Defesa & Geopolítica

Egito assinou um contrato para a compra de caças Su-35

Posted by

 Tradução e adaptação-E.M.Pinto

Sugestão- Rustam Moscou

O periódico Russo “Kommersant”, informou que a Rússia assinou um contrato com o Egito para o fornecimento de várias dúzias de caças multifuncionais pesados Su-35. O Kommersant destacou ainda que juntamente com os caças médios MiG-29M / M2 fornecidos ao Egito, eles devem aumentar significativamente o potencial de combate da Força Aérea Egípcia nos próximos anos.

Em nota o “Kommersant”, cita o trecho de uma entrevista a dois altos executivos de empresas do setor de defesa. Segundo eles, o acordo relevante, que implica o fornecimento de “mais de duas dúzias de aeronaves” e suporte para material de aviação ultrapassa o valor de cerca de US $ 2 bilhões, e este entrou em vigor no final de 2018 e podem começar a ser recebidos entre 2020–2021.

Os interlocutores do “Kommersant” se recusaram a divulgar o custo do contrato, mas observaram que este garante a utilização da capacidade do fabricante da aeronave, a Planta de Aviação Komsomolsk-on-Amur, por vários anos mais.

Um dos interlocutores do “Kommersant” salientou que as capacidades de produção da linha da fábrica permitem que a empresa produza cerca de 20 dessas aeronaves para as necessidades das forças aeroespaciais russas sem problemas entre 2019-2020.

Porém a Rosoboronexport absteve-se de comentar sobre este fato.

Nos últimos anos, o Egito tem sido um dos maiores compradores de uma ampla gama de armas e equipamentos militares russos. Esta atividade está diretamente relacionada com a figura do presidente Abdel-Fattah al-Sisi, que chegou ao poder no Egito durante o golpe de Estado em 2013

Segundo fontes militares, o ex-ministro da Defesa al-Sisi, que substituiu Mohammed Morsi como chefe do Estado, percebeu rapidamente a real necessidade do exército de um rearmamento maciço.

Já em 2014, Moscou e Cairo assinaram um pacote de contratos de armas, implicando o fornecimento de vários sistemas de defesa aérea tais como sistemas antimísseis Antey-2500 e Buk-M2E, artilharia, armas leves e outras armas no valor de US $ 3,5 bilhões.

Assinado então o pacote de fato de contratos tornou-se o primeiro exemplo real da renovação da cooperação técnico-militar entre Cairo e Moscou desde 1972, quando conselheiros militares soviéticos deixaram o país a pedido do presidente egípcio Anwar Sadat. Posteriormente, vários contratos de armas icônicos foram concluídos como o acordo para o fornecimento de 46 caças MIG-29M / M2 (cerca de US $ 2 bilhões) e 46 helicópteros de combate Ka-52 (que custam mais de US $ 1 bilhão), ambos atualmente em andamento.

 

Fonte: kommersant

3 Comments

  1. o egito deve tá recebendo uma pensão gorda da arábia saudita não creio que eles tem grana pra tanto não posso está errado ou tão tirando de outros setores

  2. As últimas aquisições demonstram o quanto o Egito está levando a sério a sua defesa, Rafale+Su-35, isso não é pra qualquer um não.

  3. Ferreira Junior says:

    O Egito é um grande produtor de alimentos, além de mineração e uma forte indústria turística. Isso prova que nós poderíamos ter adquirido armamentos de outras fontes, mas por questões de alinhamento das Forças Armadas, isso não aconteceu. Se estiver errado, me corrijam. Vide pressão dos EUA para Turquia não comprar o sistema S-400.

shared on wplocker.com