Defesa & Geopolítica

Brasil envia três navios para auxiliar nas buscas por submarino argentino

Posted by

Segundo ministro da Defesa, dois aviões da FAB também foram disponibilizados para encontrar embarcação de país vizinho que desapareceu no Atlântico com 44 tripulantes.

Aeronave SC-105 Amazonas – Busca e salvamento

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, informou neste sábado (18/11) que o Brasil está participando dos esforços para encontrar um submarino da marinha argentina que despareceu no Atlântico Sul.

De acordo com Jungmann, foram enviadas para a região onde ocorrem as buscas a fragata Rademaker, o navio polar Maximiano e o navio de socorro submarino Felinto Perry. A Força Aérea Brasileira (FAB) também disponibilizou duas aeronaves, um aviao C-105 de busca e salvamento e um quadrimotor de patrulha marítima P-3.

P-3 Orion – Aeronave de patrulhamento marítimo de longo alcance e guerra ASW

O submarino militar argentino ARA San Juan manteve contato com sua base pela última vez na manhã de quarta-feira (15/11), quando estava a 432 quilômetros da costa da Patagônia. Ele estava navegando em direção à sua base em Mar del Plata quando as comunicações foram interrompidas.

Apesar da busca, as Forças Armadas argentinas se recusam a admitir que a embarcação esteja perdida. De acordo com a Marinha do país, a principal hipótese é que teria acontecido um problema nos equipamentos de comunicação do submarino.

NSS Felinto Perry (K-11) -Navio de socorro submarino da Marinha do Brasil

Além do Brasil, outros países, como Chile, Uruguai e Peru ofereceram ajuda. O Reino Unido, que tem um histórico de conflito com a Argentina por causa da disputa pelas ilhas Malvinas (ou Falklands) disponibilizou um avião Hércules que está estacionado no arquipélago. A Nasa (Agência Especial dos EUA) colocou à disposição um avião que participa de pesquisas na Antártida.

O San Juan é um dos três submarinos da frota argentina. Lançado em 1983, a embarcação foi produzida pelo antigo estaleiro alemão Thyssen Nordseewerke e tem 65 metros de comprimento e sete metros de largura. Entre 2007 e 2014, a embarcação passou por reformas que prolongaram seu uso por mais 30 anos.

Fonte: DW

Edição: Plano Brasil

 

5 Comments

  1. Bacana hein ,já colocar o SC-105 pra trabalhar e mostrar seu valor. Deus abençoe a tripulação do submarino e seus familiares e também direcione as equipes de busca .

  2. Pingback: Brasil envia três navios para auxiliar nas buscas por submarino argentino | DFNS.net em Português

  3. Sputnik deu agora q parece sinais vindo do sub foi detectado mas a fonte nao eh confiavel. Mas espero que seja verdade

  4. Bacana poder ajudar, melhor ainda que ser ajudado!

  5. Cláudio Severino da Silva says:

    Oportuna e importante a participação do Felinto Perry (K11) nas operações em busca do submarino argentino. Creio que as demais marinhas sul-americanas (Chile, Uruguai e Peru) que também estão participando, não dispõem de um navio especializado em socorro a submarinos como o Felinto.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com