Defesa & Geopolítica

Arábia Saudita pretende investir na indústria bélica Sul Africana

Posted by

O diretor executivo da estatal de Defesa Saudita Saudi Military Industries ( SAMI ), Andreas Schwer , espera fechar os primeiros acordos de cooperação/associação com empresas sul-africanas este ano. O Governo Saudita criou SAMI em 2017, com o objetivo de criar um polo de defesa na Arábia Saudita e futuramente colocar a empresa entre as 25 maiores empresas de defesa do mundo até o ano de 2030.

A empresa Saudita atualmente está focando na indústria bélica Sul Africana. Embora não tenha revelado quais são seus possíveis parceiros, já ficou claro que a Arábia Saudita está considerando adquirir parte da sul-africana Denel SOC Ltd . A Arábia Saudita fez uma oferta de US $ 1 bilhão por uma ampla parceria com o grupo Denel, que incluiria a aquisição de uma participação na joint venture Rheinmetall Denel Munition (Rheinmetall 51% e Denel 49% das ações).

O Departamento de Empresas Públicas da África do Sul, responsável por supervisionar Denel, reconheceu que ele está mantendo conversações com os sauditas, mas se recusou a dar detalhes sobre um possível acordo. A principal empresa privada aeroespacial e de defesa do continente africano a Paramount Group , também reconheceu conversas com os sauditas, embora sem dar muitos mais detalhes. Schwer esclareceu, por sua vez, que eles estão mantendo “conversas com as principais empresas sul-africanas, não apenas com a Paramount e a Denel”.

A Arábia Saudita atualmente é o terceiro país com o maior gasto militar do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos e a China. O orçamento de defesa Saudita foi de 69,400 bilhões de dólares em 2017. Boa parte desse orçamento acaba em empresas estrangeiras, uma vez que o país não possui grande capacidade de fabricação local. Na verdade, é atualmente o segundo maior importador de armas do mundo.

Arábia Saudita quer investir em empresas militares sul-africanas para que no futuro possa desenvolver uma indústria de nacional de defesa tão poderosa que seja capaz de absorver metade de todos os gastos militares nacionais até 2030 . A indústria de defesa da África do Sul, possui um importante papel na indústria local há alguns anos, passando por um declínio após a última década de redução nos gastos com defesa em todo o mundo e o enfraquecimento do mercado doméstico.

 

Com Informações de Agências Internacionais

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com