Defesa & Geopolítica

Estaleiro indiano de Goa irá fabricar motores MTU da Série 8000

Posted by

Contra-almirante (R) Shekhar Mital, Presidente e diretor executivo da GSL e Praveen Mohan, Diretor e CEO da MTU India

Tadução e Adaptação: Luiz Medeiros

 

A Rolls-Royce e a Goa Shipyard Limited (GSL) da Índia concordaram em cooperar na fabricação local na Índia de motores MTU Series 8000. Sob o acordo, que foi assinado hoje (12 de abril de 2018) na principal feira de defesa da Índia Defexpo, as empresas vão montar motores MTU Série 8000 de 16 cilindros e 20 cilindros nas novas instalações da GSL em Goa.

O contrato inclui a transferência de tecnologia da MTU relacionada ao fornecimento local de componentes do motor, montagem de motores, testes, pintura e grandes revisões.

ICGS Samarath, navio da Guarda Costeira Indiana equipado com motores MTU.

Os motores MTU Série 8000 são os maiores e mais potentes motores a diesel MTU com potência de até 10 MW. Eles são instalados à bordo de todos os navios de patrulhamento offshore (OPV) construídos recentemente ou atualmente em construção na Índia. Isso inclui onze OPVs da Guarda Costeira sob encomenda na GSL (seis concluídos e cinco em construção), cinco OPVs Navais em construção na Reliance Defense Engineering e sete OPVs da Guarda Costeira pela L&T.

“Há algum tempo estamos atentos para adquirir essa tecnologia de motores de propulsão marítima e estamos agradecidos aos nossos parceiros Rolls-Royce e MTU Friedrichshafen por nos escolherem como colaboradores”, disse RAdm (Retd) Shekhar Mital, NM, Presidente & Diretor Administrativo da GSL.

INS Saryu, navio de patrulha oceânica da Marinha Indiana e equipado com motores MTU.

Praveen Mohan, diretor e CEO da MTU India, disse: “O acordo com a GSL para fabricar os motores mais avançados da MTU da Series 8000 na Índia é um marco significativo e reforça ainda mais nosso compromisso com o ‘Make in India’. Temos trabalhado com o setor de defesa indiano há várias décadas e nossos motores MTU bastante provados impulsionam muitos navios tanto da Guarda Costeira Indiana quanto da Marinha Indiana.Estamos comprometidos em colaborar com nossos acionistas para ajudar a apoiar a visão de indigenização do país e autoconfiança”.

 

Fonte: Marine Blog

5 Comments

  1. E o Brasil do pós golpe entregando a EMBRAER, Pré-Sal, Petrobrás, etc.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com