Defesa & Geopolítica

GALERIA: Navios que estiveram patrulhando a Tríplice Fronteira sobem o Rio Solimões para festejar o 7 de setembro em Manaus

Posted by

Por Roberto Lopes*

 

 

Na orla fluvial da zona oeste de Manaus, as comemorações da data da Independência do Brasil começaram nesta quarta-feira (06.09), com um desfile de navios da Flotilha do Amazonas (FlotAM) acompanhados dos patrulheiros Castilla, da Armada Peruana, e Letícia da Marinha da Colômbia.

Os dois barcos foram levados à capital amazonense pelo navio-patrulha fluvial brasileiro Amapá (P-32) que, entre os dias 15 a 25 de agosto deste ano, esteve em comissão pela calha do Rio Solimões.

Durante o período, o patrulheiro (visto abaixo) realizou 15 abordagens, além de diversos exercícios que incluíram a simulação de ameaça assimétrica, abordagem de embarcação hostil pelo Grupo de Visita e Inspeção (GVI), e alagamento e incêndio com remoção de feridos. O objetivo dessas práticas foi manter o nível de adestramento da tripulação.

As atividades de patrulha e Inspeção Naval desenvolvidas pelo Amapá visavam garantir a segurança fluvial e disseminar, entre as embarcações que transitavam pelo Rio Solimões, as boas práticas de navegação.

Chegando à cidade de Tabatinga (AM), na tríplice fronteira com a Colômbia e Peru, o “Patrulheiro da Amazônia” recepcionou os navios BAP Castilla e ARC Letícia.

Na região, apesar dos esforços da Polícia Civil amazonense, da Polícia Federal e das autoridades militares, o tráfico de entorpecentes é intenso. Em território brasileiro já foi detectado que os narcotraficantes tem usado esconderijos perto de Tabatinga, às margens do Rio Japurá, de onde, mais tarde, os entorpecentes são encaminhados para a capital amazonense.

Na terceira semana de agosto o Amapá, o Castilla e o Leticia seguiram em formatura para Manaus, a fim de realizar a última fase da Operação BRACOLPER NAVAL, que culminaria, no Brasil, com a parada naval em homenagem ao 7 de setembro.

*Com informações do Comando do 9º Distrito Naval.

22 Comments

  1. Pingback: GALERIA: Navios que estiveram patrulhando a Tríplice Fronteira sobem o Rio Solimões para festejar o 7 de setembro em Manaus | DFNS.net em Português

  2. Que País É Este
    .
    .

    Nas favelas, no Senado
    Sujeira pra todo lado
    Ninguém respeita a Constituição
    Mas todos acreditam no futuro da nação

    Que país é esse?
    Que país é esse?
    Que país é esse?

    No Amazonas, no Araguaia-ia-ia
    Na baixada fluminense
    Mato Grosso, Minas Gerais
    E no Nordeste tudo em paz

    Na morte eu descanso
    Mas o sangue anda solto
    Manchando os papéis
    Documentos fiéis
    Ao descanso do patrão

    Que país é esse?
    Que país é esse?
    Que país é esse?
    Que país é esse?

    Terceiro mundo se for
    Piada no exterior

    Mas o Brasil vai ficar rico
    Vamos faturar um milhão
    Quando vendermos todas as almas
    Dos nossos índios num leilão

    Que país é esse?
    Que país é esse?
    Que país é esse?
    Que país é esse?

    • HMS_88less_(The_Rothschild's_Agent) says:

      Que país é esse? Oras! O resultado de um projeto maçônico! E não reclames pois, não fosse isso, seu partidão nem teria a chance de existir.

      Cheers!

  3. É interessante a tonalidade da cor cinza (um pouco mais escurecida) dos nossos navios de patrulha fluvial. Não seria melhor eles ostentarem uma cor mais ‘amarronzada’, considerando a tonalidade das águas dos nossos rios?

  4. Ferreira Junior says:

    E eu vendo ao fundo da imagem uma ponte construída nos governos daqueles que amam o Brasil. Valeu Dilma, valeu Lula. Escuto rangido de dentes?

    • Roberto Lopes says:

      Ferreira Júnior…

    • Claudio Moreno says:

      Bom dia Ferreira e demais do Blog,

      De fato tem sua utilidade esta obra de infra estrutura mas será que valeu mesmo os quatorze anos de desgoverno e corrupção que ainda está sendo refletida na economia até o momento (veja o caso do apartamento abarrotado de dinheiro desviado do teu bolso lá na Bahia e que estava engordando o caixa para próxima campanha política de teus ídolos). Reconheço que houve acertos nos governos anteriores, entretanto não tem como fechar os olhos para os males que foram muito maiores para todo o Brasil.

      Nota: Entendo que o Lopes não criou e mantém este blog para disputas políticas e sim para discussão de assuntos estratégicos e militares, se o senhor tem conhecimento destes assuntos limite-se a eles…não é por nada contra tua pessoa mas trata-se de não desviar do foco do tema!

    • ATENÇÃO .. ATENÇÃO ..um FURO DE NOTICIA !

      O passarinho do Palocci … piou( confessou ) para os menininhos marotos de Curitiba ( aloprados ) .. que foi SIM ! … o LULA e a Dilma … que salgou o mar .. é isso mesmo .. quem salgou o mar foi o LULA e a Dilma …o mistério secular .. foi elucidado no VAZAJATO …

    • Não filhote da “pátria-educadora”, a ponte não foi feita pelo Aiatolá do ABC e tampouco pela “mulher -sapiens” mas sim pelo governo e principalmente pelo povo amazonense, que até meados da próxima década ainda estará pagando pelo financiamento contraído para a obra…

      No mais meu caro MAV comedor de pão com “mortandela”seus ídolos nunca amaram “estepaiz” mas sim o saquearam com gosto para se perpetuar no poder.

  5. jose luiz esposito says:

    Senhor que quer Poupar Dinheiro do Progresso ,espere algum tempinho e conhecerás o Desenvolvimento criado na outra Margem do Rio Negro !

  6. Claudio Moreno says:

    O Amapá apesar de sua idade (41 anos conto a data de sua incorporação), em termos de braço armado é uma embarcação de respeito para a sua atividade afim:

    Armamento: 1 canhão Bofors L/70 de 40 mm; 2 metralhadoras Oerlikon 20 mm; 4 metralhadoras .50 em reparos reparos singelos; 2 morteiros de 81 mm combinados com duas .50.

    Seu calcanhar de Aquiles é a baixa velocidade 14 nós aproximadamente e a ausência de MSA para defesa de ponto.

    Não conheço (por não ser minha praia) embarcações no mercado que poderiam substituir esta classe.

    Esta me esquecendo que ele também presta serviços de apoio ao CFN e ACISO:
    Pois pode transportar fuzileiros navais, sendo equipado com duas LAR – Lancha de Ação Rápida. É dotado também com consultório médico e dentário, além de enfermaria.

    • Roberto Lopes says:

      Boa tarde, Claudio.
      Todos esses nossos navios das Flotilhas do Amazonas e de Ladário são, infelizmente, muito vulneráveis a mísseis anti-tanque disparados da margem de um rio…
      E não há perspectivas de que isso vá mudar a curto ou médio prazos.
      Bom fim de semana.

      • Cesar A. Ferreira says:

        São vulneráveis a fogo feito da margem em calibre de fuzil!!!

        Deveriam ser docados e revistos, completamente. Caso seja possível, blindados…

    • Cláudio, essa veloc de 14 nós só descendo o rio… subindo é bem inferior…
      Sobre navios no mercado, um bom exemplo é o Nodriza colombiano..
      Levamos FN sempre que realizamos ações de patrulha e inspeção naval… quanto às ACISO, fiz algumas, pontuais e bem singelas, por iniciativa, não é a nossa função principal, seja pela infraestrutura (só temos enfermaria, na verdade), seja pelo pessoal disponível (1 doc e 1 EF)…
      Abraço…

  7. jose luiz esposito says:

    É irritante ler aqui o choro contra Verbas para o Desenvolvimento , mas nada contra o JUDICIÁRIO que tem um Orçamento maior do que o de DEFESA , para ser queimado pelas pior das Castas brasileiras ,e nada contra os Gastos do Legislativo Federal e Estaduais , e nada contra mais de 30% de Municípios ARTIFICIAIS Sumidouros de Dinheiro Público , mas contra Investimentos em algo Concreto que trará Desenvolvimento , sorrateiramente e combatido e minado , para influenciar o brasileiro a pensar que Desenvolvimento é Gasto Desnecessário , estou ficando certo e triste com o que estará acontecendo com o BRASIL , ninguém combate as causas das Desgraças ,mas se colocam contra o Desenvolvimento !

  8. As pessoas que votaram no projeto socialista bolivariano
    Deviam pagar pelo estragado. Tirar a Previdencia delas
    Talvez. Psicopatas cegos . Luladrao e Dilma picareta

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com