Defesa & Geopolítica

Marinha russa pode ter que desmantelar seu único porta-aviões

Posted by

Tradução e adaptação – E.M.Pinto

O único porta-aviões da Rússia, o almirante Kuznetsov, pode ser desativado se o Ministério da Defesa e a indústria não resolverem a questão da substituição da doca seca flutuante PD-50 necessária para concluir a reparação do casco do navio, informou o jornal Izvestia, citando uma fonte na Marinha russa.

A Marinha Russa está considerando a desativação prematura de seu único porta-aviões depois que a doca seca flutuante PD-50, que a abrigava, afundou.

EM 2018 o navio sofreu um sinistro no dique seco flutuante  após uma falha no fornecimento de energia, fazendo com que um dos guindastes do cais caísse no convés do porta aviões, frindo os trabalhadores da estação de reparos. O incidente deixou um buraco de 4 × 5 metros no convés de vôo da embarcação.

Agora, o maior navio de combate da superfície da Marinha Russa está aguardando a decisão de seu destino perto do muro da 35ª Instalação de Reparos em Kola Bay, perto de Murmansk. A Rússia não possui um substituto adequado para o PD-50 que fora adquirido da 1980 na Suécia para a Marinha Soviética. Além disso, o porta-aviões russo já protagonizou  muitas outras controvérsias.

Segundo a Popular Mechanics, nas últimas décadas, o Kuznetsov já havia sido assolado por incêndios, cortes orçamentários e falhas nas caldeiras a vapor. É tão pouco confiável que um rebocador o acompanha em longas viagens.

Mesmo antes do acidente do PD-50, vários observadores questionaram a utilidade e a despesa de reforma do Kuznetsov.

 “Em geral, precisamos revisar criticamente o conceito doméstico do emprego de grupos de ataque de porta-aviões, já que a Rússia se comprometeu a usar o almirante Kuznetsov para realizar tais missões”, sugeriu Oleg Vladykin na Nezavisimaya Gazeta.

O editor do jornal Moscow Defense Brief Mikhail Barabanov rejeitou as atualizações de Kuznetsov.

“Como Kuznetsov não é tanto uma plataforma de combate como uma plataforma de treinamento, a modernização profunda para ela é um excesso óbvio”.

O almirante Kuznetsov (cruzador de aeronaves pesadas na classificação russa) foi comissionado em 1990 e herdado pela Rússia após o desmembramento da URSS. O nome inicial do navio era Riga; foi lançado como Leonid Brezhnev, embarcou em testes no mar como Tbilisi, e finalmente foi nomeado Almirante Flota Sovetskogo Soyuza Kuznetsov após o almirante da frota da União Soviética Nikolay Gerasimovich Kuznetsov.

Nos anos imediatamente posteriores à Guerra Fria, raramente foi para o mar – conduzindo apenas seis patrulhas entre 1991 e 2015. Em 2009, um acidente elétrico matou um tripulante na costa da Turquia. Mas a Rússia repetidamente empurrou o navio para o serviço, e uma missão de 2016 na costa da Síria viu o navio perder dois jatos em apenas três semanas.

No momento, a Rússia não tem as possibilidades técnicas e financeiras para restaurar seu antigo porta-aviões e também para construir uma série de novos.

Fonte: Defence Blog

12 Comments

  1. Não conseguem resolver os problemas em casa e querem resolver os problemas da Venezuela;

  2. Mas o quê?
    Essa belonave embarca os jatos mais modernos da atualidade, algo que faz tremer todo o ocidente e, porque não, todo o planeta.
    Não pode ser detido por algo tão trivial quanto o afundamento de uma doca flutuante ou um rombo no convoo.
    Tremei, oh ocidente, pois o ex império soviético lavará essa ofença com fogo dos céus. Nada impedirá que a pátria mãe russa continue a assassinar seus tripulantes.
    Ah, a verdade, sempre ela…

  3. A marinha russa vai ser reduzida pela metade até 2030, enquanto o exército estará usando tanques de 60 anos.

  4. CESAR ANTONIO FERREIRA says:

    O “Defense Blog” é editado por um ucraniano que nutre aversão exacerbada contra a Rússia. É o mesmo veículo que “informou” que o Egito iria devolver os seus Ka-52, que estava insatisfeito com os mesmos cujos motores sofriam de queda de desempenho acentuada no ambiente quente e seco…
    O Defense Blog foi criticado no mundo inteiro por esta nota, visto que os motores da ´serie VK-2500 exibem desempenho favorável em ambientes quentes e secos, tal como visto no Afeganistão.

    Repercutir o Defense Blog é um tiro no pé.

    • HMS TIRELESS says:

      Não consegue derrubar os fatos, até porque os mesmos são inequívocos, o que resta é atacar a fonte usando os argumentos mais delirantes não é mesmo!? Pior, desrespeitando o editor do PB.

      Entretanto, para quem acredita e divulga que os Pantsyr na Síria estariam neutralizando as incursões israelenses quando na verdade o que vemos é justamente o inverso ou seja, o aludido sistema sendo neutralizados pelos sistemas SEAD das IDFs, que as mesmas IDFs teriam perdido “dezenas de Merkavas” durante a Protective Edge ou então que um S-200 teria danificado um F-35, isso é café pequeno….

      Ps: A notícia a respeito dos Ka-52 no Egito é verdadeira, tanto que Moscou se prontificou a consertar os aparelhos. Mas por via das dúvidas o Cairo preferiu pedir mais 10 AH-64 dos EUA.

      • CESAR ANTONIO FERREIRA says:

        Sempre é interessante saber com qual dos nicks o sernhor dos mil nicks aparece…

        Só fala besteira, nada sabe.
        A nota do Ka-52 é falsa e o pedido de 10 AH-64 nada tem a ver, visto que se trata de reposição de perdas operacionais.

        Como sempre não sabe nada, mas deita a falar.

        Volta para o teu esconderijo, troll.

      • HMS TIRELESS says:

        Argumentos que é bom nada não é, ainda mais para refutar o que escrevi. Ademais quem usa de mil nicks, inclusive o surreal “Xarliane”, é você e não eu…..

        Não é à toa que você é tão caricato……

  5. César Pereira says:

    O título da matéria diz que Marinha russa PODE ter que desmantelar seu único porta-aviões, nada confirmado !
    Acredito que alguns comentarista estão subestimando as capacidades russas,se esquecem ou desconhecem que a Rússia é um dos poucos países que estão na vanguarda das tecnologias modernas e sempre da provas de sua capacidade nas mais diversas áreas do conhecimento, não creio que uma simples doca flutuante empeça o programa de modernização desse Nae ! Se quiserem eles consertam essa belonave,capacidades não lhes faltam o passado russo é prova disso !

  6. Desculpem-me a falta de conhecimento do assunto, mas num pensamento simplista, talvez lógico (?), acho que a Rússia deveria se unir aos chineses na construção de um novo modelo ou adquirir um porta-aviões já pronto. Um caminho imediatista sim, porém traria uma cobertura dessa área pra marinha russa.

  7. Quem tem somente UM porta aviões não tem NENHUM… ou se prepara para projeção total de força com 40 nucleares ou vai soltar pipa… é o nosso caso… PRA QUE um PORTA AVIÕES ???… que façamos 50, então…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com