Defesa & Geopolítica

Exército Brasileiro participa do Exercício Conjunto e Combinado de Operações Especiais ESTRELLA AUSTRAL 2018 no Chile

Posted by

Realizado no período de 19 agosto a 1º setembro de 2018, o Exército Brasileiro participou, por meio da Chefia do Preparo da Força Terrestre (COTER) e do Comando de Operações Especiais (COpEsp), do Exercício Conjunto e Combinado de Operações Especiais ESTRELLA AUSTRAL 2018, na 2ª Região de Antofagasta, ao norte do Chile.

O Exercício Estrella Austral é uma atividade multinacional liderado pelo Estado-Maior Conjunto (EMCO) das Forças Armadas do Chile e, realizado com tropas de natureza de Operações Especiais das Forças Armadas do Chile (Brigada de Operações Especiais “Lautaro” –BOE; Comando de Forças Especiais da Marinha do Chile- ComFUES e Comandos da Força Aérea do Chile- FACH), além do Comando de Operações Especiais Sul (SOCSOUTH) dos Estados Unidos da América (7º Grupo de Forças Especiais e meios aéreos do 160º Regimento de Operações Especiais de Aviação).

O objetivo principal do exercício foi desenvolver trabalhos Conjunto e Combinado de Operações Especiais, no qual foi executado em uma primeira fase da atividade: JCETs (Intercâmbio de Treinamentos Conjunto e Combinado – traduzido do idioma inglês), SMEE (Intercâmbio de especialistas – traduzido do idioma inglês) e Seminários que permitiram atualizações Táticas, Técnicas e Procedimentos (TTPs) para o incremento da interoperabilidade entre as Forças Militares participantes.

Posteriormente, em uma segunda fase, foi desenvolvido o exercício propriamente dito, com ativação de um Quartel-General em nível operacional, com desdobramento de uma Força-Tarefa Conjunta e Combinada de Operações Especiais (CJSOTF- traduzido do idioma inglês), nas instalações da 3ª Brigada Acorazada- Antafagasta, realizando as atuações táticas dentro de um quadro com 04 (quatro) Forças-Tarefas em diferentes áreas da região 02 (duas) ARSOTF, com orientações terrestres, 01 (uma) NAVSOTF, com orientação naval e 01 (uma) AFSOTF, com orientação aérea), e ainda 01 (um) Componente aéreo de Operações Especiais (SOAC), com meios aéreos de asa fixa e rotativa, tanto do Chile como dos EUA. O principal propósito dessa etapa foi a verificação dos processos de planejamento, logística, condução, comando e controle das Forças-Tarefas Multinacionais em um cenário fictício de Operações de Paz, sob a égide da ONU.

Foram executados no conceito das Operações Especiais, atividades em Amplo Espectro nos ambientes desértico, montanhoso e costeiro, contendo Ações Diretas, Inteligência e Contra-inteligência, Reconhecimento Especial, Resgate de Feridos, Resgate de Reféns, Operações Civil-Militares, Operações de Informação, Inserções e Infiltrações Terrestres, Anfíbias e Aéreas, Apoio Logístico, dentre outras.  A Direção do Exercício (DIREX), em sua estrutura, estava composta por uma White Cell  e uma Red Cell (Célula Branca  e  Célula Vermelha, respectivamente) e uma Força de Oposição (FOROP).

Este ano, o exercício Estrela Austral contou com a participação internacional de Observadores de 07 (sete) Nações Amigas: Brasil, Colômbia, Espanha, EUA, México, Paraguai e Reino Unido, os quais integraram os trabalhos de EM no QG do CJSOTF, a fim de serem realizados intercâmbios de conhecimentos, experiências e demais capacidades de Operações Especiais nas Unidades Forças-Tarefas.

Na oportunidade, os Observadores estrangeiros realizaram uma agenda programada extra-exercício, contendo visitas culturais naquela Região, que possibilitaram a verificação da importância estratégico-econômico e social da porção Norte do Chile, como: a exploração das Minas de Cobre Radomiro Tomic, o Deserto do Atacama, o Povoado de São Pedro de Atacama, os Lagos Salados, as Tropas Especiais de Montanha em Callama, a região portuária de Mejillones e a Base Aérea de Cerro Moreno.

Na Cerimônia de Encerramento da atividade, o Comandante da Brigada de Operações Especiais “Lautaro” – BOE, General de Brigada PABLO MULLER entregou os certificados de participação e agradecimentos aos Oficiais Observadores estrangeiros e, ainda, conferiu uma lembrança institucional, marcando os laços de cooperação e fortalecimento de amizade entre as Nações Amigas participantes do Exercício Estrela Austral 2018.

Fonte: Comando de Operações Terrestres (COTer)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com