F 35B STOVL, um novo patamar, uma nova era

Posted by
Share Button

http://blog.flightstory.net/wp-content/uploads/f-35b-stovl.jpg

Sugestão: Dandolo

http://media.defenseindustrydaily.com/images/AIR_F-35_JSF_Variants_lg.jpg

Visitante
Nilo
13 de março de 2011 21:44

Concordo, uma maravilha da Coroa.
Mas também cara e com problemas técnicos a serem resolvidos.

Membro
Dandolo
13 de março de 2011 21:48

Gostei desse caça. The best (o melhor).
Vamos comprar alguns exemplares.

Visitante
Bosco
13 de março de 2011 22:51

Também gosto dele. Sem falar que a versão STOVL irá nos brindar com um avanço tecnológico sem precedentes na aviação de modo geral. Dando certo o conceito proposto pela Lockheed de motorização VTOL (tubeira orientável e lift fan integrado) o mesmo irá gerar frutos até para a aviação civil. Nunca irá substituir um rotor naquelas aeronaves que precisarão “pairar”, mas muitas irão requerer apenas a capacidade VTOL, e aí esta motorização pode ser uma opção. Torcer contra o F-35B é torcer contra a evolução da aviação, da tecnologia como um todo, e em última análise, até da humanidade. Claro que… Read more »

Visitante
Mario
14 de março de 2011 1:08

Excelente!!!! avion

Membro
jnpnhr
14 de março de 2011 8:34

Bem mais complexo que o Harrier! Más aos poucos os problemas vão sendo sanados como ocorreu com o Osprey.

Membro
Administrador
14 de março de 2011 10:07

Muito bom! Esta habilidade (STOVL) vai tornar os porta-aviões ainda mais eficientes. Ponto para os países que participaram do desenvolvimento desta tecnologia.

Visitante
KLM
14 de março de 2011 10:34

Depois de tanto gasto vamos ver se ese Jakkal compensa o menos pra levanta do xao

Visitante
Jonnas
14 de março de 2011 10:39

Mas tem que ver se tem os problemas gravíssimos do f-22. Ver também se os componentes eletrônicos são resistentes à avarias estruturais. Analisar se um fragmento explodido de um míssel não irá interferir na aeronave como um todo. Porque se for assim, de nada adianta em combate real, onde artilharia anti-aérea e mísseis terra-ar ar-ar são ameaças eminentes.

Visitante
LucasOn
14 de março de 2011 11:46

verdadeira tranqueira, tomara q caem muitos…

Visitante
14 de março de 2011 13:50

Espero q eles corrijam td os defeitos dele…depois é só engenharia reversa p o Chineses e Rússos ..serão ótimos p a r.norte do BRASIL.Sds.

Visitante
Xtreme
14 de março de 2011 14:13

em termos de design …parece um mosquito …

Visitante
Luciano
14 de março de 2011 14:58

O rafale ja esta difícil ,imaginem este ai .Um deste ai se der problema vai uns 5 anos para arrumar aqui no Brasil.E melhor que fique com quem tem dinheiro para gastar.

Visitante
Ronaldo
14 de março de 2011 16:19

Sei não, alem de ser um avião de ataque e não superioridade aérea, os russos ja tinha feito esse mesmo conceito de turbina no yak-141 e abandonaram o projeto, talvez não fosse muito viável.

Visitante
Jonnas
14 de março de 2011 23:04

Já tá na hora de abandonarem a turbina, e puserem à tona as nossas tecnologias de propulsão… a humanidade tem este direito!!!

Visitante
15 de março de 2011 0:00

Na minha opinião, faria o par perfeito como Hi na FAB em conjunto com o vencedor do FX-2 (low)… 150 FX-2 em companhia de 60 F-35A e 48 F-35C dariam ao Brasil uma capacidade ímpar no hemisfério sul e América Latina.
Pena que a visão dos nossos políticos (“é muito para nós”) não colabora…

wpDiscuz
shared on wplocker.com