Defesa & Geopolítica

CHINA: Fuzileiros Navais recebem Carro de Combate equipado com canhão 105 mm.

Posted by

O Corpo de Fuzileiros Navais da China (People’s Liberation Army Navy Marine Corps – PLAMC)  esta começando a receber seus novos carros de combate equipados com canhão 105mm. Um veículo foi fotografado durante um deslocamento em uma estrada e apresentava a camuflagem “pixelizada” em tons de azul, preto e branco típico dos Fuzileiros Chineses.

De acordo com Especialistas militares chineses o novo Carro de Combate são do modelo Norinco ZTQ15 (sua versão de exportação é designada como VT-5) com algumas modificações em relação ao modelo utilizado pelo exército para atender aos requisitos dos Fuzileiros.

De acordo com a Norinco, os carros de combate ZTQ-15 são capazes de operar em diversos tipos de terrenos, incluindo deserto, floresta e em áreas urbanas, onde os veículos mais pesados têm dificuldades de operar.

O Veiculo possui um peso máximo de 36 toneladas e possui uma tripulação de três militares (comandante, artilheiro e motorista) o que indica que o mesmo possui carregador automático .

O veículo é equipado com um canhão de 105 mm semelhante à dos veículos ZTD05 (carro de combate anfíbio) e do 8×8 ZTL-11 .O canhão pode usar diversos tipos de munições. O canhão pode disparar misseis anti carro guiados com um alcance de cerca de 5 km. Os mísseis antitanque baseiam-se na tecnologia russa 9M117 Bastion. 

18 Comments

  1. jose luiz esposito says:

    Aqui no Brasil temos vários M60 estocados , mas porque até agora pelo menos 30 não foram repassados aos Navais . Será que estão querendo comprar outros jogando dinheiro fora ? Estão chegando M109 e M198 , os navais poderiam estar na fila para eles , já os M 60 é compatível com o Bahia , Matoso Maia , para operações anfíbias , e outros até para transportá-los para locais necessários ao emprego no Brasil e no mundo !

  2. E a China continua no seu progresso técnico-militar, parabéns a eles.

  3. Adriano Corrêa says:

    105 mm arrebenta qualquer coisa.

    Por isso penso que um CC de 105 mm feito de aprimoramento do casco e eletrônico dos proprios Leopards 1A5BR é super validos, tanto pra EB como pra CFN.

    E é um CC pra uso em combate urbano, coisas demonstrada na Síria.

    • HMS TIRELESS says:

      O calibre de 105mm é valido apenas até CCs mais antigos como o T-55/62/72. Acima daí é 120mm ou seja, sua assertiva de que o calibre menor arrebenta qualquer coisa é inválida.

      • Adriano Corrêa says:

        Capaz cara, não viaja errado!
        (não desdenhando sua opinião completamente é claro)

        105mm arrebenta SIM e se não arrebentar 120mm também NÃO vai.

        A diferença é o alcance efetivo, mas isto vai depender do campo de batalha. É no ambiente urbano que se define uma guerra, então 105mm funciona 100%.

      • jose luiz esposito says:

        Certo , para os futuros carros brasileiros o canhão 120 é o mínimo que se pode esperar , mas temos o M60 e para operações anfíbias esta de bom tamanho e não é necessário compras para os Navais !

      • HMS TIRELESS says:

        Amigo, quem tá viajando é você! o calibre 105mm não consegue desabilitar um M1A2, um Leo2A4 para cima, um T-90 ou um Merkava Mk-III/IV no arco frontal, que é onde se dá a maioria dos engajamentos. E nem vou falar do Challenger 2 britânico que é o CC mais protegido do mundo.

        A única maneira de com um calibre desses desabilitar um desses veículos seria atingi-lo em uma área mais vulnerável como é o caso da área traseira mas aí você teria de manobrar com o seu CC no terreno correndo o risco de ser alvejado. Ou então de dar sorte.

  4. Há tempos já penso nisso, que a China não será capaz de substituir todos os seus tanques de 1ª e 2ª geração pelos Type 96 e 99, pois além de serem relativamente caros, são complexos e pesados. Por isso, quando apareceu o VT-5, vi a solução encontrada por eles para atualizar os tanques mais leves. Por ser um veículo leve e com um canhão consideravelmente menor que o 125/50 que equipa os 96 e 99, é perfeito para o combate urbano, coisa que a PLA precisava recorrer aos obsoletos Type 59 para dar conta do trabalho. A notícia pode ser sobre o corpo de fuzileiros navais chinês, mas não duvido que já já comece a aparecer notícias do exército se equipando com o VT-5

  5. Aquela camuflagem azul é para esconder o Carro de Combate dentro de uma piscina né? Porquê em qualquer outro ambiente vai ser visto de longe.

    • Também não entendo esse negócio de camuflagem pixalizada, é porque só a China usa ela? No mais, é impressionante o desenvolvimento militar tecnológico dos chineses, parece até que sempre foi uma potência militar.

    • Tenta observar esse tanque de longe saindo de uma lancha de desembarque ou hovercraft no meio do oceano Pacífico e com ondas de calor

      • Hmm, interessante o conceito do MARPAT, primeira vez que eu vejo uma multicam digitalizada fazer jus ao ambiente. Mas não sei se num objeto muito grande como num CC isso faria diferença…

  6. Agora com a incorporação do Atlântico e Bahia, acredito que seria providencial um co desenvolvimento de um MBT nacional em cooperação com algum país estrangeiro ( de preferência dos BRIC,s).
    Ou mesmo o desenvolvimento da versão MK2 do Osório, tanto para o CFN quanto para o EB, o primeiro para criação de uma unidade (ou mais) blinda de choque, em substituição aos SK-105 e o segundo para substituição dos M60 A3TTS e complementação e posterior substituição dos Leo 1A5BR.
    Esse programa seria gerido pelo EB/CFN com participação de instituições de ensino superior privadas e públicas, centros de P&D e empresas nacionais.
    Mas coordenado por uma agência de incentivo semelhante a DARPA ou DRDO.

  7. Como sempre para o Tirelles/S90 tudo que não é ocidental ou USA não presta, porém independentemente de ser inegável que o 120 mm possui um alcance maior e uma maior capacidade de penetração, não há como se negar também que o 105 mm tem suas vantagens, por exemplo geralmente os canhões de 105 mm são raiados o que confere uma maior precisão, por ter menor dimensão o veículo dotado de canhão de 105 mm carrega mais munição, em média 50/52 munições de 105 mm contra 40/42 munições de 120 mm, por ser mais leve e ter menor recuo o 105 mm pode ser instalado em veículos de menores tonelagens como o caso do veiculo chinês.
    Ainda devemos considerar que as munições APFSDS ou APFSDS-T são produzidas em calibre 105 mm o que confere uma alta capacidade de penetração mesmo contra blindagens reativas dos modernos MBT.
    De forma que o uso de um canhão de 105 mm em nada depõe contra o veículo chinês

    • HMS TIRELESS says:

      Acho que você não leu com o cuidado devido o que escrevi pois em nenhum momento eu coloquei em xeque sistemas de armas orientais (sino-russos) mas apenas e tão somente contestei a afirmação mais acima segundo a qual o calibre de 105mm “arrebenta qualquer coisa”. E o fato é que não arrebenta tendo em vista o alto nível de proteção dos MBTs mais recentes sem sequer se faça necessário o uso de blindagem reativa.

      Aliás, e reiterando que não fiz nenhuma menção depreciativa à armas orientais, eu listei entre os MBTs que dificilmente seriam desabilitados por um disparo frontal de um canhão de 105mm o T-90, um CC de origem russa. Que coisa não!?

      Apenas para finalizar vou reiterar o que disse, que para enfrentar MBTs mais antigos como o T-55/62/72, o Leo1, o AMX-30 ou o M-60 (nesse último caso mais difícil pois se trata de um CC bem protegido) o 105mm é válido assim como o é para destruir APCs e a maioria dos IFVs, salvo os mais pesados/protegidos como o Namer. Aliás, caso você não saiba o canhão mais difundido no ocidente ainda é o L-7 britânico de 105mm (do qual deriva esse canhão chinês) assim como sua versão produzida nos EUA, o M-68

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com