Defesa & Geopolítica

Caracal International LLC faz demonstração de seus armamentos para a Policia Civil de Goiás e mostra que veio para ficar.

Posted by
Da esquerda para direita: Diretor da ESPC, Deusny Filho, CEO da Caracal, Hamad Salem Al Almeri, Delegado Geral da PC, Álvaro Cássio e Superintendente de Ações e Operações Integradas da SSPAP, Emmanuel Henrique.

Da esquerda para direita: Diretor da ESPC, Deusny Filho, CEO da Caracal, Hamad Salem Al Almeri, Delegado Geral da PC, Álvaro Cássio e Superintendente de Ações e Operações Integradas da SSPAP, Emmanuel Henrique.

Ghost Especial para o Plano Brasil

Com Informações de MessiaH, Policia Civil de Goiás e Firearms Brasil

Na última sexta-feira (11), autoridades e representantes da Caracal International LLC- indústria bélica dos Emirados Árabes, estiveram reunidos na ESPC para demonstração dos fuzis, carabinas e pistolas produzidas pela marca. O objetivo da demonstração foi o de apresentar na prática aos representantes da Segurança Pública do Estado de Goiás, o potencial e funcionamento do armamento árabe, em razão de entendimento firmado entre o Governo de Goiás e a Caracal, que prevê instalação da indústria no município de Anápolis.

epresentante da Caracal faz apresentação de armamento no estande de tiros da ESPC

Representante da Caracal faz apresentação de armamento no estande de tiros da ESPC

A apresentação ocorreu durante toda a tarde na escola, onde estiveram presentes o Secretário da SSPAP (Secretaria de Segurança e Administração Penitenciária, José Eliton, o Superintendente de Ações e Operações Integradas da SSPAP, Delegado Emmanuel Henrique, o Assessor de Operações Integradas, TC  Francisco Jubé, o Delegado Geral da Polícia Civil, Álvaro Cássio, acompanhado de seu adjunto, Delegado Marcelo Aires, o Diretor da ESPC, Deusny Filho e outras autoridades que recepcionaram o CEO da Caracal Hamad Salem Al Almeri, o chefe de operações da empresa, Robert Hirt e a diretora de Marketing, Sandra Maria Schlegel.

A Caracal International LLC, foi fundada em 2007 em Abu Dhabi, capital do EAU – Emirados Árabes Unidos e é fabricante de armamentos e munições exclusivas para forças de seguranças.  Atualmente, a empresa tem foco comercial em toda a América Latina.

No último dia 10, o governador Marconi Perillo oficializou os entendimentos entre governo e indústria para que a implantação da unidade fabril da Caracal ocorra no estado de Goiás. Para o governo, a vinda dessa empresa representa um quebra de paradigmas, por ser a primeira indústria bélica a ser instalada no Estado. Planeja-se que o funcionamento da indústria ocorra em aproximadamente 12 meses a partir do acordo firmado entre as instituições. A previsão é de que sejam gerados cerca de 1.250 empregos diretos e indiretos com a consolidação do projeto.

A  Caracal produz apenas um modelo de pistola,  Caracal Enhanced F, em calibre 9mm Parabellum (9x19mm), um modelo de submetralhadora, a CMP9, também em 9mmP, três modelos de fuzil de assalto, o CAR 814, CAR 816 e CAR 817AR, nos calibres 5,56x45mm, 5,56x45mm e 7,62x51mm, respectivamente. Produz também três modelos de fuzil (ou rifle) de precisão, CSR 338, CSR 308 e CAR817D, nos calibres .338 Lapua Magnum, 7,62x51mm e 7,62x51mm, respectivamente, e por conta disso provavelmente suas vendas para o Brasil, serão focadas nas Forças de Segurança Pública e Forças Armadas, já que os calibres de suas armas são todos restritos.

Goiás abre portas para atrair investidores de Abu Dhabi

A missão comercial de empresários goianos e representantes do Governo de Goiás nos Emirados Árabes Unidos que se encerrou na sexta-feira (07/10) abriu novas perspectivas. Na última etapa de conversações, em Abu Dhabi, Hamad Al Almeri disse que vai pessoalmente se empenhar para abrir canais de negociações entre empreendedores de seu país e do estado. “Temos as pessoas certas para as oportunidades”, disse ele ao secretário de Desenvolvimento Econômico (SED), Luiz Maronezi, que tratou sobre o tema após almoço no Emirates Palace Hotel.

ssp0660-620x410

Os temas assuntos gerais de economia foram objeto de diálogo logo após Al Almeri garantir à delegação goiana que dará “100 por cento de apoio” para implantar uma unidade da Caracal International LLC em Goiás. Hamad Al Almeri é CEO desta indústria especializada em armamentos de ponta destinados exclusivamente às forças de segurança pública e que iniciou uma ampla ofensiva para abrir novos mercados no Brasil e na América Latina, um processo que inclui transferência de tecnologia com know-how alemão. O vice-governador José Eliton iria chefiar a missão, mas foi impedido em função do atentado de que foi vítima em Itumbiara.

ssp0689-620x411

O secretário de Desenvolvimento, Luiz Maronezi, manifestou para Al Almeri o interesse do governo de Goiás de estabelecer interlocuções com empresários locais para investimentos no estado. Hamad imediatamente respondeu que abrirá as portas para os primeiros contatos e destacou sua amizade com o embaixador dos Emirados Árabes Unidos no Brasil, Khalid Khalifa Abdulla Rashid Al-Mualla.

Al Almeri já havia aceito convite para visitar Goiás, o que pode ocorrer ainda este ano. A resposta positiva foi diante da delegação do estado, composta, além do titular da SED, pelos empresários que buscam formalizar a Caracal Brasil, Paulo Humberto Barbosa e Augusto de Jesus Delgado, e o superintendente de Ações e Operações Integradas da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), delegado federal Emmanuel Henrique.

ssp0673-620x411

Hamad Al Almeri se mostrou especialmente interessado na abundante natureza de Goiás, depois de ver imagens sobre potencial turístico do estado. O empresário Paulo Humberto mostrou a ele um vídeo de pescaria no Rio Araguaia. Ao ver o tamanho do peixe, ficou impressionado. Logo após, convidou a delegação a passar um período de férias em sua ilha, “quando quiserem”. Ao dispensar a formalidade das conversações, Al Almeri lembrou as origens: “Venho do deserto. Gosto das coisas simples”.

Potencialidades

O secretário de Desenvolvimento Econômico (SED), Luiz Maronezi, narrou a Hamad Al Almeri as potencialidades de Goiás como o estado que mais cresce no país, a logística, a infraestrutura e os incentivos do governo para investidores nacionais e internacionais. Apresentou o estado como um dos protagonistas da produção agropecuária nacional, e citou produtos da linha de frente, como soja, milho, sorgo, feijão, cana de açúcar, carnes e lácteos.

ssp0702-2-620x411

Na quinta-feira (06/10), o secretário expôs em detalhes a força do estado para o chefe de Operações da Caracal, o germânico Robert Hirt, durante visita à sede da empresa, em pleno deserto. Ele pontuou a localização estratégica de Goiás, a confluência das capitais Goiânia, Brasília e a cidade de Anápolis como o terceiro maior eixo de desenvolvimento do país. Citou a plataforma logística multimodal de transporte que facilita a inserção dos produtos no mercado mundial. Ainda neste dia, a delegação goiana também foi à feira Adihex (Abu Dhabi International Hunting and Equestrian Exhibition), que é anual e expõe as principais novidades do setor de armamentos do país, entre outros produtos.

Emirates Palace

Em Abu Dhabi, a delegação goiana foi convidada por Hamad Al Almeri para almoço no Emirates Palace, que figura entre as inúmeras propriedades da família. O hotel é um dos mais luxuosos do mundo e se tornou atração turística central dos Emirados Árabes Unidos. A edificação, de quase um quilômetro de área construída, foi inaugurada em 2005 para sediar um grande encontro de nações do Golfo Pérsico. Das suas 394 suítes luxuosas, oito são reservadas aos príncipes dos emirados. O local é utilizado, também, para cerimônias de casamento da família real de Abu Dhabi.

Vista Geral do Emirates Palace Hotel

Vista Geral do Emirates Palace

Sonho Antigo

O pioneirismo de uma indústria bélica em Goiás é sonho antigo do empresário goiano Paulo Humberto Barbosa, que há dois anos tomou a iniciativa dos primeiros contatos. Neste período, buscou parcerias, até manter contato direto com o chefe de Operações da empresa, o germânico Robert Hirt. O acordo fechado diretamente com o príncipe Hamad Al Almeri é o ponto auge dessa trajetória.

Momento de assinatura do acordo entre a Caracal International LLC e a Delfire Insdustria e Comércio de Extintores

Momento de assinatura do acordo entre a Caracal International LLC e a Delfire Insdustria e Comércio de Extintores

De acordo com o memorando de entendimento, as três partes se comprometem a trabalhar no sentido de viabilizar a instalação de uma indústria da Caracal no Brasil, buscando a aprovação inicial do governo para a fabricação de armamentos. Se comprometem, também, a construir um plano de viabilidade para o empreendimento. Devem, ainda, elaborar um projeto para o início das atividades da indústria, primeiramente para montagem de peças e avançando para a fabricação de armas. Assinaram o memorando Hamad Al Almeri, presidente da Caracal International, os empresários Paulo Humberto Barbosa e Augusto de Jesus Delgado, Luiz Maronezi (SED) e Emmanuel Henrique (SSPAP) que representaram o governo local. A previsão é de que sejam gerados com a consolidação da iniciativa cerca de 1.250 empregos diretos e indiretos.

5 Comments

  1. Agora a Taurus vai ter que rebolar…

    • A Taurus nao é a principal competidora, a diretamente atingida é a Imbel que pertence ao principal cliente comprador no Brasil que é o exercito.
      Portanto nao vejo o empreendimento como sendo de sucesso garantido.

  2. Muito bom.
    Mas a verdade da qualidade dessa marca de armas saberemos com o passar do tempo, afinal o tempo passou para a Taurus e não foi nada bom, como disse o tempo passou para a Taurus.

    http://g1.globo.com/hora1/noticia/2016/05/falhas-em-armas-usadas-pela-policia-causa-acidentes-e-gera-reclamacoes.html

  3. …………………bem, se os árabes tem um leque de produtos como o que foi mostrado acima, parecem ter vindo pra concorrer pesado…. daí que a Taurus e Imbel devem colocar as “barbas de môlho” e desde já melhorar seus produtos e buscar novos mercados….. com o tempo, no futuro, veremos “quem é quem”……..

shared on wplocker.com