Defesa & Geopolítica

Antonov detalha a família de aviões cargueiros militares An-188

Posted by

Modelo em computação gráfica da aeronave  AN-188

Por Dylan Malyasov – Ucrânia- Defence Blog

Tradução e adaptação: E.M.Pinto- Plano Brasil

Uma fonte da empresa ucraniana Antonov, parte do Ukroboronprom, grupo ucraniano de defesa e exploração aeroespacial, divulgou detalhes ao Defense Blog sobre o futuro da nova família de aviões de carga militar An-188.

No âmbito do airshow Eurasia-2018, realizada em Antalya, na Turquia, foi lançado pela primeira vez o novo avião de transporte militar AN-188 STOL (Short Take-Off and Landing). O novo projeto de aeronave de transporte militar desenvolvido na Ucrânia envolve a ocidentalização de todos os componentes, a implementação de soluções técnicas modernas e confiáveis, bem como a plena conformidade com os padrões da OTAN, tanto em termos de equipamento quanto de uso da aeronave.

As autoridades da Antonov disseram que a Ucrânia desenvolverá uma nova família de aeronaves com base no An-70. A nova família consistiria de 3 plataformas aéreas com diferentes motores turbofan.

  • A aeronave, chamada An-188-100, será equipada com quatro motores turbofan de três eixos D-436-148FM desenvolvidos pela empresa ucraniana Ivchenko-Progress.
  • Já a variante com quatro motores de nova geração AI-28, também desenvolvidos pela Ivchenko-Progress, será chamada de An-188-110.
  • E o An-188-120 será equipado com quatro motores turbofan CFM56-7B de alto bypass, feitos pela CFM International (CFMI).

Todas as novas aeronaves da família An-188 serão capazes de se basear em diferentes campos de pouso e pousarão em pistas curtas de apenas 600 a 800 m de comprimento. Isso expande muito o número de aeródromos nos quais a aeronave pode ser usada, garantindo a alta eficiência da nova aeronave.

A nova aeronave terá um avançado cockpit (glass cockpit) com o mais novo equipamento de navegação e comunicação de voo. O An1 88 terá a capacidade de voar distâncias até 7700 km, em uma altitude de cruzeiro de até 12100 m e a uma velocidade de até 800 km / h, dependendo do tipo de aeronave e do motor.

O avião  turbojato de transporte militar An-188 possuirá a capacidade de carga de até 50 toneladas e será capaz de transportar equipamentos militares de todos os tipos. Será capaz de transportar equipamentos militares e de construção, helicópteros, veículos de combate de infantaria, carros de combate, sistemas de artilharia, até 300 soldados, além de cargas humanitárias, paletes e contêineres.

A carga útil máxima de até 35 toneladas (máximo de 47) e um volume de 400 permitirão ao An-188  transportar numerosas peças de carga externa, por exemplo, um helicóptero Puma com um helicóptero Lynx e 42 pára-quedistas, ou um veículo pesado de combate de infantaria para fins militares.

Dados técnicos preliminares

Alcance máximo 7700 km
Velocidade máxima 800 km / h
Volume do porão de carga 400 m³
Entrega de cargas pesadas até 35 toneladas
Pode acomodar 300 tropas.

Transporte de feridos

Andar superior – 110 sentados
Andar inferior – 96 macas.
O An-188 pode acomodar até 130 pára-quedistas totalmente equipados e também pode lançar até um veículo de combate de infantaria de até 21 toneladas  aerotransportados com tripulação ou paletes lançados em voo.

As forças armadas da Ucrânia, dos Emirados Árabes Unidos e da Turquia já manifestaram interesse no projeto da nova aeronave An-188 da Ucrânia.  A fonte afirma que a nova aeronave de transporte seria um concorrente direto do transporte militar de asa alta do Airbus Military A400M Atlas e dos americanos C-130 e C-17.

 

Fonte: Defence Blog

9 Comments

  1. César A. Ferreira says:

    Vão vender para quem?
    O An-70, turboprop de ótimo desempenho já não encontra clientes, irá uma versão turbofan do mesmo avião encontrá-los?
    Piada.
    A Antonov é uma empresa suicida, tal e qual o país, Ucrânia, que resolveu hostilizar o seu parceiro em função de um sonho, de uma miragem… O despertar com a dura realidade será cruel, como sempre…

    • Kkkkk, parceria Caracu, russos entram com a cara ………

    • Alfredo Araujo says:

      Sou obrigado a concordar contigo…
      No fundo… é isso que o ocidente e sua democracia vendem… Esperança !
      Já um apoio concreto… parcerias… É outra história.

      • Já a Venezuela comprou foi o fracasso absoluto.

      • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

        O que na venefavela bolivariana socialista do século 21 não é um FRACASSO ???… nos deram um calote de 1,8 BILHÕES… já dava para custear o casco do nosso porta aviões nuclear…

  2. Vendo o gráfico comparativo percebe-se que este cargueiro será um bom complemento para a frota de C17 Indianos , é até mesmo para os C17 ingleses , vão vender bem , o OM vai absorver algumas unidades !

    • BLUE EYES, NA RESISTÊNCIA says:

      Não vejo porque não vingaria… os possíveis clientes não serão os lambe saco dos russos de sempre, mas os outros tem muito mais dinheiro pra gastar que estes… deixem as matronas russófilas espernear… a realidade é quem manda… rsrsrsrsrsrssss… quando interessa os americanos não fazem como os russos que parecem cachorros esfomeados e metem o focinho dentro da lata e deixam os demais passando fome… em uma suposta concorrência com os americanos no OM, eles deixarão os ucranianos tomarem a frente… faz parte da geopolítica inteligente de Washington recuar quando preciso for para manter vivo um aliado estratégico…

  3. Vai criar problemas para o C2 !

  4. O sonho da Ucrânia era ser aceita na UE e entrar pra OTAN e aí eles criam um concorrente para o A400M e para o C-17 kkkkkkkk pode esquecer, não vai sair da prancheta.

shared on wplocker.com