pressionadas a buscar melhorias em seus produtos, uma vez que, independentemente da qualidade, tem a garantia de reserva de mercado”. Por isso, para o MPF, “o Exército não pode privilegiar um fabricante, ainda que nacional, em prejuízo da liberdade de mercado, sendo lícito apenas que discipline os calibres e tipos de armas autorizados, restritos ou proibidos, mas não influir na liberdade de uma empresa comercializá-las no país, sob a fragilíssima desculpa de existência de similar nacional.”

Danos ao erário – Para o MPF, o dano ao erário é imenso, uma vez que todos os órgãos de Segurança e Defesa e seus integrantes – Guardas Municipais, Policiais Estaduais, Polícias Federais e Forças Armadas – são obrigados a adquirir armas e munições de uma única empresa, com preços acima dos praticados por empresas que poderiam ser concorrentes. A falta de concorrência pode gerar preços abusivos, por exemplo, uma Taurus Model 840.40, SW 4”, no mercado americano custa menos de U$300, o que equivale a menos de mil reais. O mesmo modelo no Brasil é fornecido aos órgãos de Segurança por R$ 4.813,56, isso com isenção da quase totalidade de impostos e sem intermediação de lojistas.

Armas de baixa qualidade – Durante a investigação, o MPF recebeu informações, laudos e relatórios técnicos de diversos órgãos de segurança pública, que apontam para a baixa qualidade de alguns modelos de armas da empresa Forjas Taurus. Segundo órgãos de Segurança e Defesa, há quantidade significativa de armas inutilizadas por estarem inservíveis em consequência de quebra ou dano por baixa qualidade ou defeito de fabricação.

Danos físicos e mortes – Também foram identificados diversos casos de falhas no disparo ou disparos acidentais em armas produzidas pela Taurus, que levaram a danos físicos e até a morte de pessoas. A quantidade de casos graves levou à criação de uma associação – Vítimas da Taurus – criada para externar a revolta de familiares e de pessoas diretamente atingidas em razão de funcionamento defeituoso das armas Taurus.

“Pelos defeitos de fabricação nas armas fornecidas aos Estados Unidos, a empresa fez acordo milionário reconhecendo o problema e indenizando os consumidores americanos. Na ação, o MPF busca reparar os danos que a empresa tem causado aos consumidores brasileiros em geral, aos policiais brasileiros em particular, e aos órgãos de segurança pública”, explica Lívia Tinôco.

Ao longo da investigação, o MPF/SE ouviu todas as Secretarias de Estado da Justiça/Defesa do Brasil. Dos 26 Estados mais o Distrito Federal, 19, ou seja, 70,3%, responderam que têm problemas com as armas da Taurus. O MPF/SE também obteve informações técnicas de diversos órgãos policiais e se utilizou dos debates da audiência pública realizada na Câmara dos Deputados em agosto de 2016 sobre os defeitos apresentados nas armas fornecidas aos órgãos de Segurança Pública da União, Estados e DF.

Pedidos liminares – O MPF/SE pediu, liminarmente, que a Justiça Federal proíba a empresa de comercializar no Brasil dez modelos de armas que têm apresentado defeitos recorrentes. Também que seja obrigada a fazer recall desses modelos para reparo, substituição e/ou indenização, conforme escolha do consumidor. O MPF quer que a União seja proibida de aplicar a restrição imposta pelo Exército Brasileiro (artigo 5º do R-105), que impede a importação de armas, sob o argumento de existência de similar no mercado nacional.

A Justiça Federal deferiu parcialmente o pedido liminar do MPF e determinou que a empresa Forja Taurus apresente, no prazo de 90 dias, plano detalhado de recall dos dez modelos de armas defeituosas. Os demais pedidos foram negados. Por isso, o MPF/SE recorreu ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região e aguarda julgamento do desembargador federal Lázaro Guimarães.

Pedido principal – No pedido principal, o MPF/SE quer a modificação do teor do R-105 ou edição de novo regulamento substitutivo que não crie regime de monopólio na venda de armamentos ou munições no Brasil, com privilégios e proteções a empresas nacionais em prejuízo à livre concorrência.

Também quer que a empresa Taurus seja impedida de comercializar no Brasil os dez modelos de armas que tem apresentado defeitos recorrentes, a menos que comprove solução dos problemas existentes.

O MPF/SE requer, ainda, que a Taurus seja condenada a realizar recall e a pagar indenização pelos danos morais coletivos praticados contra os consumidores, os policiais brasileiros e a sociedade em geral.

Confira os dez modelos de armas produzidas pela Tauros que, segundo investigação do MPF/SE, apresentam defeitos com frequência:

– pistolas modelo 24/7 PRO TATICAL PRO LS DS, no calibre .40;
– pistolas modelo PT 840, calibre .40;
– pistola modelo PT 740, calibre .40
– pistolas modelo PT 100 calibre .40;
– pistolas modelo AF calibre .40;
– pistolas modelo PT 640 calibre .40;
– pistolas PT 100 Plus, calibre .40;
– carabinas modelo CT 30 calibre .30;
– carabinas modelo CT 40, calibre .40 e
– submetralhadoras MT calibre .40

Confira aqui a íntegra da ação do MPF/SE.

Número para acompanhamento processual: 0803509-42.2017.4.05.8500

Assessoria de Comunicação
Ministério Público Federal em Sergipe
(79) 3301-3874 / 3301-3837
prse-ascom@mpf.mp.br
Twitter: @MPF_SE
Facebook: Facebook.com/MPFSergipe

49 Comments

  1. Pingback: Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) quer fim do monopólio na venda de armas no Brasil | DFNS.net em Português

  2. Aleluia, demoraram algumas décadas para pedirem o óbvio mas antes tarde do que nunca. Poderiam aproveitar a oportunidade e já revogar logo de vez também o entulho autoritário getulista do R-105…

  3. A Máquina Troll says:

    “Brasil: esse estranho país de corruptos sem corruptores.”

    Luis Fernando Verissimo 😉

  4. A Máquina Troll says:

    Um brazileiro por dois real…Três é cinco…rs….

  5. A Máquina Troll says:

    Enquanto isso os irmãos Batista são enquadrados por apresentarem provas com filmagens e gravações dos crimes destes bandidos que tomaram o pais e o delatado e chefe da quadrilha que tomou o poder está tranquilo….segue numa boa… fazendo e acontecendo… cego dos dois olhos e não vê o Brasil se desmanchando em corrupção e bandidagem!….

    Se delatar, VAI PRESO :

    https://www.youtube.com/watch?v=j00T7UVrNSM

  6. ALELUIA !!!… ALELUIA !!!… ALELUIA !!!… ALELUIA !!!… ALELUIA !!!… acordaram para a realidade !!!… monopólio é a pior coisa que pode acontecer a uma indústria… lembram dos nossos automóveis da era antes do Collor ???… umas carroças… quem sabe com a competição a Taurus cria vergonha na cara e passa a produzir produtos com mais qualidade… falo isso com conhecimento de causa… a linha 24/7 é uma M… já os revolveres e pistolas da linha PT são boas… então é questão de desenvolver melhor o projeto de sua linha de pistolas e fuzis atuais… o que não dá é para policiais e consumidores pagarem o pato… ESTE PAÍS AINDA PODE TER JEITO !!!… é questão só de determinação e gerência com responsabilidade e sem ideologias abestadas dazisquerdas…

    • sergio ribamar ferreira says:

      Concordo com o Sr. Lucas. Tem um comentário meu para o Sr. no texto sobre “sociedade brasileira…” Aguardo resposta se achar melhor. Passar bem e um abraço.

    • A Máquina Troll says:

      “Lucas
      13 de novembro de 2017 at 20:33

      ALELUIA !!!… ALELUIA !!!… ALELUIA !!!… ALELUIA !!!… ALELUIA !!!… acordaram para a realidade !!!… monopólio é a pior coisa que pode acontecer a uma indústria… lembram dos nossos automóveis da era antes do Collor ???… umas carroças”

      Saiu na revista Forbes(eua) uma pergunta para um dos diretores da Toyota qual o motivo dos carros do Brasil serem tão caros?..Ele respondeu “por que eles compram”…Simples…as coisas são caras porque as pessoas compram…Não é só a Apple…um Camaro nos eua custa 50 mil reais…aqui 200 mil…A gasolina que exportamos para o Paraguai é vendida para eles por menos da metade do preço que pagamos…Um carro popular custa de 7 a 10 mil reais de custo…depois adiciona uma margem gorda de 50% a 60% e posteriormente os impostos (40%), frete (1000,00) e 10% a 15% do concessionário…fez a conta???…Pois é…Esta é a margem absurda de lucro que nunca é revelada…fica escondida entre balanços da empresa…só a Fiat mostra que lucra mais que o dobro dos outros países(8% sobre o faturamento bruto) mesmo assim o lucro deve ser maior pois provavelmente é disfarçado…

      O Gol é produzido no braziu por 8 mil reais!..SÓ OITO MIL!…A VW exporta pro México onde é vendido por 18 mil e pra Argentina onde é vendido por 22 mil(com o governo arrecadando seu imposto, a montadora tendo seu lucro, tudo certinho e justo)…Sabe quanto custa esse mesmo carro exportado aqui no braziu?…mais de 30 mil!…O POVO BRAZILEIRO É ROUBADO POR GOVERNOS CORRUPTOS E EMPRESAS ESTRANGEIRAS…O preço de um mísero gol 1.6 completo(abs, airbags, vidros elétricos) é o mesmo que de um Camaro v6 nos eua…Aliás no braziu o Camaro é 200 mil reais…Lá nos eua você compraria 3 ou 4 Camaros com o preço de 1 deles no braziu…brazileiro compra lixo achando que é ouro…E paga o valor do ouro…As montadoras não só ganham no preço de venda elas ganham vendendo o basicão fora de linha de lá fora como top de linha no braziu…por exemplo TODOS os automáticos nos eua tem controle automático de velocidade no volante(Cruise control)…Por que aqui no braziu vc paga R$ 10.000 a mais?…

      Além de pagarmos os maiores impostos do mundo(Custo braziu) pagamos a maior margem de lucro do mundo por carro vendido…É o Lucro braziu em que a inovação é substituída pelos esquemas das empresas estrangeiras com governos corruptos, redução de impostos não repassado ao consumidor e taxação de importados numa clara reserva de quem não está interessado em inovar…apenas lucrar…pois precisam manter as matrizes…Margem de lucro no mundo 6%…no braziu até 35%…O Governo, CADE e MPF que deveriam investigar e punir esse CARTEL nada fazem…Cartel sim pois todos combinam de cobrar o dobro…

      A troco de propina entregam todo o monopólio do mercado consumidor do pais para estrangeiros…as licenças de exploração são vendidas por mixaria em troca de doações para campanha eleitoral e depósitos em contas pessoais no exterior…é pavorosa e dramática a situação deste pais…

      • Parte da culpa também é dessas multinacionais dos outros caro A Máquina Troll… explico: a margem de lucro deles aqui é 15%, 25%, 10%… lá nos países ditos de 1º mundo não passa de 4%… Isso não tem nada a haver com corrupção… Eles lucram mais aqui para cobrir operações financeiras furadas lá nos países centrais.

    • A Máquina Troll says:

      A fábrica de carros 100% brasileira perseguida e destruída pela Ditadura Militar :

      https://www.youtube.com/watch?v=XFr2zRorBJM

    • A Máquina Troll says:

      Reflita – Lobista da Shell orienta Relator antes de Comissão do Petróleo :

      https://www.youtube.com/watch?v=K7PpcroWETA

    • A Máquina Troll says:

      Mais Um Crime Inimaginável Contra o Brasil :

      https://www.youtube.com/watch?v=4Wt4du7Haps

      • jose luiz esposito says:

        Este artigo do youtube , tem um comentário meu logo acima !
        Não foi esta a Fabrica Nacional destruída , mas a FNM , mesmo construindo veículos e caminhões de projetos italianos , adiante já estva com projetos de desenho nacional como o FNM ONÇA , blindados , etc , mais adiante ainda passaríamos a projetos de motores etc . Mesmo sendo passado ao controle italiano , primeiramente a ALFA ROMEO e depois ao controle das duas a FIAT, pelo menos deveríamos manter a Marca FNM , a frente tudo poderia mudar e mesmo continuando com controle italiano , não haveria problema , até porque italianos , são quase brasileiros !

  7. O engraçado é o silêncio do Exército Brasileiro. O exército que é responsável pela fiscalização não toma nenhuma atitude dura contra A Taurus. Era para essa ter tomada multas pesadas e suspensão de fabricar e comercializar muitos modelos de armas com defeitos. A moleza do exército me causa estranheza.

    • Me lembro que teve uma reportagem que falava que generais que se aposentavam acabavam virando “conselheiros” da Taurus sem explicação.
      Não sei se é verdade mas não me surpreenderia uma vez que o Exército há anos não toma atitude nenhuma quanto a isso.

      • Alexandre Moraes says:

        Há uma explicação sim, Guacamole. É a mesma razão pela qual há muitos oficiais daqui da Brigada Militar do RS que estão entranhados na Taurus e muitos executivos dessa empresa igualmente entranhados na BM. Trata-se uma relação promíscua entre os comandos militares e industriais, com muito dinheiro sujo rolando para todos os lados. Generais e Comandantes garantindo o futuro dos tataranetos com recursos públicos de origem escandalosa por meio de leis e negócios que beneficiam os empresários. Ou seja, nada muito diferente da política “tradicional”, é como a relação entre Odebrecht e os políticos, a novela aqui é exatamente a mesma, só mudam os personagens.

        E ainda há quem defenda a intervenção militar. Pobres coitados, mal sabem eles que em Banânia o baile é tocado do mesmo modo em todas os lugares…

  8. sergio ribamar ferreira says:

    Boa pedida para Browing 9mm high power (13 tiros) uma arma excelente para forças de segurança e até para uso civil. Só basta extinguir este estatuto do desarmamento. Se a República e Federativa, cada Estado deveria ter autonomia para implantar regras adequadas aos cidadão para a posse ou porte de armas. Governo algum tem o direito de interferir na vida do cidadão, inda mais quando este quer se defender e também proteger a família. Há muitas formas de se fazer o controle sem retirar o direito do cidadão possuir sua arma( biometria, banco de dados unificado, DNA,…) Infelizmente nesta hora não tem ou não querem empregar tecnologia.

  9. Cyber Warfare Officer says:

    Monopólio estatal, só no brazilzão mesmo

    • Estatizar é o melhor negócio para azisquerdas… afinal, não há outro jeito de meter a mão na grana do povo do que estatizar mais, mais, mais… os milicos fizeram isso por burrice porque tem a mentalidade positivista que o estado deve dominar tudo… mas azisquerdas não são tolas não… são pragmáticas… estatais são uma delícia quando os esquerdas chegam ao poder… em pouco tempo o partido todo fica milionário…

  10. Cesar A. Ferreira says:

    Não é por nada, mas isto não é uma atribuição do MP.
    A concepção e implantação de uma política industrial compete ao Poder Executivo.
    A dotação das nossas FFAA também compete ao Poder Executivo.
    Não cabe ao MP questionar o teor político das escolhas do executivo.

    O MP age de forma acintosa, fora das suas atribuições. O ativismo do judiciário implicará em muitos problemas futuros. Em geral, as pessoas ficam focadas apenas nas falhas havidas na Taurus, ocorridas em função de uma briga societária havida naquela empresa, hoje superada, e se esquecem que o MP tem as suas atribuições definidas e delas não deve fugir.

    • Correto Cesar assino embaixo.

    • Na verdade meu caro transformaram lava jato e MP em milicia politica social !

    • jose luiz esposito says:

      O JUDICIÁRIO brasileiro é o Pior , mais Caro e mais Metido em Corrupção e Corporativismo do Mundo , e ainda com Auxílio de uma MP desgraçado , o que se pode esperar !

    • Quando eu leio isso lamento o fato de haver tantos brasileiros que não conhecem o famoso “livrinho”. Se as pessoas conhecessem a constituição saberiam que a presente medida está perfeitamente inserida nas funções constitucionais do MP.

      • S-88, mas o ponto que o colega Cesar levanta é totalmente pertinente ao tipo de questionamento (ou afirmativa) que o MP fez.

        Constitucionalmente, cabe ao MP levar à Justiça Federal acusação contra a empresa pelo grave risco à integridade física que os portadores desse tipo de armamento estão expostos, tendo em vista o papel omisso ao qual aparentemente o Exército teve para com a fabricante ao longo de sua história. Inclusive, caberia o acatamento de ação civil, direcionada pelos usuários que se viram prejudicados pelos modelos.

        Mas, definitivamente, sugerir alteração de Regulamento substituivo, diretamente atrelado a uma Política Industrial de Estado, não deveria partir dos procuradores. Ainda que o assunto seja tema adequado a um debate social (monopólio e reserva de mercado), é atribuição do Poder Executivo, a partir das pressões vindas de organizações civis e/ou de representantes no Legislativo.

        • Meu amigo, não se deixe levar pela prosa do sujeito pois trata-se de alguém que não é adepto do Estado Democrático de Direito, e que em diversas oportunidade aqui e em outros site, com esse nick e uma coleção de outros, sugeriu garrote e mordaça no MP e no judiciário (desconfio que isso se deu ao fato de próceres do seu partido terem sido presos e condenados sob os auspícios da Lavajato).

          Dito isso eu respeitosamente irei discordar de você quanto ao fato do MP ter questionado a proibição de importação de armas de fogo. Conforme o art. 127 da nossa carta magna cabe ao MP a defesa dos interesses sociais e individuais indisponíveis, que certamente estão a ser violados pela política industrial que permite o monopólio de uma fabricante que está a produzir e vender armas defeituosas, que colocam em risco não apenas os agentes públicos que a utilizam como também a coletividade que depende da segurança pública provida pelo Estado. Ademais, e salvo melhor juízo, ao que tudo indica o MP arguiu a inconstitucionalidade do referido dispositivo legal em sede de controle difuso de constitucionalidade, o que está perfeitamente dentro das funções institucionais do parquet, certamente aduzindo que da forma como está ele ofende a CF/88

          • Aí que está. Trata-se de uma ação Direta de inconstitucionalidade? Entendo que o papel do MP seria apenas o de orientar/ propor, baseado na acusação encaminhada.

            Sendo uma ADIN, ao avaliar, o STF ainda assim não poderia agir como determinante de uma prática de competitividade protecionista, sem antes questionar ao Executivo o que se extrai de benefícios ao desenvolvimento industrial e tecnológico nesta área, especialmente sobre a geração de empregos e renda que se sobreponha ao melhor interesse do consumidor (no caso, à liberdade de escolha deste).

            Porque, partindo desse pressuposto, podemos abrir precedente perigoso sobre políticas governamentais de compras preferenciais, como as feitas na área de petróleo e gás, que induzem à formação de um parque nacional de navipeças, ou à exigência de conteúdo nacional nas aquisições privadas.

            Existem segmentos cujo encadeamento produtivo desse tipo estratégia direcionada, são muito impactantes para o interesse nacional empresarial de longo prazo (ainda que ferindo a lógica de economicidade e liberdade do consumo).

            No mais, concordo plenamente: não é possível que depois de tantos problemas com modelos que poderiam significar a vida de um agente de segurança, o Exército e a autoridade
            Pública federal, estejam fazendo vista grossa. Nesse ponto, valeu à pena o MP ter aberto ao menos a queixa-crime.

  11. Cesar A. Ferreira,
    Entendi mais ou menos o que você quis dizer.Porém, quando um problema grave está acontecendo com armas, matando profissionais de segurança e sem Exército tomar providências rigorosas para corrigir e sanar o problema, o MP público pode se manifestar sim, mesmo não sendo totalmente a área dele, pois isso é crime, que uma empresa como Taurus está cometendo, fabricando armas de baixa qualidade , além risco de vida par aos profissionais que operam essas armas.
    A Taurus está confortáveis demais com grande reserva de mercado que ela possui no mercado brasileiro. Acho que devido isso que ela não se preocupa com qualidade das armas que fabrica. Concorrência sempre é uma boa para estimular a qualidade.
    Não é porque Taurus é uma empresa nacional que tem direito de fabricar armas de baixa qualidade.Ela tem obrigação de ter a qualidade igual ou superior aos importados.

    • Concordo tambem contigo Bob
      O problema é o MP que apenas é um instrumento para auxiliar a justiça,querer se fazer poder sem ser o poder.
      Acontece que neste pais tem muito cacique para pouco indio e a moda pega,e onde fica a democracia nisso !
      Se erros existem que se cobrem resoluções,mas quando se trata de industria nacional de defesa isto adentra segurança nacional !
      E segurança nacional o buraco é muito mais embaixo !

      • jose luiz esposito says:

        JUDICIÁRIO brasileiro nunca se preocupou com Segurança Nacional , então quando aquele Doente do Aires Brito , rasgou a Constituição e deu parecer favorável a Reserva Raposa Terra do Sol, ficou claro que o o Judiciário , além de Mais Caro , Corporativista ,e a Maior das Mazelas brasileiras , é também altamente ENTREGUISTA e anti brasileiro !!

        • sergio ribamar ferreira says:

          Raposa Serra do Sol. foi a maior asneira que se fez. acabou com um estado que era produtor de arroz. Muitas famílias com mais de 100 anos viviam harmoniosamente com os índios que lá habitavam. Depois disto, só miséria. Concordo plenamente com o sr. José Luis. Terrível. desconcertante posição ideológica de destruição econômica e humana. assisti a uma reportagem que os próprios índios estão insatisfeitos e numa miséria sem dó. O que fazer agora?

    • Acredito que como já se manifestou outro colega aqui, que basta o Exército fazer o seu trabalho de fiscalização e em empresa ser punida proporcionalmente aos defeitos apresentados. A política de defesa deixa que as forças armadas e o Presidente da República definam… Tem gente demais como poder executivo, dando pitaco.

  12. Se ja não basta-se o sucateamento de nossas Forças Armadas,agora a justiça articula a entrega total da industria de defesa Brasileira !
    É o catranco precisa ser forte mesmo,amplo.geral e irrestrito !

  13. A Camara defende um prazo de validade para a lava jato. Onde estão realmente os Brasileiros ?

  14. Certamente ESTÃO TODOS COMENDO NO LOBBY INTERNACIONAL.

    • A Máquina Troll says:

      Durante as investigações sobre um notório ex-presidente “Neoliberal” que sofreu impeachment, foi apurado que a mercedes havia-lhe dado 300 mil dólares para a campanha…O mal do Brasil é o brazileiro!!!..Tudo isso é apenas uma síntese de como o mercado internacional nos enxerga…TUDO aqui é mais caro, TUDO custa duas, três, quatro vezes mais que no resto do mundo…Isso vale para sabonete, comida, roupa, imóvel, eletrônicos e automóveis…a coisa toda não tem nada a ver com governo…e sim com o próprio brazileiro que não valoriza o próprio dinheiro…Alegres e ignorantes…este é o perfil do brazileiro…

  15. A Máquina Troll says:

    Brasil subordinado do primeiro mundo :

    https://www.youtube.com/watch?v=kodh3RyePhs

    • A Máquina Troll says:

      Infelizmente existe uma rede organizada em desvio de dinheiro público e corrupção instalada na política e no judiciário brazileiro…O atual golpe que impera no brazil é um dos mais desgraçados já surgidos na América Latrina… todos desempenham seu papel dentro dos limites legais desde a tomada da presidência por esse Tumor Temer passando pelo moro e o ministro do STF…

    • A Máquina Troll says:

      Pensem nisso….Se um cidadão articula e tenta todos o meios para evitar que ele seja investigado é a prova contundente de que ele está envolvido nas acusações….Como diz o dito popular:..”QUEM NÃO DEVE NÃO TEME”….Meus amigos…tá tudo dominado!…Não adianta mais gritar nem bater panelas… os corruptos, traficantes e outros tipos de bandidos tomaram o Poder… perdemos feio para esses safados….Venho dizendo…O BRASIL NÃO ALCANÇARÁ ESTABILIDADE INSTITUCIONAL DE FORMA PACÍFICA!…. Já estamos na hora da indignação se tornar ação efetiva… até agora conivente e dividido em nome de preferências partidárias que não fazem qualquer sentido….enquanto o povo for bovinamente governado e aceitar tudo esse canalhas irão fazer o que quiserem…

      • Sabe quando eu afirmo aqui que tudo esta entregue e que todos estão vendidos ? Desde a divulgação do pré-sal que se não me falhe a memoria se deu em 2009 ou 2010.
        E sabe o que eu vi em uma multinacional Americana em 2006 em Macaé RJ ? Um grande mapa na parede com todas as areas do pré-sal subdividido entre empresas Americanas e Britanicas. Eu não tinha na hora nenhum meio eletronico para filmar ou fotografar e quando informei a superiores,não me deram ouvidos. Nem se importaram em apurar,disseram que geraria desgaste. Não acreditaram em mim !

  16. engraçado o misterio publico ataca empresas brasileiras liberais bastante
    mas porque os mesmos nao pedem o fim da eletizaçao do estatuto do desarmamento ai sim
    mas na verdade eles pedem o fim e da exclusividade de empresas de armas brasileiras
    so sei que o deputado que criou e seu poder para ministerio publico disse criamos um mostro
    alias ministério nada e sim misterio publico

    • É só não fabricar e vender produtos sem controle de qualidade adequado que o MP não pertuba, pézito… assim como é só não roubar, matar, estuprar, enganar que vc não vai preso… 🙂

  17. Falem baixo, senão os petralhas escutam. Afinal, levaram uma boa grana desta picareta da taurus.

    • A Máquina Troll says:

      Se eu fosse esse juiz Sérgio moro eu pedia logo a aposentadoria pois 2018 esta chegando e o que tudo indica o Pernambucano esta disparado em todas pesquisas de intenções de votos…!!…e esta voltando para reverter e desfazer todo este desmonte feito no pais…

  18. sergio ribamar ferreira says:

    Uma observação: existiam várias fábricas de armas no Brasil cito algumas: Caramuru, Bernardini, Lapa… estas foram desaparecendo. Rossi depois Taurus(CBC), Imbel são as que restaram. Taurus possui bons revólveres, mas no quesito pistolas, se deu muito mal com as . 40. deve ser indiciada, lógico. MP está certo. Houve muitas falhas, porém acredito que com estas ‘pancadas’ a empresa tende a melhorar. Jamais gostaria de ver trabalhadores desta empresa ou de qualquer outra serem mandados embora pela falência da empresa, entretanto a empresa tem por obrigação melhorar e se aperfeiçoar, neste aspecto a concorrência se faz necessário. Duas empresas apenas, fica difícil uma melhora. Citando um exemplo leiam sobre as fábricas de armas na Argentina. possuem várias , inclusive mais clubes de tiro esportivo do que aqui. temos de ter mais indústrias aqui. Venha uma Colt e esta se instala aqui e deixa sua filial e concorre ( os trabalhadores são nossos , com o tempo a empresa se expande ou não) O técnico ou engenheiro brasileiro que trabalhou nesta empresa , cria seu próprio negócio e sua empresa nacional e assim por diante. Exemplo; Amadeu Rossi.(italiano). Excelentes revólveres. Abraços

  19. Judiciario Brasileiro é uma corte pré-historica e ultrapassada a servir o sistema hipocritamente.
    O Brasil precisa é de renovação total,fim de estabilidades e nada mais indicado por ninguem e sim alicerçado no merecimento e na fidelidade nacional. Neste prostibulo prostitutas e traidores tambem usam tógas !

  20. “Reserva de mercado ”
    “Armas de baixa qualidade ”
    “Danos físicos e mortes”
    _
    Olha a bost# que acontece quando o estado leviatã resolve inibir a liberdade de mercado e regulamentar demais.
    Os incompetentes escorados adoram, afinal sem concorrência não e necessário esforço, afinal o papai estado garante….

    • A questão não é monopolio e concorrencia Celite Paulistana e sim carater e principios de se exigir qualidade.
      Quando se tem qualidade o produto externo não tem condições de competir e fica na prateleira alimentando sonho aficcionado.
      Menos,traidorzinho Doriana !

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com