Defesa & Geopolítica

‘Gesta Heroica’: 35º aniversário da Guerra das Malvinas porá à prova a solidez do processo de aproximação do governo Macri com o Reino Unido

Posted by
gestaabreabre

2 de abril de 1982: enquanto três fuzileiros navais argentinos hasteiam sua bandeira em Port Stanley, dois outros soldados sul-americanos fazem a custódia de um grupo de defensores britânicos que depuseram suas armas

Por Roberto Lopes

 

A Revista Eletrônica Gaceta Marinera, pertencente à Marinha Argentina, já postou, entre os seus “Destaques”, um curto texto alusivo ao 35º aniversário da Guerra das Malvinas – evento que, sem dúvida, porá à prova a robustez do processo de aproximação entre o Governo Mauricio Macri e a Administração da Primeira-Ministra britânica Theresa May.

A Marinha argentina perdeu 375 homens no conflito.

Os Governos de Buenos Aires e de Londres terão agendas de homenagens às tropas que combateram no Atlântico Sul, dirigidas, especificamente, aos veteranos de guerra e às famílias dos militares mortos.

Uma fonte do Itamaraty ouvida esta manhã pela coluna INSIDER opinou que o contencioso das Ilhas (cuja soberania é firmemente reivindicada, até hoje, pelos argentinos) parece, nesse momento de graves problemas com imigrantes ilegais e terrorismo na Europa, absolutamente secundário para a equipe da severa Primeira-Ministra britânica.

O caminho trilhado atualmente, que coloca a diplomacia argentina em contato direto com representantes do Conselho das Ilhas Falkland é considerado pelos ingleses como adequado.

A coluna INSIDER reproduz o texto publicado pela Marinha argentina (a foto do hasteamento da bandeira argentina em Port Stanley, no dia 2 de abril de 1982, apesar de famosa e representativa do bem-sucedido assalto anfíbio à capital das Ilhas, parece um tanto provocativa):

01/01/2017. Hoy a las cero horas comienza 2017, en el que se cumplen – en el mes de abril- 35 años de la heroica gesta de Malvinas; aniversario de aquel 1982 que quedó grabado a fuego en la memoria y en el corazón de los argentinos. Honor a los veteranos, gloria a quienes quedaron de guardia eterna, Malvinas irrenunciables…

Este año se cumplen 35 años del conflicto bélico del Atlántico Sur, una gesta heroica que permitió a nuestro país escribir en las páginas de nuestra historia reciente el valor desmedido de hombres que, habiendo jurado fidelidad a la bandera, la defendieron en las heladas tierras del Sur –en muchos casos– hasta perder la vida.

Ese heroísmo de los que volvieron y de quienes quedaron de guardia en el Sur, impidiendo el olvido, es motivo de homenaje permanente de todo el pueblo argentino. Malvinas irrenunciables.

2 Comments

  1. ………… as “Malvinas irrenunciables” é um propósito escrito na Constituição dos hermanos……….o Macri poderia boicotar võos de aviões que fazem linha pras ilhas,porém é melhor dar uma de “manso” e fazer realmente a Argentina melhorar muito seu PIB e fortalecer suas FFAAs…..daí, aguardar outro presidente que tenha ganas reais de recuperar as ilhas,pelo acordo ou pela fôrça….sem repetir êrros ……………………..

  2. Macri deve ter até passaporte britânico. ..

shared on wplocker.com