Defesa & Geopolítica

Jato de combate MiG-35 da Rússia reforçado com novos mísseis de longo alcance

Posted by

Tradução e adaptação: E.M.Pinto

SCIENCE & TECH NOV 23, 2017 NIKOLAI LITOVKIN

O avião de combate MiG-35 da Rússia em breve estará equipado com um novo tipo de míssil que poderá eliminar alvos inimigos fora do alcance dos sistemas de defesa aérea, mantendo os caças seguros no campo de batalha. O mais novo caça 4G++ em breve poderá lançar ataques aos alvos enquanto se mantém fora do alcance dos sistemas de defesa do inimigo.

De acordo com o representante da MiG Corporation, Anastasia Kravchenko, um novo míssil dotará o caça com capacidade de disparar a arma a uma distância superior às defesas inimigas e segundo ela, o míssil já passou por uma série de testes.

O MiG-35 também foi equipado com sistemas que lhe permitem atacar alvos iluminados por um laser de bordo, que emprega sistemas eletro-ópticos de nova geração.

O que é especial nestes mísseis?

A Rússia está atualmente desenvolvendo novos mísseis de cruzeiro, ar-ar e ar-superfície de longo alcance para os caças de linha de frente, que operarão na faixa de radar de nossa aeronave, disse uma fonte russa da indústria de defesa à Russia Beyond.

A fonte enfatizou que os mísseis terão um raio de ataque de 200 km. O alcance operacional do mais avançado sistema de defesa antimíssil dos EUA (Patriot) é de 180 km.

Os primeiros modelos destinados às aeronaves navais já foram lançados e colocados em produção. Eles são chamados de X-35AT e X-31.

Estas armas serão instaladas em aviões de combate da marinha MiG-35K para o porta aviões aviões Admiral Kuznetsov ou o Storm. Esses mísseis podem atingir alvos acima da superfície da água e nas zonas costeiras, explicou a fonte.

Também se diz que a Rússia está desenvolvendo uma versão terrestre do míssil para aeronaves de primeira linha das Forças Aeroespaciais Russas. Não foram demonstrados modelos específicos caças, mas desde que o míssil X-101 – com uma faixa de alcance de 4.000 km foi entregue para bombardeiros estratégicos, a equipe de design poderá potencialmente criar uma versão para aviação tática, acrescentou a fonte.

O que é o MiG-35?

Rússia apresenta oficialmente o MiG-35: Um vetor econômico ou inovação tardia?

Novos caças russos MiG-35 poderão substituir caças F-5 do México

 

O MiG-29 tornou-se a base para novos desenvolvimentos tecnológicos, transformando-se em um avião de combate 4 ++: o MiG-35. Esta máquina foi projetada para operar em ambientes fortemente contestados ao usar sistemas de armas guiados por laser.

Uma das suas principais características é a capacidade de carga útil de 6,5 toneladas de diferentes mísseis guiados. O MiG-35 também possui a capacidade de rastrear 10 a 30 alvos ao mesmo tempo.

Quais são seus principais rivais estrangeiros?

O novo avião de combate russo custará cerca de US $ 17 milhões (sic, será?) e pode ser comparado com alguns caças americanos.

O conceito de design da aeronave se assemelha parcialmente ao dos McDonnell Douglas F / A-18, principal pilar das Forças Aéreas Navais dos EUA, disse Pavel Bulat, da Universidade de Tecnologias da Informação, Mecânica e Óptica. Segundo ele, os dois caças têm fenomenal aerodinâmica e manobrabilidade. No entanto, os motores do MiG-35 são um pouco insuficientes em comparação com os do Rafale francês e da multinacional Eurofighter Typhoon.

O especialista diz que o MiG-35 pode competir com caças americanos de quinta geração. Atestando que a capacidade de manobra débil do F35 Lightning II, coloca o MiG-35 em vantagem. No entanto, para combater um F22 seriam necessários três MiG-35, concluiu Bulat.

 

Fonte: Russia Beyond

14 Comments

  1. Pingback: Jato de combate MiG-35 da Rússia reforçado com novos mísseis de longo alcance | DFNS.net em Português

  2. Esses 17 milhões ñ pagam nem a carcaça, o que dirá os ítens críticos. Vale ressaltar que a integração desses novos armamentos dará força ao caça que tem utilitários mundo a fora de seu antecessor, e que verão em sua última versão uma opção de troca plausivel e eficiente.

  3. um bom caça.
    agora sobre o México substituir seus F-5 pelos MiG-35 só se for dar baixa nos 5 F-5 que eles tem e no máximo adquirir uns 5 ou 7 MiG-35 e olhe lá.
    acho que eles vão de F-16 usados,provavelmente 12 unidades encostados lá no tio Sam. o comercio do México depende e muito dos EUA, sendo assim para não ter sanções ou boicotes do Trump creio que eles ficará mesmo com os F-16, MiG-35 deve ser sonho de lá que provavelmente não vai rolar mesmo.

    não vejo na America Latina outro país que ira fazer igual ao brasil em adquirir 36 aviões numa tacada só, com valores perto de 5 bilhões de dólares.

    se chegar perto será a Colômbia que esta querendo renovar a frota provavelmente eles comprarão entre 16 a 20 aviões,quem sabe eles estão esperando os gripen ser feito aqui, mas isso lá para 2019 ou 2021 pelo que sei das noticias de lá.

  4. Luís Henrique says:

    Esse caça é uma PECHINCHA.
    Custará cerca de U$ 50 mi a unidade. Da para ter uma ideia pelo contrato do Egito, que adquiriu MiG-29 M mais avançado, com IRST, etc.

    Pelo valor do contrato do Gripen NG, daria para adquirir 108 MiG-35 que dotaria todos os 6 esquadrões de caça da FAB.

    • É bem por aí, Luís Henrique, o Mig-35 é superior ao gripen, porém, a escolha do Gripen foi coorporativa para beneficiar meu dúzia de empresas ao qual o governo está atrelado não foi uma decisão para defesa aérea.

      • concordo plenamente com Luiz e Ivan. – Estamos com um avião que logo estará obsoleto, e não teremos como aumentar as encomendas, pois nos cagamos, sempre nossas encomendas firaram a quem das nossas necessidades, assim foi com o bandeirante, o brasilia, tucano, supertucano, AMX. Pode pais que nada é levado a sério, e planejamento não existe, é zero.

  5. que diferença os preços
    mas o que mais me espanta e que disseram que com os embargos a russia iria se desintegrar
    e eu na epoca disse que para ela derreter precisa de um gobarchov Henrique cardoso temer ou collor
    o governo faz diferença sim tudo igual e um caminhão cheio de melancia
    brasil foi tomado por uma quadrilha e essa para se manter no poder quer dar outro golpe que e o parlamentarismo sem a consulta do povo , significa eles no poder para sempre
    e o povo desarmado para ficar fazendo protestinho ridiculo

  6. Pessoal onde o mig 35 é superior ao Gripen por favor esclaressam melhor isso quero aprender com alguém que sabe mais pois não concordo com a afirmação mas isso aqui é um espaço para debate e peço a gentileza que me esclaressam sobre tais superioridades. No meu entender o mig35 tem de superior apenas o fato de usar dois motores mas em desempenho e sensores fico no aguardo a posição dos foristas.

    Alex abraço

  7. Concordo com vc Alex tiago;
    rcs do gripen esta muito abaixo desse bichão aí , o gripen possui alvo rebocado caso o míssil vire home on jam etc…. esse ai não , em que ele é superior?

  8. Jorge Knoll 28 de novembro de 2017 at 19:20
    Planejamento existia sim ! com gripem se absorveriam tecnologia e criaria uma cadeia de produção quando a suécia partisse para o fs2020 o brasil seria parceiro natural e o brasil teria caça de 5 geração de sua produção.
    O problema do brasil não e a falta de planejamento e não valorizar quando se tem e se acostumar a achar normal quando o planejamento e só para interesses colonialistas
    https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2017/10/31/estudos-apontam-perdas-de-r-1-tri-em-renuncia-fiscal-com-leilao-do-pre-sal.htm

  9. RICARDO NUNES BARBOSA says:

    Mig-35 superior ao Gripen NG ? Teoricamente possuem aviônica equivalente e até desempenho em manobras de combate equivalente. Realmente n consigo ver o Mig-35 como superior ao Gripen NG, são aeronaves praticamente de mesma categoria.

  10. RICARDO NUNES BARBOSA says:

    E Mig-35 competir com caças de 5 geração é forçar a amizade, caso fosse seria economicamente muito mais vantajoso abandonar o Su-57. Um pouco de propaganda faz bem, mas necessita do mínimo de base. No mais o Mig-35 parece ser uma escolha ideal para os operadores do Mig-29 e o considero inclusive superior ao Su-35S em termos de aviônica tendo em vista seu radar AESA. Mig-35 até pode ser chamado de 4++, seja lá o que for isso, mas definitivamente o Su-35S e seu PESA n merecem o título de 4++.

  11. Luís Henrique says:

    Eu diria que o MiG-35 é EQUIVALENTE ao Gripen NG.
    A grande vantagem está no PREÇO e isso é totalmente relacionado ao RUBLO que está super DESVALORIZADO.
    Por isso que um contrato para aquisição de MiG-35 ficaria MUITO PRÓXIMO DE U$ 50 MI A UNIDADE, enquanto que para um Gripen NG fica 2,5 ou 3 VEZES MAIS.

    Agora, já que alguns pedem informações sobre capacidades, posso dizer o seguinte:

    1) O MiG-35 é um caça 10G, enquanto que o Gripen NG é 9 G.
    O Gripen NG é excelente em manobrabilidade, mas com empuxo vetorado 3D aliado à sua excelente aerodinâmica, o MiG-35 será o caça mais manobrável do mundo.

    2) O MiG-35 é BIMOTOR e possui relação potência/peso IGUAL ao Eurofighter, portanto, BEM MAIOR que à do Gripen NG (1,63 vs 1,25).

    3) O radar AESA do MiG-35 é maior que o Raven que equipa o Gripen NG.
    Dados são classificados, mas estimam que os radares AESA que equipam F-16, Rafale e Gripen NG fiquem no patamar dos 200 km de alance, ou um POUCO MENOS, enquanto que o do Super Hornet é estimado no patamar de 200 km ou um POUCO MAIS, e as últimas informações do radar AESA do MiG-35 indicam um alcance aproximado de cerca de 260 km.

    4) dados de RCS são classificados, mas o Gripen NG possui RCS muito pequeno, ainda que não seja um caça furtivo. Da mesma forma o MiG-35 não é um caça furtivo e a RAC MiG divulga que a RCS foi reduzida de forma SIGNIFICATIVA em relação aos MiG-29M

    5) Carga de armas e de combustível o MiG-35 leva vantagem. Por ser maior, mais pesado e mais potente, carrega MAIS.

    Enfim. Não da para bater o martelo porque existe muitas informações classificadas.
    Mas em vários parâmetros, principalmente desempenho de vôo que o MiG-35 se mostra melhor.
    Em minha opinião pessoal as diferenças a favor ou contra para ambos os lados devem ser PEQUENAS, ficando a diferença de PREÇO como o principal quesito para pender fortemente a balança do melhor custo/benefício.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com