Defesa & Geopolítica

Carros de combate- Rússia emplaca na Índia e no Egito e mantém o protagonismo no mercado mundial

Posted by

Tradução e adaptação-E.M.Pinto

Índia

A Índia desperdiçou muito tempo e recurso tentando desenvolver o seu próprio MBT. Porém, as expectativas de custos, prazos e capacidades não foram alcançadas e até mesmo o programa anunciado anteriormente para a criação de caros de  combate  FRCV, destinados à substituição gradual do T-72M1, pode se arrastar por muitos anos.

Portanto, não é de se surpreender que os militares indianos tenham começado a procurar um veículo de combate a partir dos existentes. E assim, de acordo com Jane ‘s, foi decidido que o Exército Indiano vai adquirir de imediato, nada menos que 464 carros de combate T-90MS.
Saiba mais sobre este veículo em:

MBT Brasil: Uralvagonzavod T-90MS Tagil

Comparada com a variante que a precede, esta versão é caracterizada pela proteção reforçada da blindagem e “blindagem reativa” da nova geração, que cobre projeções frontais e laterais.

O mais novo sistema de controle de fogo, incluindo novos visores multicanais, sistemas de duplicados e um visor panorâmico para o comandante além de  operar mísseis guiados dia e noite, bem como em condições de interferência e pouca visibilidade.

O  motor mais econômico de alta potência oferece alta mobilidade e manobrabilidade. Além disso, há uma unidade de ar condicionado altamente eficiente a bordo que proporciona conforto à tripulação.

Segundo os relatos, os T-90MS atualizados serão montados na fábrica de Avadi, Índia, onde o T-90S é atualmente fabricado.

Sem medo de sanções, Egito também vai de MBT russo

Os Estados Unidos podem impor sanções ao Egito se o Cairo comprar caças Su-35 russos, disse um porta-voz da Casa Branca em uma reunião sobre a próxima reunião dos presidentes dos EUA, Donald Trump e Egito Abdel Fattah al-Sisi.

É claro que é surpreendente que os americanos antecipem o início de conversações de alto nível entre Washington e Cairo com ameaças. 

Os funcionários da Casa Branca dizem que eles mesmos não podem fazer nada e tal é a lei CAATSA de 2017, que simplesmente os obriga a punir o Egito se continuar a cooperação técnico-militar com a Rússia.

Em Washington, a lei chamava a Lei das sanções contra os Adversários, leia-se “Contra os inimigos da América através de sanções”.

Os EUA estão ameaçando sanções por cooperação com a Rússia não apenas para o Egito, mas também para a China, a Índia, a Turquia, assim como todos os outros países que não recusam armas russas. E qual é o resultado?

Nem Moscou nem o Cairo fizeram declarações oficiais sobre o fato de o Egito ter assinado todos os acordos necessários para a compra de um grande lote de caças Su-35. Mas a mídia local afirmou que o contrato entrou em vigor em 201, e as entregas em si serão realizadas em 2020-2021.

Mas, afinal, o Egito tornandou-se nos últimos anos um dos maiores importadores da mais ampla gama de armas russas e equipamentos militares.

Em 2014, Moscou e Cairo assinaram um pacote de acordos sobre o fornecimento de várias armas e equipamentos militares no valor de US $ 3,5 bi. Posteriormente, vários contratos de armas importantes foram concluídos.

Em particular, a Força Aérea Egípcia decidiu comprar 46 caças MiG-29M / M2 e 46 helicópteros de combate Ka-52. Recentemente havia informações israelenses, de que o Egito estava planejando uma modernização em larga escala das forças armadas.

Dentro de sua estrutura, planeja-se estabelecer uma produção autorizada de carros de combate russos T-90 (ou T-90MS), produzindo um total de cerca de mil desses veículos.

E como Washington ameaçou Delhi com as sanções mais cruéis  e deu em nada, a cooperação com Moscou não foi reduzida. A Turquia também confirmou que os sistemas S-400 serão adquiridos de qualquer maneira, apesar da ameaça do Tio Sam cair sobre Ancara não apenas na forma de sanções, mas também com a expulsão da aliança militar do Atlântico Norte,  Otan.

Fonte RG

6 Comments

  1. CESAR ANTONIO FERREIRA says:

    O Egito foge, claramente, de fornecedores padrão OTAN, certamente por motivos políticos, além da proverbial qualidade do material bélico russo.

    Vamos contar, pois, o tempo para o ser dos mil nicks adentrar para disparar impropérios e besteiras: 1,2,3,4…

    • andrepoa2002 says:

      Concordo com a primeira parte, discordo da segunda parte. Creio que a decisão é política e não técnica/financeira.

    • HMS TIRELESS says:

      O Egito recebe US$ 1.5 bilhão de ajuda militar norte-americana todos os anos em virtude do tratado de Camp David, comprou caças Rafales, fragatas FREMM e os Mistral da França e outros itens da Itália recentemente. Quem está fugindo dos fornecedores integrantes da aliança atlântica?

      Eu nem ia dizer nada mas diante de tanto disparate fui obrigado a me manifestar. Não há como levá-lo a sério Xarliane….

  2. Pra um país que segundo o exército de zumbis analfabetos vassalos dos EUA só produz lixo, até que está bombando as vendas hein…

  3. Egito fez muito bem.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com