Defesa & Geopolítica

ESPECIAL Indonésia vai pagar caças Su-35 com café, óleo vegetal, chá e outras ‘commodities’ (nós também já fizemos isso, no caso dos Gloster Meteor, vocês lembram?)

Posted by

Acima, um Su-35; abaixo a matéria prima do óleo vegetal indonésio

Por Roberto Lopes

 

 

Duas semanas depois de o ministro da Defesa indonésio, Ryamizard Ryacudu, ter anunciado a opção da sua Força Aérea (TNI-AU) pelos caças multifunção russos Su-35 Flanker-E, a Administração de Jacarta confirmou, nesta sexta-feira (04.08), que um acordo de governo a governo lhe permitirá pagar 11 aeronaves desse modelo – de preço unitário em torno dos 83 milhões de dólares – com commodities e produtos industrializados.

De acordo com o ministro indonésio da Indústria e Comércio, Enggartiasto Lukita (foto abaixo), em troca dos aviões a Rússia receberá, entre outras mercadorias, café, óleo vegetal e chá.

Os detalhes do acerto estão sendo discutidos entre a PT Perusahaan Perdagangan, agência oficial de comércio da Indonésia, e a estatal russa Rostec.

Por meio de um comunicado à imprensa, a Rostec anunciou que o memorando de entendimento (MoU) firmado entre as partes sobre o assunto está “empenhado em assegurar a implementação de um adequado programa de couter-trade no âmbito das obrigações contratuais. Ao mesmo tempo, o lado russo mantém o direito de escolher produtos e produtores parceiros comerciais na Indonésia”.

Acima, a colheita de café na Indonésia; abaixo, a produção de chá

Em 2016, a balança comercial dos dois países registrou um superávit a favor da Indonésia da ordem de 411 milhões de dólares.

Sanções – O jornal Jakarta Post avançou sobre os motivos que levaram Moscou a fornecer os interceptadores Sukhoi sem receber em moeda forte.

De acordo com a publicação o MoU é, “em parte”, impulsionado pelo desejo de Moscou de ampliar seu pool de fornecedores de commodities, em uma conjuntura de sanções comerciais estabelecida pelos Estados Unidos e pela União Europeia, em função do apoio da Rússia aos separatistas da Ucrânia – o mesmo bloqueio que privou a Marinha russa de receber porta-helicópteros de assalto anfíbio da classe francesa Mistral.

Mas não está claro se o acordo de compensação irá abarcar o valor total da operação comercial – estimado em pouco mais de 900 milhões de dólares – ou apenas uma parte dele.

Com a aquisição dos Flankers, a Aviação Militar indonésia desativará, de imediato, os seus antiquados caças F-5E Tiger II (foto abaixo), que nunca foram submetidos a um programa de modernização amplo.

O ministro Ryacudu informou que, além de pagar uma parte importante do custo das aeronaves com mercadorias, a encomenda envolve ainda itens de coprodução e transferência de tecnologia que vão beneficiar a indústria aeroespacial de seu país.

O ministro Ramyzard Ryacudu

Algodão – O Brasil também já pagou jatos de caça com mercadorias.

Aconteceu na primeira metade dos anos de 1950, quando a Aeronáutica brasileira decidiu evoluir dos pesados caças P-47D Thunderbolt, a pistão, para o “avião a jato”.

Naquela época, o F-84E Thunderjet, da empresa americana Republic, saía por 300.000 dólares cada um, e o afamado North American F-86F Sabre por 450.000 – no caso de os Estados Unidos autorizarem suas fábricas de jatos a venderem esses aparelhos à América do Sul, naturalmente.

Acima, um Thunderjet; abaixo uma bela imagem do F-86 Sabre

A Força Aérea Brasileira calculava que precisaria gastar uns 15 milhões de dólares para equipar um ou dois esquadrões com aeronaves modernas, e o valor estava completamente fora do alcance dos cofres brasileiros.

A solução veio da Inglaterra: 60 jatos Gloster Meteor, nas versões F-8 (de combate aéreo) e TF-7 (de treinamento).

Um jato Gloster Meteor na Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, nos idos da década de 1960

O F-8 teve seu preço estipulado em 42.810 libras esterlinas, e o modelo de instrução em 40.310 libras. O pagamento foi feito com 15.000 toneladas de algodão, avaliadas em 4 milhões de libras esterlinas – uma fortuna à época – no âmbito de um pacote que envolvia ainda sobressalentes, documentação técnica, treinamento do pessoal, e o transporte das aeronaves com o respectivo seguro.

Os fardos de algodão foram embarcados em navios cargueiros, e os jatos começaram a chegar ao Rio de Janeiro em maio de 1953, desmontados dentro de caixotes.

24 Comments

  1. Pingback: ESPECIAL Indonésia vai pagar caças Su-35 com café, óleo vegetal, chá e outras ‘commodities’ (nós também já fizemos isso, no caso dos Gloster Meteor, vocês lembram?) | DFNS.net em Português

  2. problema resolvido!!

    somos os maiores produtores de café e soja e cana de açucar..

    alguns su-35 e umas corvetas e talvez uns tanques T-90…em troca de toneladas desses produtos..

  3. claudio quadros says:

    verdade sai bem baratinho

  4. Ricardo André says:

    Já perdemos essa oportunidade a poucos anos atrás. No início dos anos 2000 a Rússia quis trocar armamento por frango e carne, e o governo FHC rejeitou a proposta, acho que eram helicópteros e mísseis por frango!!!!

  5. Furia Nordestina says:

    Mas aqui na colônia Brasiles o cafe o petróleo o minério de ferro a cana de Açúcar esta sendo tudo entregue por esse governo bandido e corrupto do Michel Temer e por essa tal elite pobre e antipatriota até terras na Amazônia esses Malditos lesa pátrias querem entregar a estrangeiros e pior sobre os olhares cúmplices dos nossos militares que deveria zelar pela nossa soberania Nacional mas não o fazem por omissão e covardia dos mesmos triste fim pra esse pais chamado Brasil.

    • E o governo da Dilma não estava cheio de bandido?
      E o governo do Lula não tava cheio de bandido?
      E o governo do FHC não estava cheio de bandido?
      E o congresso brasileiro não é sinonimo da caverna do Alibabá?

      Reclamar somente desse governo, é algo que demonstra parcialidade da tua parte.

      É mais, o problema não são os politicos, é em verdade a imensa maioria do nosso povo, ignorante, inculto, corrupto e corruptor, lacaio e sobretodo apatrida (salvo raras exceções).

      So uma ditadura nos moldes da China salvaria essa pocilga, porque a cleptocracia que domina essa pocilga não esta pensada servir essa nação e sim servir se dela.

      Eu realmente leio blogs de temas militares por gosto, não por ter esperaça que algo mude de verdade.

      Em pouco tempo o Brasil vai ser refem da droga, deixou de ser rota de drogas pra ser grande consumidor e quase todo mundo ja encontra isso normal e natural e ja é o pais mais violento do mundo.

      Em verdade chamar isso de pocilga e ser irrespeituoso com os porcos.

      • Só um DUTERTE pode nos salvar.

      • Gil, Cingapura se desenvolve sob uma ditadura Civil desenvolvimentista, desde de sua dependência da Malásia. O mundo é diverso. É um ponto de vista. Talvez não estamos preparados para democracia. Más o risco aqui é enorme. E uma ditadura plutoctatica me parece muito mais possível de ocorrer aqui que um modelo comprometido com o futuro como é o caso de Cingapura.

    • Senhor Fúria. Na semana passada quando das negociatas para manter o status quo do digníssimo inquilino do Palácio do Jaburu, como um “mimo” a bancada ruralista e seus 230 deputados, nosso mandatário “desaverbou” 1 milhão de hectares de reserva ecológica na floresta amazônica. Liberando as motosserra s e bois para invadirem os santuários que ainda restam. Perdeu se qualquer senso de legado a presente e as futuras gerações. Que certamente não gastaram a contento o dinheiro que herdarem em um mundo moribundo e insalubre. Acabaremos por pagar um preço muito alto pela diminuição do único conjunto de vida que conhecemos. O que mais me impressionou foi a banalidade com que foi tratado tal fato e que não houve nenhuma contestação na mídia e nem mesmo disfarce do toma lá x da cá. A indignação aqui é seletiva, e agora só resta o silêncio.

    • Ao que eu me lembre, o seu querido lularápio é que entregou, DE BANDEJA a RAPOSA SERRA DO SOL, e não foi 1 milhãozinho de equitares, e sim METADE de um estado inteiro. Logo, melhore sua mira ao atacar quem está delapidando o país, seus amados compatriotas dazisquerdas. A Petrobras, o BNDES e demais fundos de pensão que o digam. Eles ROUBARAM O POVO BRASILEIRO DESCARADAMENTE nos últimos 14 anos. Acorda guri.

      • Ferreira Junior says:

        Acorda João, os verdadeiros corruptos estão no poder, e você ainda esta nessa de atacar Lula.

      • Senhor João. Obrigado por refeandar minha opinião É como eu disse. Indignação seletiva. Como a de vossa parte! Fez com que a “desmarcação” desses 1 milhão de hectares e a promeça de “desmarcaçao” de mais 700 áreas ambientais, não cause nenhuma reflexão. Não se trata de uma questão ideológica, más de legado. Justiça seja feita, há aqui em minha cidade um parque estadual, criado por decreto. O projeto foi de um deputado petista Padre João e o decreto foi assinado pelo então governador tucano Aécio Neves. Dois deputados tucanos Celio Moreira e Anselmo de Melo, que nunca aqui estiveram, e não tiveram um único voto nos municípios limítrofes ao parque, em duas legislaturas diferentes, tentaram desaverbar a reserva desenterrando um direito de lavra de 1938 (que estavam em suas gavetas por coincidência), que transformaria a área que fornece água para 4 municípios em um imenso buraco como a barragem de Fundão e Germano e Santarem. A primeira vez foi barrada pelo próprio tucano Aécio e a recente pelo petista Pimentel. O Temer passará, como qualquer governante, morrerá em alguns anos, más o legado ficará como herança para filha, para você, seus filhos e os filhos dos seus filhos. E sua indignação seletiva se resume nas “isquerda” e nas direita.

      • Não é minha prática alimentar os trolls. Mas como o senhor tem uns 50 nicks diferentes, não percebi a tempo a inconfundível marca de regurgitar pelos dedos que lhe caracteriza. O senhor me desculpe de gastar meu tempo com senhor. Como disse Jesus, não joguei pérolas aos porcos.

        • Mas suas postagens não deixam de ser lavagem, meu caro. Os porcos alinhados a sua vertente ideológica se fartarão. Considerar pt, pmdb e psdb como forças idológicas distintas é passar ao lado da verdade ou ignorância pura dos fatos. Todos os caminhos políticos atuais levam ao socialismo.

  6. Não pode gente!!!!!!!!!

    Temos que pagar em DÓLARES, como todos os povos subservientes!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Afinal, somos bons nisso!!!!!!!

  7. Legal, mas e pra manter um aviao desse porte como irao fazer?

  8. ……………..seria a solução dos problemas de armamento das FFAAs….uma solução prática e rápida….tiraríamos o pé da jaca…. não dá pra entender a razão do Brasil não ter continuado com escambos …..será que agora sentem vergonha??…………………

  9. FURIA NORDESTINA TE DOU OS PARABENS FALOU TUDO

  10. ae pessoal da fab, vai sobrar f-5 da indonesia ! esquece esse negocio de gripen que já melou e se joga !

  11. 60 F8? Seria de graça hoje. 15.000 toneladas de algodão hoje não compra nem um caça. Dá na conta de padaria hoje uns 85 milhões de “reais”. Com todo respeito que tenho pela nossa agricultura, se continuarmos colocando nossas fichas majoritariamente em comodities nossa renda percapita será proporcionalmnete cada vez menor. Sem paranóia poderíamos criar uma “autobras”, engesabras e tudo mais o que precisamos, e deixá-las caminhar sobre os pés quando maduras. É um desalento os atores do estado brasileiro atual. Más acreditar que o setor privado “no Brasil” que pouco se arrisca alem das commodities e do rentismo, tudo resolverá, é um mantra digno de uma epifania.

  12. A Dilma comprou os MI-35 com carne suína. Na verdade a Russia aumentou a cota de importação de carne suína em troca da compra dos Hind.

  13. ……………..a “conta de padaria ” é fácil de deduzir….o PIB da Indonésia em 2015 foi de 861,3 bilhões de dólares e o PIB do Brasil deste mesmo ano foi de 1,804 trilhão de dólares ……a Indonésia é um país agro-exportador menor que o Brasil (que por sua vez é um agro-exportador bem maior,claro ) …..o Brasil pode partir pro escambo, porém como faz parte do BRICS tem pruridos de “vergonha” de voltar ao passado (cospe no prato que comeu) e se acharia o último dos países mais miseráveis do planeta se partisse pra tal alternativa (em especial com a Rússia e no cenário internacional) enquanto que a Indonésia mais pragmática vai direto ao assunto …….outrossim o ministro de fazenda (que tentou aumentar os impostos) jamais “permitiria tal aventura” até porque perderia o “controle mágico” das contas do país…..esse cidadão não tem a mínima idéia do prejuízo que causa à Defesa da Nação…é um entreguista….no final das contas, a Indonésia mais pobre que o Brasil terá um armamento bem melhor…….é rir pra não chorar……..lastimável…………..

  14. ………….colega Relojoeiro….a Dilma comprou os MI-35 na época em que ela governava….a realidade agora pode ser totalmente contrária…………Sds………

shared on wplocker.com