Defesa & Geopolítica

‘Act of Remembrance’: HMS ‘Ocean’ desliga os motores no meio do Mediterrâneo, para reverenciar os britânicos que, em conflitos do passado, deram suas vidas pela Coroa

Posted by

Flagrantes do serviço religioso do último sábado a bordo do HMS “Ocean”

Por Roberto Lopes

 

 

O porta-helicópteros HMS Ocean (L12), atual capitânea da flotilha da Otan (Organização para o Tratado do Atlântico Norte) de prontidão no Mar Mediterrâneo – Standing NATO Maritime Group 2 (SNMG2) – desligou seus motores em mar alto, na manhã do ultimo sábado (11.11), para cumprir o chamado Act of Remebrance – Ato de Lembrança (ou Ato em Memória) –, um tributo a todos os cidadãos britânicos que deram suas vidas pela Coroa.

Uma cerimônia religiosa presidida pelo Capelão de bordo, Paul Andrew, reuniu no convés de voo do navio 800 militares: o efetivo da Companhia Bravo do Comando Nº 40 dos Royal Marines, além do pessoal dos três Esquadrões Aéreos Navais embarcados – de números 820, 845 e 847 – e dos integrantes de um destacamento dos Marines americanos que também participam da viagem – a última que o navio realiza sob o pavilhão de Sua Majestade.

O Ocean será descomissionado a 31 de março do ano que vem.

Em março passado ele foi oferecido à Marinha do Brasil (MB). A proposta despertou o interesse dos chefes navais brasileiros (especialmente os da Força Aeronaval e do Corpo de Fuzileiros avais), mas a MB ainda pretende tomar informações sobre o estado das máquinas do navio depois que ele regressar à sua base de Devonport, no sul da Inglaterra, em dezembro.

Só depois disso, e de avaliar os custos envolvidos na compra do navio, é que a Força decidirá se aceita, ou não, a proposta encaminhada a Brasília pelo Ministério da Defesa britânico.

Dogu Akdeniz 17 No começo da semana passada, o Ocean suspendeu do porto turco de Aksaz, na costa sudeste do Mar Egeu, para tomar parte no exercício naval Dogu Akdeniz 17, operação  anual dirigida pela Armada Turca que tem como objetivo incrementar a interoperabilidade das marinhas da OTAN.

O serviço religioso do sábado permitiu que os tripulantes permanentes e temporários do Ocean recordassem o último sacrifício das gerações passadas, e também os camaradas caídos em épocas mais recentes.

Foi lido um Memorial de Honra (foto acima), com os nomes de todos os integrantes da Royal Navy que morreram em Serviço durante o último ano. Guardou-se também, em reverência à memória deles, um minuto de silêncio.

Nota do Editor: é uma pena que, no Brasil, nossos pracinhas e os militares desaparecidos no cumprimento do dever, na 2ª Guerra Mundial e em conflitos mais recentes (regulares e irregulares), tenham tão pouco reconhecimento e apoio. E apenas em algumas datas sejam reverenciados.

Assim, é de se louvar a iniciativa da Marinha do Brasil (MB) que, em atenção ao Aviso Ministerial nº 1121/69, todo o dia 21 de julho colhe o episódio do naufrágio da Corveta Camaquã  (C-6) – ocorrido a 21 de julho de 1945 –, durante a Segunda Guerra Mundial, para lembrar os seus mortos à época do maior conflito que a História já registrou.

O Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, do Rio de Janeiro, também serve de palco às homenagens – mais do que justas – às vítimas da tragédia.

Corvetas brasileiras classe Carioca, que tinha a “Camaquã” entre as suas unidades, durante solenidade a 7 de junho de 1940

O conteúdo deste artigo é de total responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do site.

 

15 Comments

  1. Pingback: ‘Act of Remembrance’: HMS ‘Ocean’ desliga os motores no meio do Mediterrâneo, para reverenciar os britânicos que, em conflitos do passado, deram suas vidas pela Coroa | DFNS.net em Português

  2. claudio quadros says:

    esse nosso novo A13 Novo Minas Gerais

  3. compra logo ta demorando de mais alguém pode levar na nossa frente

    • Esse é um dos meus temores, Renato…

      • Se tivesse outro interessado nele pode ter certeza que o MoD já tinha arranjado um jeito de vazar o nome, como não apareceu o nome de mais ninguém, nem que de forma especulativa, creio que a MB foi a única que disse que estava interessada

      • Retiro o que eu disse, hoje o site navaltoday.com disse que a Turquia esta muito interessada no Ocean. Muito provavelmente a marinha turca vai levar essa, eles não estão com um orçamento tão apertado como o nosso

  4. Eis o navio quebrado…..kkkkkk ooops….que não tá!

    • Boa tarde, Roberto.
      A coluna acompanha a viagem do “Ocean” pelo Mediterrâneo justamente para anotar o comportamento das máquinas do navio.
      Por enquanto, nenhuma anormalidade!
      (Mas há quem jure que ele está caindo aos pedaços…)
      Grande abraço.

      • Imagina se estivesse bom e com motores bacanas hein, só de role mundo afora, ajudando e apoiando em situações extremas e calamitosas e de quebra calando algumas boquitas !!!kkkkkkk
        Que venha o próximo Minas Gerais.

  5. o MoD tem muito interesse no repasse do navio a marinha brasileira simples, interesse em novos contratos, vendas, manutenção e área de influencia ao lado da Argentina… Simples. Um conjunto de fatores que temos que usar a nosso favor, bem que podiam vir uns: boeing chinook e uns Lynx Wildcat (que darão baixa) e uns apache (difícil)….. ai ficaria show!

  6. A Turquia mostrou interese no ocean caso nos não venhamos a aquirilo segundo o naval News pode confirmar isto Roberto Lopes

  7. Preocupado e muito porque o sr ministro da defesa vive de entrevistas e viagens que não levam a nada….. Sr. Roberto Lopes novidades sobre o Ocean por favor, sou fã do seu site. Não podemos perde-lo!!!!! acredito ser um incremento muito importante as nossas capacidades de projeção de poder, suporte e ajuda humanitária.

  8. Duvido muito que a Royal Navy,o MoD ou o parlamento inglês sejam favoráveis a venda do HMS Ocean para a Marinha do Ditador Erdogan,especialmente depois de suas atitudes antidemocráticas,sua confusão com a Alemanha e sua guinada para o lado da Rússia…

Deixe uma resposta para Roberto Cancel

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com