Defesa & Geopolítica

As implicações do S-300 na Síria

Posted by

ARC- Plano Brasil

 

Prefácio

O último ataque contra posições do governo da Síria ocorrido no dia 13 de Abril ainda está repercutindo por todo o mundo. O ataque, que para a maioria dos especialistas, não passou de uma “demonstração de força” dos países ocidentais, provocou poucos danos as estruturas do Exército Sírio, mesmo assim, o Governo Sírio percebeu a necessidade de obter sistemas mais modernos, capazes de fazer frente aos mísseis e aeronaves que tem atuado impunemente e alvejado seu território.

Poucos dias após o ataque, alguns sites especializados de dentro e fora da Rússia levantaram a questão do fornecimento dos sistemas ao Governo Sírio, sistemas estes que poderiam sair dos estoques da Rússia ( A Rússia vem substituindo o S-300 pelo S-400) e que poderiam fortalecer as defesas Sírias.

Sistema S-300 – Rússia

É importante trazer a memória que a Rússia já havia levantado a questão do fornecimento destes sistemas  ao governo sírio, mas não julgou ser necessário até o último episódio.

Repercussão na Rússia

Alguns deputados russos apoiaram a ideia levantada pela mídia e por alguns especialistas do seguimento militar e inclusive, teve o apoio de Aleksander Sherin, vice-presidente do Comitê de Defesa da Duma, câmara baixa do parlamento russo. Segundo Aleksander, uma vez que sejam repassados esses sistemas ao Exército Sírio,  seria possível criar um sistema escalonado na Síria, capaz de atuar contra qualquer ameaça aos interesses do governo local e do governo russo.

Vale lembrar, que todas as decisões relacionadas a Síria, são muito complexas de serem tomadas pelo governo russo. Manter o apoio do publico interno tem sido a estratégia do Kremlim para alavancar os projetos de dentro e de fora do país. Alinhar essa estratégia com a manutenção da posição da Rússia como potencia global no cenário internacional, não é uma tarefa fácil, por isso, cada decisão é pensada, repensada, e pensada novamente antes de ser implementada, pois um erro pode por a perder todas as vitórias conquistadas até então pelo governo de Vladmir Putin.

Vladimir Putin – Presidente da Rússia

Apesar de toda a repercussão, o governo russo se calou durante algum tempo, não dando qualquer nota e somente depois de alguns dias, deram uma declaração sucinta e até vaga, no que cerne ao fornecimento dos sistemas ao governo da Síria ao declarar que não foi decidido nenhum repasse até então, porém, não negaram a possibilidade  da venda – ou doação – dos sistemas estocados para os sírios, deixando no ar a possibilidade do fornecimento.

Inquietação Israelita 

Tal possibilidade de fornecimento dos sistemas S-300 gerou inquietação dentro do governo de Israel, que já não andava muito satisfeito com a capacidade dos sírios em negar o espaço aéreo aos caças israelenses, que vale ressaltar, teve em seu último episódio, a perda de um F-16I alvejado por uma bateria do sistema S-200.

O Ministro da Defesa Israelense Avigdor Lieberman, ressaltou que se forem fornecidos estes sistemas ao governo sírio, as forças israelenses se verão obrigadas a destruí-los, haja visto que os mesmos tem a capacidade de dificultar ainda mais a capacidade operacional da força aérea de Israel no país árabe.

Benjamin Netanyahu e Vladmir Putin.

O temor por parte do governo de Israel no repasse desses sistemas, se deve as capacidades únicas deste SAM, pois algumas unidades deste sistema seriam suficientes para criar um “guarda chuva” de proteção sobre o governo sírio, e também sobre os combatentes do exército iraniano que tem atuado dentro do território do país aliado, e que de acordo com Tel Aviv, estariam repassando armamento para o Hezbollah (organização com atuação política e paramilitar fundamentalista islâmica xiita sediada no Líbano) e que poderiam ser usados contra Israel no futuro.

Resumo

Diante desse imbróglio, fica difícil prever se a Rússia fornecerá ou não os sistemas para os sírios, pois tal posição colocaria russos e israelenses em dois lados antagônicos, sendo as duas nações parceiras de longa data, mas ao mesmo tempo, permitir que o governo Sírio seja golpeado sequencialmente sem a atuação de Moscou pode enfraquecer os interesses do Kremlim no país árabe e tal possibilidade não está na agenda de Putin. Resta-nos esperar as cenas dos próximos capítulos…

 

 

 

 

30 Comments

  1. Realmente a posição da Rússia não é muito confortável nessa questão em fornecer esse sistema de defesa antiaérea S-300 a Síria tendo a Rússia acordos políticos e econômicos com Israel e ainda sendo aliado do Irã inimigo mortal de Israel que é aliado dos Estados Unidos principal fomentador dos conflitos no Oriente Médio e tendo a Rússia aliada da Síria e do Irã principal oponente dos Estados Unidos no Oriente Médio e no Mundo. É uma grande confusão essa salada de amigos e inimigos no Oriente Médio que põem a Rússia e Estados Unidos numa situação desconfortável por causa também da Turquia que tem planos para adquirir os sistemas de defesa antiaérea S-400 e o F-35. Israel é contra as pretensões sírias e turcas nas suas aquisições pois se sente ameaçado. Israel quer atacar mais não quer ser atacado. Assim é muito fácil ganhar uma guerra tendo o seu oponente enfraquecido e desarmado.

  2. Se não me engano a Síria tem um governo constituído, é um país soberano, portanto tem o direito de negar seu espaço aéreo, portanto cava a Rússia vender e,treinar os sírios, pois são os únicos que estão conseguindo vencer está maldita guerra junto com o Irã

    • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

      É tão soberano que quem dá as cartas por lá é o Putin…

    • Sargento dois pontos: 1. Direito depende da Forca. Quem e o mais forte decide o que e direito. Siria nem teria o direito de existir se nao fosse a covardia, traicao e espirito servil das elites arabes. No Oriente Medio so deveria existir um pais. Republica Arabe Unida, sonho de Gamal Abdal Nasser e pesadelo para os Sionistas de Israel
      2. Os russos nao vao fornecer S-300 e muito menos S-400 para os Sirios porque o governo israelita ameacou destrui-los e os russos mudaram de ideia, estao com medo.

  3. finalmente alguma noticia relevante depois da saída do editor…..

  4. uma dúvida se a rússia tem esse problema em vender os mísseis aos sírios pó causa de israel como eles não tem esse problema em relação a china e a índia? que são países inimigos e ao mesmo tempo comprar equipamentos militares dos russos, não entendo de política menos ainda de política internacional.

    • Caro César, Índia e China estão dentro de um contexto geopolítico diferente, e no caso do fornecimento dos sistemas S-300 para a Síria, o que mais pesa teoricamente, é que tais sistemas protegeriam o repasse de equipamentos iranianos aos grupos paramilitares que fazem oposição ao governo de Israel, logo, poderia gerar uma série de problemas na região. Vale ressaltar, que apesar das divergências e disputas territoriais a Índia e a China não são nações inimigas. Sds

    • Nao entende? Putin esta com medo. Putin e seus Oligargas roubaram tanto dinheiro do povo russo que eles querem agora desfruta-lo, goza-los, nao querem guerra com Ocidente , com EUA, Israel, porque isso pode por em risco essas fortunas, grande parte das quais estao investidas nos paises do Ocidente.Assad tem tudo para terminar seus dia como terminou Kadaffi. E Russia pode seguir o Brasil e ser destruida como pais unificado. Isso ja havia sido previsto por Trotsky em 1930s.

      • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

        Achei que só os nossos socialistas roubavam seu povo e gastavam essa grana em Paris e New York… 🙂

  5. 1º) Se a Rússia vai doar S-300 de seus excedentes, atuais e futuros, para a Síria… Então sim, realmente a Rússia vai dar um recado de que quer mais confusão entre os árabes ao fortalecer de verdade a Defesa Aérea síria.
    2º) Porém se os S-300 forem oferecidos para compra e a Síria os comprar, aí a Rússia reforça sua posição de Potência mundial, com bala na agulha para interferir no jogo de Poder das grandes potências ao fornecer equipamento de real ação a seus clientes compradores, de qualquer canto quente do mundo.
    3º) Se os russos não doarem e nem venderem os S-300 para os Sírios neste caso vão mostrar que estão fraquejando como atores globais, e que estão submissos ao Ocidente, nesta alternativa, o governo Putin pode preparar as malas para sair fora do pedestal ao qual se prendeu… Fim da era Putiana.
    4º) Quanto a Israel, deveria ficar quieto, e fazer futuramente o necessário para neutralizar os S-300 a serem colocados na Síria ou qualquer outro sistema AAA efetivo. Sem necessidade de ameaças declaradas. Essa é uma retórica bélica israelense que apenas reforça (atrai simpatizantes e mais fanáticos) e favorece justamente o lado dos árabes que lhes são antagonistas. Israel ainda não aprendeu a se calar, ou a falar o mínimo necessário dentro daquela região carregada de ódios históricos. Siga agindo em sua defesa mas… Passe a falar bem menos Israel.

  6. Governo Sírio precisa de S-300 urgente. A Síria está lutando em várias frentes ao mesmo tempo e precisa desse sistema para se defender dos agressores.

    • bOBsAP Israel nao quer que os russo entregam S-300 ao governo Sirio. E ameacou os russos que eles iriam destrui-los se porventura os russos decidirem envia-los para Siria. Obviamente Putin baixou a cabeca e se desculpou. Nao se preocupa, Russia estava em discussao para vender S-400 para Arabia Saudista, aliada de Israel e inimiga da Siria. )Pode ter4 certeza que para Arabia Saudista Russia tem permissao de Israel para fornecer S-400.

      • Quer dizer que agora Israel é quem diz para quem Rússia pode ou não vender suas armas. E Putin obedece.
        Interessante e muito valiosa esta sua informação.

      • Que idiota , com s300 s400 s900 , não adianta , Israel entra onde quer , vc é tão babaca que saiu defecando semanas atrás que o sistema s3oo o buk o pantisir e outras tranqueiras russas repetiram um ataque , agora vem com este papinho deque só há fundas fazendo a DA da Síria?

      • A posse desse sistema por parte dos Sírios com certeza dificultará as ações da força aérea Israelense naquele teatro. Será um fator de risco a mais.
        Tanto é que o governo de Israel vem alertando que se isto acontecer, eles tomarão providencias no sentido de tentarem destruir tais armas.
        Portanto, independente das opiniões de uns e de outros por aqui, o governo de Israel vê com preocupação a possibilidade de ter que enfrentar tais armas.
        Seria interessante para nós assistirmos ao embate da aviação de Israel contra o S-300.

      • Ele já ocorre , não percebe isto quem não quer !

  7. Juan Diego Ganz says:

    Israel e Rússia são “duas nações parceiras de longa data”?

    Só na cabeça do autor do texto…

    • boiada e boiadeiro nao sao parceiros meu amigo. Um com o chicote na mao guia o outro. Israel no caso e o boiadeiro EUA a boiada. Que parceria!

  8. O ultimo militar contra bases militares do governo sirio foi ontem. Os jornais israelenses estao dizendo que Israel e EUA estavam atacando bases militares siria com a intencao de mostrar ao governo russo que eles nao estao para brincadeira. Segundo os israelitas, tanto os sirios, os iranianos e os russos se calaram, ou se admitem que houve ataques, eles dizem que nao sabem a origem desses ataques e porque eles nao querendo reagir, ao podem admitirem em publico que tal ataque realmente ocorrera e que EUA e Israel sao os atacantes. Isso mais uma vez prova o que eu estou dizendo, Putin esta cagando de medo. O super lider Putin estao sendo exposto como o mais covarde, inepto de todos os lideres russos desde os tempos medievais.

    • A Copa do Mundo na Rússia mês que vem deve tá influenciando nas decisões do governo russo em não agir no momento.E também tem as sanções que atingiram em cheio a Rusal um grande grupo industrial russo fabricante de alumínio. A Russia não quer dar um passo em falso e cair num atoleiro na Síria. E ainda tem as tropas da OTAN nas suas fronteiras e o leste da Ucrânia um barril de pólvora prestes a explodir. Só faltou citar a ameaça da Ucrânia em invadir a Crimeia. Eu acho que tudo isso resume o excesso de cautela por parte do presidente Putin.

    • Vem cá jojo, chora aqui no meu colo , eu deixo , quer um relaxante ou um lexotan , fizeram ?

  9. Hilário Riso says:

    A unica democracia de fato no oriente médio tem o direito sagrado de defender a sua própria existência. O resto são ditaduras e pseudo-democracias islâmicas que desejam com ardor destruir a civilização ocidental e retornar ao tempo das caravanas de camelos..

  10. Aquele ataque foi um teatro , ataque de verdade são os efetuados por Israel , metem logo um dedo no olho e outro no cu do sírio e pronto , não tem essa de avisar com 100 dias de antecedência, França Alemanha Itália grã Espanha e outros bambis não passam de vádias lutas se comparados aos Escolhidos , os beduínos subhumanos piram , os Sauds deveriam meter a mão no bolso e terceirizarem a faxina no Iêmem, querem tem bunda grande e dinheiro paga para os fodoes judeus , Israel toparia no ato , desde que lhes descem um pedacinho de terra pertim dos Persas !

  11. Renival Oliveira says:

    Caros amigos eu não sou a favor de Israel e nem do Iran, os cara monta um faça como o ataque químico, que foi provado até pelas equipes da ONU, que não havia vestígios algum de Ataque químico, E ninguém cobra as provas que a França ,USA, Inglaterra, que falaram que tinham. A onde está esse conselho de segurança da ONU, que não resolve nada. Meu O Iran não pode ter arma nuclear, que todo mundo fica especulando um monte de coisas, mais não vejo ninguém aqui falar e incriminar o país que forneceu o arsenal nuclear para ISRAEL. POR QUE ISRAEL PODE TER ARMAS NUCLEAR E O IRAN NÃO?? Eu não vejo na mídia internacional os Iranianos matando crianças, pais de família desarmados e muito menos invadindo espaço aéreos de países soberanos, eles cometam crime de guerra e a ONU não faz nada. a onde está AIEA da ONU que não fiscaliza e pede a destruição desse arsenal de Israel???

  12. Também acredito que a Copa do Mundo está influenciando nas decisões da Rússia nesse momento. A Rússia está quieto e trabalhando em silêncio. Alguns podem interpretar isso como fraqueza, mas tudo isso é jogo de xadrez.

  13. A posse desse sistema por parte dos Sírios com certeza dificultará as ações da força aérea Israelense naquele teatro. Será um fator de risco a mais.
    Tanto é que o governo de Israel vem alertando que se isto acontecer, eles tomarão providencias no sentido de tentarem destruir tais armas.
    Portanto, independente das opiniões de uns e de outros por aqui, o governo de Israel vê com preocupação a possibilidade de ter que enfrentar tais armas.
    Seria interessante para nós assistirmos ao embate da aviação de Israel contra o S-300.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com