Defesa & Geopolítica

Virada de mesa: Em contra posição aos AMRRAM paquistanes, a Índia encomenda 400 mísseis BVR e 300 WVR russos

Posted by

Rustam- Moscou

Contrariando os rumores de que a Força Aérea Indiana (IAF) havia optado pela escolha de mísseis BVR Derby israeleneses pautando-se em questões de limitação das armas russas, o THE PRINT, informou que a IAF encomendou  mais de 700 mísseis de produção russa, num contrato avaliado em US $ 700 milhões .

Segundo a nota, o pedido inclui cerca de 300 mísseis ar-ar de curto alcance (WVR),  R-73 e cerca de 400 mísseis guiados ar-ar de médio alcance (BVR), o mesmo míssil que fora usado no recente conflito Indo-Paquistanês.

O R-77 é o equivalente russo ao míssil de médio alcance AIM-120 AMRAAM dos EUA e foi projetado para armar as aeronaves MiG e Sukhoi.

Com uma chamada irônica o “The Print” destaca que houve uma “virada de mesa” na decisão pelos míssis russos em contraposição aos BVR do Paquistão. A encomenda é vultosa e reafirma o compromisso de ambos os países em suas cooperações militares.

A Encomenda reafirma ser contestável as alegações de descredibilidade indiana quanto ao produto Russo.

Segundo a Russian Tactical Missiles Corporation, desenvolvedora e produtora da maioria dos mísseis ar-ar russos, o alcance do R-73 é de 30 km. A gama da sua última versão, o RVV-MD, é de cerca de 40 km. já o o R-77, que pode atingir alvos a uma distância de até 80 km, enquanto sua versão mais recente, o RVV-SD, engaja mísseis até 110 km.

A Rússia oferece atualmente a seus parceiros globais os mísseis de curto alcance MDV RVV-MD, e RVV-SD eRVV-BD de longo alcance ar-ar e gama de mísseis ar-ar RVV-AE (R-77). Integrar outros mísseis – por exemplo, os mísseis ar-ar israelenses Derby  nos caças Su-30 exigirá permissão da Rússia, disseram as fontes.

“A Rússia e a Índia podem implementar em conjunto o programa de modernização dos mísseis ar-ar da IAF. Todos os requisitos da Força Aérea podem ser discutidos e atendidos. O trabalho pode começar assim que possível após a solicitação formal ”, acrescentaram as fontes.

Em 26 de fevereiro de 2019, a Força Aérea da Índia realizou um ataque aéreo em Balakot. Aviões de guerra indianos atravessaram a fronteira na região disputada da Caxemira e lançaram bombas nas proximidades da cidade de Balakot, na província de Khyber Pakhtunkhwa, no Paquistão.

 

 

2 Comments

  1. KLESLEI DA SILVA JESUS says:

    os russos estão feliz da vida so vendendo cada dia mais armas para a india!

  2. Adriano Corrêa says:

    Enquanto aqui, dizem que não temos mais caças e armas capazes de interceptação e abatimentos de inimigos…

    Se enganaram os inimigos, internos e externos, do Brasil pois temos ao nosso lado.

Deixe uma resposta para Adriano Corrêa Cancel

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com